“Eu organizo o movimento” em curta temporada na Laura Alvim

As influências do movimento tropicalista nos dias atuais servem de inspiração para a criação do espetáculo EU ORGANIZO O MOVIMENTO, montagem da Meimundo Inventações Compartilhadas, que realiza temporada no Teatro Rogério Cardoso (Casa de Cultura Laura Alvim) – espaço da Secretaria de Estado de Cultura/FUNARJ – de 15/8 a 30/8, sempre às terças e quartas-feiras, às 20h, com sessões extras nos dias 23/8 e 30/8 às 18h.

A montagem, que envolve dança, música e teatro, é uma experiência cênica criada pela premiada bailarina e atriz Ana Paula Bouzas (“Dona Flor e seus dois maridos” e “Carmen, de Cervantes”) em parceria com o diretor e coreógrafo Paulo Marques (“Delicadeza”) e reflete sobre os possíveis pontos de fricção existentes entre o Brasil que vivemos na atualidade e os motores geradores de um dos movimentos culturais mais marcantes e revolucionários da Cultura Brasileira.

No ano em que se comemora 50 anos da Tropicália, EU ORGANIZO O MOVIMENTO investiga o que temos de tropicalista em nós, no nosso modo de vida, no nosso olhar sobre as coisas, na nossa forma de produzir, de questionar e provocar.

O espetáculo conta com trilha sonora e participação especial do renomado músico, arranjador e produtor musical Luiz Brasil, que ao vivo, reproduz no espaço cênico a grande sopa de influências e legado do movimento musical tropicalista: canções representativas, releituras, heranças, vozes impressas em nossas memórias, ruídos e acordes dissonantes, além de fragmentos de composições de destaque da MPB, que marcaram tempos pela força do teor de seus discursos. A duração aproximada é de 45 minutos e a equipe ainda conta com a figurinista Bettine Silveira e o iluminador Fábio Espirito Santo.

Esta temporada tem o apoio institucional do Governo do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura, da Fundação Anita Mantuano de Artes do Estado do Rio de Janeiro, da Casa de Cultura Laura Alvim e integra o Edital de Ocupação dos Teatros/2017.

EU ORGANIZO O MOVIMENTO teve sua estreia em Salvador, em março deste ano, a convite do Festival Vozes do Brasil, realizado pela TV BAHIA. No Rio de Janeiro participou como convidado da Mostra BOSQUE, no Curso de Artes Cênicas da PUC; do evento Intrépida ConVida no Espaço de Criação Intrépida Trupe; da Mostra 69 realizada pela Casa Temporariamente Sem Nome; do Festival Midrash de Teatro, além do Festival Sesc de Inverno, na cidade de Nova Friburgo.

SERVIÇO:

Espetáculo: EU ORGANIZO O MOVIMENTO
Local: Teatro Rogério Cardoso (Casa de Cultura Laura Alvim)
Dias e horários: 15, 16, 22, 23, 29 e 30 (terças e quartas)
Horário: 20h
Sessões extras: dias 23 e 30, às 18h (quarta-feira)
Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia-entrada)
Classificação etária: 14 anos
Duração: 45 minutos

FICHA TÉCNICA DO ESPETÁCULO:
Criação: Ana Paula Bouzas e Paulo Marques
Direção: Paulo Marques
Intérprete criadora: Ana Paula Bouzas
Trilha sonora/músico: Luiz Brasil
Figurino e objetos de cena: Bettine Silveira
Iluminação: Fábio Espírito Santo
Produção e Realização: Meimundo Inventações Compartilhadas
Fotos: Fábio Bouzas

A INTÉRPRETE CRIADORA
Ana Paula Bouzas é atriz, bailarina e coreógrafa, além de exercer a função de preparadora de elenco e diretora de movimento em diversos projetos em artes cênicas e audiovisual. Graduada em Licenciatura em Dança pela Faculdade Angel Vianna (RJ), pós graduanda em Preparação Corporal em Artes Cênicas pela mesma instituição, atuou em alguns grupos e cias de teatro e dança em Salvador e no Rio de Janeiro e em diversos produtos na TV e no cinema. Sua formação inclui experiências com profissionais como Marilena Ansaldi, Luís Carlos Vasconcelos, Denise Namura, Ana Kfouri, Suzanne Linke, Suzana Yamaushi, Walter Lima Jr, Fátima Toledo, Ana Vitória Freire, Paulo Caldas. Como atriz e bailarina, trabalhou com diretores teatrais e de TV como Ana Kfouri, Luis Arthur Nunes, André Paes Leme, Tim Rescala, Pedro Vasconcelos, Fernando Guerreiro, Nehle Franke, Roberto Talma, Marcos Schetman, Guel Arraes, Jorge Furtado e José Alvarenga. Recentemente, Ana Paula assinou a direção da peça teatral APARTAMENTO 1201, ao lado de Cristina Moura (RJ), esteve em temporada com os espetáculos de dança FRIDA-ME (Márcio Cunha Dança Contemporânea) e CARMEN, DE CERVANTES (Fábio Espírito Santo). Atuou como diretora de movimento dos espetáculos CINCO JÚLIAS (Matheus Souza) e A CUÍCA DO LAURINDO (Sidnei Cruz), ainda em cartaz. Atualmente, segue em turnê com a peça CARMEN, DE CERVANTES e começa a ensaiar como atriz o espetáculo solo INFERNO. http://apbouzas.wix.com/arte

