Festa da Cultura Negra no Renascença Clube

Foto: Marcio Vanderlei
Foto: Marcio Vanderlei

Domingo, dia 21/1, a partir das 13 h, o Renascença Clube preparou programação especial que começa com almoço do Departamento Feminino, um virado à paulista ao som de música ambiente com o DJ Neném. Às 15 h, os Filhos de Gandhi, da Gamboa, fazem a lavagem do Clube invocando muito axé. Às 17 h, apresentação das candidatas da 21ª edição da escolha da Deusa do Ébano – Rainha do Orunmila, uma exaltação à dança, simpatia, beleza, comunicação e estética da mulher negra. Também, desfile dos candidatos à Rei do Ifá, em sua 2ª edição.

Na programação, Festival Afro com a participação de Lemi Aiyó, de Bento Ribeiro; Agytoê, da Zona Sul; e, Filhos de Gandhi, da Zona Portuária. Também, a roda cultural do Afrolaje e um “aulão” de percussão com Emerson do Samba, filho de Neguinho do Samba, um dos precursores do samba reggae. Ainda, a roda de samba comandada por Marcio Vanderlei que traz como convidado especial, Marcelinho Moreira. Marcio se apresenta no cavaquinho e voz; Leandro Pereira, no violão 7 cordas; Alex Almeida, na percussão; Bruno Gama, no pandeiro; Tiago Flor, no surdo. O repertório será bastante eclético: de Marçal a Ratinho, Arlindo Cruz, Almir Guineto, Sombrinha, Dona Ivone Lara, Pixinguinha, Baden Powell e muito mais. Marcio começou a tocar cavaquinho, em casa, aos 18 anos. Depois, estudou música no Bandolim de Ouro, com Zé do Cavaco. E vieram outros mestres: Wanderson Martins e Mauro Diniz. Mas o músico queria mais…. Acabou se formando em harmonia no CIGAM. “Como músico, sou aquele cara que desceu o morro com o cavaquinho. O morro me deu o aprendizado e a visão com os elementos da música. Sem passar por lá, eu não teria a ferramenta de generosidade e oralidade. Eu não teria a observação que tenho”, revela Marcio Vanderlei. Os pagodes que começou a frequentar e tocar cavaquinho no centro da cidade – Beco do Tesouro e Rua da Quitanda – lhe abriram portas. Em curto espaço de tempo, Marcio Vanderlei já acompanhava Monarco, Delcio Carvalho, Noca da Portela. Em 1995, parou em Oswaldo Cruz no Grupo Sonho Real, quando conheceu Marcos Salles que o levou para tocar com Mestre Marçal. Dois anos depois, gravou com Almir Guineto. Em 1999, entrou para a banda de Beth Carvalho. Marcio Vanderlei já se apresentou em diversos países, além de ter gravado álbuns e DVDs com Jorge Aragão, Beth Carvalho, Mauro Diniz, Arlindo Cruz, Sombrinha, Alcione. Já fez parte do Pagode da Tia Doca e da Roda de Samba do Cacique de Ramos. Há 4 anos voltou para o Pagode do Leão. O músico, ainda, toca banjo e fabrica instrumentos para si mesmo e para comercialização.

Para os amantes da black music, apresentações dos Djs Marcelinho MG e LP da Fúria Hip Hop, equipe formada na FEBARJ/Lapa há quinze anos e que mantém seu baile de hip hop com sucesso total. Participação de Cesinha Orunmila tocando soul e músicas lentas para matar a saudade e o Dj Arthur Annes do Hip Hop na Fita.          

Ingressos: R$ 15 (antecipado) / R$ 20 (no dia do evento). Mesa: R$ 20. Censura livre.

Comemore seu niver conosco!

– Aniversariantes do mês ganham 2 cortesias e convidados com nome na lista pagam R$10 (durante todo o evento). Lista mínima de 10 convidados. Envie sua lista de convidados para: aniversarionorena@gmail.com (deusa do ébano + nome do aniversariante + data do aniversário), até às 15 h do dia 20/01.

Lista amiga

Coloque o seu nome no mural do evento até as 15 h do dia 20/01 e pague R$10 (durante todo o evento).

nomes colocados após este horário não serão aceitos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.