35.7 C
New York
julho 21, 2019
Notícias

Evento no Museu do Amanhã vai discutir economia criativa e o potencial de crescimento do setor cultural no Rio

Painel reúne poder público, empreendedores e sociedade civil para falar sobre políticas públicas e apresentar cases de sucesso na área

Pensar em maneiras inovadoras e sustentáveis de fomentar o crescimento da área cultural é essencial, especialmente em tempos de crise. Com esse objetivo, o Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG) e a Câmara Empresarial do Rio de Janeiro realizam o evento “Economia Criativa: novos caminhos para o Rio de Janeiro”, no dia 19 de março, às 10h, no Museu do Amanhã.

Dividido em três partes, o painel quer reunir empresários do estado do Rio, instituições, agentes de economia criativa, empreendedores e poder público para pensar juntos em soluções que promovam o desenvolvimento do estado na área cultural. Para isso, haverá discussões sobre as leis de fomento e os conceitos de economia criativa, além da apresentação de três cases de sucesso em projetos que têm tudo a ver com o Rio.

Para começar, agentes do poder público darão uma perspectiva sobre as políticas públicas para cultura. Nesta primeira mesa estarão Josier Vilar, presidente da Câmara Rio; Ricardo Piquet, diretor presidente do IDG; Ruan Lira, secretário de estado de Cultura e Economia Criativa; e o advogado Claudio Lins Vasconcelos, especialista em economia criativa.

Na segunda parte, o público vai conhecer alguns exemplos de sucesso instalados por aqui. O primeiro é na indústria dos games, e o papo vai reunir Brent McCray, que foi fundador da Intel Extreme Masters Games, é um apaixonado pelo Brasil e tem o projeto de transformar o Rio num polo de desenvolvedores de games; Carlos Estigarribia, sócio da RightZero; e Rafael Bastos, líder de uma das maiores comunidades de desenvolvedores de jogos no Brasil.

Em seguida, o assunto é indústria do carnaval e a convidada é Célia Domingues, presidente da AMEBRAS ( Associação de Mulheres Empreendedoras do Brasil ) e coordenadora de projetos de qualificação profissional de carnaval há mais de 20 anos.  Por fim, o jornalista Leonardo Feijó fala sobre o empreendedorismo na área de entretenimento e música. Ele criou mais de uma dezena de espaços culturais no Rio – como a Casa da Matriz, o Teatro Odisséia e o Bar Bukowski, entre outros – e coordena o curso Música & Negócios na Puc-Rio desde 2012. Na última parte do encontro, o debate será livre entre público e palestrantes.

Serviço

Economia Criativa: novos caminhos para o Rio de Janeiro
19 de março – 10h às 13h
Museu do Amanhã

Parte 1
Políticas públicas e economia criativa – Josier Vilar, Ricardo Piquet, Ruan Lira e Claudio Lins Vasconcelos.  

Parte 2
Cases de sucesso. Games – Brent McCray, Carlos Estigarribia e Rafael Bastos; Indústria do carnaval – Célia Domingues; Empreendedorismo de entretenimento/música – Leonardo Feijó.

Parte 3 – Debate.

Os interessados podem se inscrever pelo email camarario.sec@gmail.com ou diretamente na bilheteria do Museu do Amanhã 30 minutos antes do evento.

O Museu do Amanhã é uma instituição cultural da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, sob gestão do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG).


Museu do Amanhã
O Museu do Amanhã é um museu de ciências aplicadas que explora as oportunidades e os desafios que a humanidade terá de enfrentar nas próximas décadas a partir das perspectivas da sustentabilidade e da convivência. Inaugurado em dezembro de 2015 pela Prefeitura do Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã é um equipamento cultural da Secretaria Municipal de Cultura do Rio de Janeiro, sob gestão do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG). Exemplo bem-sucedido de parceria entre o poder público e a iniciativa privada, o Museu do Amanhã já recebeu mais de 3,2 milhões de visitantes desde a inauguração. Com patrocínio máster do Banco Santander e uma ampla rede de patrocinadores que inclui empresas como Shell, IBM, IRB-Brasil RE, Engie, Grupo Globo e Instituto CCR, o museu foi originalmente concebido pela Fundação Roberto Marinho.

O IDG – Instituto de Desenvolvimento e Gestão é uma organização sem fins lucrativos especializada em gerir centros culturais públicos e programas ambientais e também atua em consultorias para empresas privadas e na execução ou desenvolvimento de projetos culturais e ambientais. Responde atualmente pela gestão do Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, Paço do Frevo, em Recife, como gestor operacional do Fundo da Mata Atlântica e como realizador das ações de conservação e consolidação do sítio arqueológico do Cais do Valongo, na região portuária do Rio de Janeiro. Saiba mais em www.idg.org.br

 

Posts relacionados

Comida Di Buteco 2019: Na fase nacional o concurso vai eleger o melhor buteco do Brasil 

Redação

Programa Atletas Saudáveis oferecerá atendimento médico gratuito para competidores das Olimpíadas Especiais Brasil

Redação

Lênin Palhano assina ovo de Páscoa da Cuore di Cacao

Redação

Programa FARO estreia na rádio MOOD FM

Redação

Feijoada das Mães no Renascença Clube

Redação

Portela receberá Mocidade Independente e Imperadores do Samba no próximo ensaio

Redação

Deixe um comentário