Festival de Cinema da Nova Zelândia chega ao Rio com sessões gratuitas

Terras Mortas (The Dead Lands)
Terras Mortas (The Dead Lands)

Inédita no país, mostra traz panorama da produção audiovisual neozelandesa, com filmes de ficção e documentários;

Festival acontece de 10 a 16 de agosto no Espaço Itaú Botafogo e passará por Curitiba e Belo Horizonte;

Atividades do Festival incluem, ainda, workshops para profissionais da indústria cinematográfica, com presença de cineastas brasileiros e neozelandeses  

De 10 a 16 de agosto o público do Rio de Janeiro vai poder conferir, gratuitamente, o Festival de Cinema da Nova Zelândia no Brasil, inédito no país. A programação do evento, que conta com nove filmes de longa-metragem, vai ocupar as salas do Espaço Itaú Botafogo. O Festival também passará por Curitiba (17 a 23/08/2017) e Belo Horizonte (24 a 30/08/2017).

Os filmes que estarão à disposição do público brasileiro apresentam histórias inspiradoras sobre a vida e a cultura dos neozelandeses. As obras impressionam pela força dos personagens e das histórias, com produções premiadas internacionalmente, documentários, filmes baseados em fatos reais e obras de ficção.

“Brasil e Nova Zelândia têm muitas semelhanças e, talvez, a mais interessante delas seja o fato de que os dois países acumulam grandes histórias, vividas por personagens aparentemente triviais e documentadas em obras cinematográficas. As obras que selecionamos para o Festival abordam essas possibilidades. São filmes que traduzem para o cinema a força dos personagens, o impacto, as contribuições e revoluções que podem ser causadas por indivíduos.” Afirma a embaixadora da Nova Zelândia Caroline Bilkey.

Lançado no ano passado, o aclamado Mahana (The Patriarch) foi indicado a seis prêmios no New Zealand Film and TV Awards 2017 e é um dos selecionados para a mostra. O filme fala sobre a rivalidade entre duas famílias, que atravessa gerações até ser questionada por um jovem de um dos clãs. As particularidades e embates da relação entre avô e neto são o ponto chave do longa-metragem, baseado na obra de Witi Ihimaera.

O trabalho do escritor está também em outros dois filmes da mostra: A Encantadora de Baleias (Whale Rider) e Mentiras Brancas (White Lies). O primeiro leva às telas a história de uma garota Maori impedida de liderar sua comunidade por ser mulher. Sucesso no mundo todo, o filme rendeu uma indicação ao Oscar para a atriz Keisha Castle-Hughes, que na época das filmagens tinha 13 anos.

Já Mentiras Brancas (White Lies) fala sobre a relação de três mulheres diante de um segredo e também foi sucesso de crítica. A diretora Dana Rotberg recebeu o prêmio de melhor direção no The WIFTS Foundation International Visionary, cerimônia que reconhece o trabalho e as conquistas de mulheres do mundo todo. Na lista de exibições estão ainda os documentários Hip Hop-eration and The Ground We Won e os longas de ficção: Boy, The Dead Lands, The Dark Horse e Born to Dance.

O evento é realizado pela Embaixada da Nova Zelândia no Brasil, em parceria com o Ministério de Cultura, Artes e Patrimônio da Nova Zelândia e com a New Zealand Film Commission. As exibições no Brasil fazem parte de um projeto que este ano percorre também Argentina, Paraguai, Chile, México, Cuba e Colômbia.   
        

SERVIÇO  

RIO DE JANEIRO
10 a 16/08/2017
Espaço Itaú Botafogo  

CURITIBA
17 a 23/08/2017
Espaço Itaú Shopping Crystal  

BELO HORIZONTE
24 a 30/08/2017
Cinema Belas Artes  

PROGRAMAÇÃO RIO DE JANEIRO
Quinta-feira, 10 de agosto
19h10 – Mahana (The Patriarch) – 18 anos – 1h43min  

Sexta-feira, 11 de agosto
19h10  – Operação Hip Hop (Hip Hop-eration) – 12 anos –  1h33min
21h20 –  O Espaço Que Ganhamos (The Ground We Won) – 18 anos – 1h31min  

Sábado, 12 de agosto
19h10 – Boy – 18 anos – 1h27min
21h20 – A encantadora de Baleias (Whale Rider) – 12 anos – 1h41min  

Domingo, 13 de agosto
19h10 – Nascido Para Dançar (Born to Dance) – 12 anos – 1h36min
21h20 – Mahana (The Patriarch) – 18 anos – 1h43min  

Segunda-feira, 14 de agosto
19h10 – Terras Mortas (The Dead Lands) – 16 anos – 1h47min
21h20 – Mentiras Brancas (White Lies) – 18 anos – 1h39min  

Terça-feira, 15 de agosto
19h10 – Boy – 18 anos – 1h27min
21h20 – O Renascer De Um Campeão (The Dark Horse)  – 18 anos – 2h04min  

Quarta-feira, 16 de agosto
19h10 – A encantadora de baleias (Whale Rider) – 12 anos – 1h41min
21h20 – Operação Hip Hop (Hip Hop-eration) – 12 anos – 1h33min