O DIRETOR
Paulo Marques iniciou sua carreira de dança e teatro em 1980, desde então tem atuado como ator, bailarino, mestre de balé, coreógrafo, pesquisador em dança, curador, ensaiador e diretor de movimento em importantes companhias de dança contemporânea, ocupações e espaços de dança no Rio de Janeiro como: Rede Globo de televisão, Rede Manchete de televisão, Ballet Officina do Rio de Janeiro (Edmundo Carijó e Lourdes Braga); Sylvio Dufrayer Companhia de Dança; Marcio Cunha Dança Contemporânea; Márcia Rubin Companhia de Dança; Staccato Dança Contemporânea (Paulo Caldas); Ana Vitória Companhia de Dança; Companhia dos Atores Bailarinos (Regina Miranda); Lia Rodrigues Companhia de Danças; Esther Weitzman Companhia da Dança; Companhia do Ateliê coreográfico (Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro) ; Os Dois Cia. de Dança Contemporânea (Giselda Fernandes) ; Teatro XIRÊ (Andrea Elias); Cia. Étnica de Dança (Carmem Luz); Gisele Alvim espaço de dança; Base Dinâmica (Guilherme Veloso e Rafaela Amodeo); Angel Vianna Escola; Corpus Núcleo de Dança (Denise Barbosa Milward) Juiz de Fora.

O MÚSICO E DIRETOR MUSICAL
Luiz Brasil é membro fundador do grupo Mar Revolto, ainda na Bahia, circulou com diversos shows movimentando a cena baiana dos anos 70, Gravou com o Mar Revolto o 5º disco independente do Brasil, depois veio morar no Rio e tocou com Zezé Mota, daí pra cá foi uma grande sequência. Tem colocado seu trabalho ao longo desses anos em colaboração de: Gal Costa, Maria Bethânia, Fernanda Abreu, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Jussara Silveira, Virgínia Rodrigues, Elza Soares, Roberto Mendes, Simone, Tiganá Santana, Skank, Nando Reis, Cássia Eller, Ivan Lins, Zé Miguel Wisnick, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Ryuichi Sakamoto (melhor CD de MPM em 2003), Luciano Pavaroti, Mayra Andrade, Márcia Castro, Carlos Malta, Antonio Villeroy, Gabriel Pensador, entre outros… Dentre os arranjos compostos por Luiz Brasil, se destacam canções dos álbuns “Com Você Meu Mundo Ficaria Completo” e “Acústico MTV” (este lhe rendeu um Garmmy Latino e o prémio Multi-Show como Produtor da cantora Cassia Eller. Produziu a a trilha sonora do filme Ó pai Ó , dirigido por Monique Gardenberg. Recentemente fez parte da trilha sonora do Grupo Corpo.

 
MEIMUNDO INVENTACOES COMPARTILHADAS
Meimundo Inventações Compartilhadas é um núcleo de criação e produção que reúne a atriz, dançarina e coreógrafa Ana Paula Bouzas, o diretor e dramaturgo Fábio Espírito Santo, o economista e escritor Marcos Arzua, além da parceria com profissionais de diversos segmentos artísticos. A Meimundo é criada oficialmente em 2015 a partir da montagem do espetáculo “Carmen, de Cervantes” (RJ/2015), mas possui em seus currículo experiência adquirida em trabalhos anteriores como o musical “Amor Barato – Cantigas Torpes e Carinhos Ordinários” (BA/2012), o vídeo dança “Sonhos, Sopros e Sentimentos (RJ/2012) e o infanto-juvenil “O Príncipe dos Porquês” (RJ/2014). Atualmente, o núcleo prepara nova temporada do espetáculo “Carmen, de Cervantes”, trabalha na montagem do texto inédito “Inferno”, de Rodrigo de Roure e Luiz Felipe, além produzir a dramaturgia original “Delicado Assédio”, próximo projeto da Meimundo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.