Exposição Praça da Língua é inaugurada com mesa literária

Com o apoio da EDP Brasil, mesa “Que o mar unisse, já não separasse” abre as portas para exposição que traz uma mostra do Museu da Língua Portuguesa

As atividades da 15ª Festa Literária Internacional de Paraty do dia 28 de julho será iniciada com a mesa literária “Que o mar unisse, já não separasse”. A mesa inaugura a exposição Praça da Língua, que tem o apoio da EDP Brasil, empresa portuguesa de energia que é uma das patrocinadoras da FLIP e da mostra.

A exposição, que fica em cartaz até 27 de agosto de 2017, traz para Paraty detalhes do Museu da Língua Portuguesa, que está em reconstrução em São Paulo. Já a mesa abordará uma perspectiva histórica sobre a nossa língua, além de uma reflexão sobre o seu futuro e o seu lugar no mundo.

“Que o mar unisse, já não separasse” será mediada por Leonardo Tonus, coordenador dos Estudos Lusófonos da Sorbonne, e terá a participação de Alison Entrekin, Ana Elisa Ribeiro, Luciana Araujo Marques e José Pinho. Estarão presentes também a secretária da Cultura de Paraty, Cristina Maseda; o secretário geral da Fundação Roberto Marinho, Hugo Barreto; e o presidente da EDP Brasil, Miguel Setas.

A mesa e a exposição, assim como as outras atividades da Flip, são iniciativas do Governo do Estado, em parceria com a Secretaria de Estado e Cultura, da Fundação Roberto Marinho e do Grupo Globo.

Serviço:

O quê: Mesa literária “Que o mar unisse, já não separasse”

Data: 28 de julho de 2017 (sexta-feira)

Horário: 11 às 13 horas

Local: Casa da Cultura de Paraty – Salão Nobre