Espetáculo  inédito “O Animal que Ronda” estreia no Espaço Sérgio Porto

O Animal que Ronda (foto: Ricardo Brajterman)
O Animal que Ronda (foto: Ricardo Brajterman)

Estreia hoje no Espaço Cultural Municipal Sérgio  Porto (Humaitá), o espetáculo “O Animal que Ronda”. A peça  é uma releitura do clássico “Macbeth”, de W. Shakespeare, com dramaturgia de Leonardo Corajo, em colaboração com Lucas Gouvêa e Joelson Gusson.

Segundo o diretor e cocriador do espetáculo, Joelson Gusson, a ideia do espetáculo surgiu em 2015 quando estava com Lucas Gouvêa e Leonardo Corajo, em busca de um texto que falasse do momento politico-social que estávam passando naquele momento. “Lucas então trouxe a ideia de trabalharmos sobre o Macbeth do Shakespeare recontextualizando-o no Rio de Janeiro. A partir do original construímos um novo texto, assinado por Leonardo Corajo com a colaboração minha e do Lucas, que opera sobre a base dos conflitos estabelecidos na tragédia shakespeareana”, explica o diretor.

“Nossa estória se passa no Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca. Nossos reinos são os condomínios de luxo excludentes. O texto foi  construído em 2015,  o que não esperávamos é que ele fosse ficar mais atual no correr de apenas dois anos”, conta  Gusson.

Para a escolha do elenco, o diretor relata que foi um processo muito orgânico através de várias leituras com diferentes atores. “Alguns não puderam estar nesta montagem, e foram surgindo novas interpretações dos personagens, o que levou a uma escolha muito precisa de cada um dos atores”, comenta.

Gusson destaca, três pontos importantes sobre a criação da peça,  o primeiro é o fato de conseguir produzir um trabalho deste vulto num momento em que a cultura está sendo deixada de lado em todas as esferas de poder, o segundo é exatamente a montagem de um texto que fale com muita clareza do momento sócio-político que estamos vivendo agora, e o terceiro é fazer isso tudo buscando uma estética que não seja redutora, ou seja, que não seja apenas um espelho da realidade, afinal nós vemos essa realidade apequenada a todo momento nos noticiários e no nosso próprio cotididano. 

“Eu optei,  por construir um espetáculo que tenha um tom um pouco exagerado, como que colocando uma lente de aumento sobre a realidade através da utilização de pequenos signos. Por exemplo, o nosso rei, que é o presidente de uma corporação imobiliária, tem sempre uma coroa de louros em sua cabeça, embora esteja num churrasco num sábado à tarde”, Finaliza Gusson.

Serviço
Estreia: 05 de janeiro (sexta-feira)
Temporada: de 06 de janeiro a 5 de fevereiro
Dias e hora: de sexta a segunda, às 20h30m
Local:Espaço Cultural Municipal Sergio Porto (R. Visconde Silva, s/ nº, Humaitá. Tel: 2535-3846)

Funcionamento bilheteria:
De quinta a segunda, a partir das 17h
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

Classificação indicativa: 16 anos