20.8 C
New York
junho 19, 2019
Teatro & Dança

Espetáculo ‘Tempestuosa Depressagem’ no Teatro SESC Maduereira

Após temporada de estreia, em 2018, no Centro Coreográfico do Rio de Janeiro, Tempestuosa Depressagem segue em circulação, sempre acompanhada de debates temáticos.

Contemplado pelo I Prêmio Cultura Diversidade, da Secretaria Municipal da Cultura, o projeto dialoga com a elementos da performance, da dança e das artes visuais para levar à cena o tema da Depressão com enfoque na população negra – especialmente as mulheres – que diante um contexto estruturalmente racista tem o problema silenciado e invisibilizado.

Para além das experiências da atriz e coreógrafa Flavia Souza

idealizadora do projeto, já acometida pela síndrome do pânico, a dramaturgia  traz relatos de outras pessoas que tiveram vivências semelhantes.

Em cena, Flavia Souza, Daniela Gomes e Maria Souto.

Sinopse:

A performance propõe um diálogo sobre as subjetividades do ser humano a partir de um recorte racial. Com relatos em vídeo, música ao vivo, dança e interpretação, retrata as nuances e desdobramentos da Síndrome do Pânico e da Depressão com foco nas mulheres e suas dificuldades em identificar estas subjetividades da saúde mental.

A direção é de Tatiana Tiburcio,  idealizadora do projeto Negro Olhar – Ciclo de Leituras Dramatizadas com Autores e Artistas Negros.

Roda de Conversa:

No Sesc Madureira, a apresentação será seguida de uma roda de conversa com as personalidades convidadas:

Rosane de Assis Barbosa: Psicóloga, mestra em Ciências Sociais e artecientista.

Cláudia Simone dos Santos Oliveira: Pedagoga, pós graduada em Psicopedagogia, ativista da Rede Ma(g)dalena internacional.

Patrícia Oliveira: Médica graduada pela UERJ, residência em psiquiatria da infância e adolescência pela UFF.

Deborah Medeiros: Capitão de Fragata da Reserva da Marinha, psicóloga, ministra palestras sobre o impacto do racismo nos processos de subjetivação dos brasileiros e seu desdobramento nas relações afetivas.

Serviço:

Tempestuosa Depressagem
Quando? 14de junho, sexta -feira – 19h
Onde? Teatro do Sesc Madureira
Av. Ewbanck da Câmara, 90 – Madureira/Rio de Janeiro
Quanto? R$ 10,00    –  Meia Entrada: R$ 5,00
Classificação indicativa: Livre
Duração: 30 minutos
Contato: 21 98583 9942

FICHA  TÉCNICA:
Atuação, Texto e Coreografia: Flavia Souza
Direção: Tatiana Tiburcio
Participação Especial: Daniela Gomes  e Maria Souto
Figurino: Nina Monteiro
Iluminação: Zindi Gonzaga
Projeção: Ivan Karu
Sonoplastia: Dj Bieta
Divulgação: Naira Fernandes
Fotografia: Rui  Zilnet
Intervenção Vídeo:
Roteiro e Direção: Flávia Souza
Direção de Fotografia: Natália Rodrigues
Luz  e Som: Nathalia Sarro

Participantes do Vídeo: Rosane de Assis Barbosa, Xandy Carvalho, Profª Vanda Ferreira, Marta Oliveira, Gessica Justino, Ruth Pinheiro, Edmeire Exaltação e Rachel Nascimento

Flavia Souza:
Atriz, cantora e coreógrafa, pesquisadoras das expressões culturais afro-brasileiras com ênfase no Jongo. Idealizadora e coordenadora da Associação Cultural Grupo Afrolaje criada, em 2012, na zona norte do Rio. Em 2017 criou o MOVIMENCURE (Movimento que cura) com a proposta de pesquisar sobre a patologia da qual foi vítima (Síndrome do Pânico) a partir de ações pedagógicas e culturais. Ativista e integrante da Associação de Mulheres Negras Aqualtune e da Frente Nacional de Mulheres do Hip Hop. Atuou no musical Dona Ivone Lara – Um Sorriso Negro(2018) e foi integrante, durante sete anos, da Cia dos Comuns. Autora do livro “Eu curiosa: As Aventuras da Menina Semente no Jongo\caxambu”.

Posts relacionados

João Guilherme apresenta nova turnê no Rio e em São Paulo

Redação

Teatro Guararapes ganha apresentação da peça “Tudo Bacana!”

Alyson Fonseca

Alethea Dreams estreia na Casa de Cultura Laura Alvim

Redação

“A Nobre Arte de Bater a Porta” estreia no Rio

Redação

Renato Frazão, Aline Bernardi e Luiza Borges apresentam performance musical no espaço Rampa, em Copacabana

Redação

“O Filho Eterno” celebra o marco de 300 apresentações com curta temporada na Gávea

Redação

Deixe um comentário