-4 C
New York
janeiro 17, 2019
Música

Edson Cordeiro se transforma em drag queen para novo clipe

Edson Cordeiro
Edson Cordeiro
O vídeo ainda conta com cenários europeus
Edson Cordeiro acaba de lançar o vídeo clipe de seu último single, “Tudo no Meu Pé”, e pela primeira vez em sua carreira, o contratenor se travestiu de drag queen com a ajuda de duas das mais famosas drags brasileiras residentes na Alemanha há mais de 20 anos: Carlos da Silva, conhecida também como Van Essa da Silva; e Rodolfo Prevelato, vulgo Ruda Puda, designer e drag performática. As duas também participam do clipe. O processo de transformação de Edson e seus colegas em drags demorou cerca de seis horas.
“Eu já admirava e respeitava o trabalho das drags, mas depois deste clipe virei um súdito. O trabalho e capricho desses grandes artistas foi de nível RuPaul’s Drag Race, simplesmente the best!”, disse o cantor.
Morando na Alemanha há onze anos, Edson nos transporta para cenários marcantes durante o clipe. Com produção de seu marido Oliver Bieber e direção do alemão Jörn Hartmann, o vídeo passa por diversos pontos históricos da capital Berlim: o Portão de Brandemburgo, a fachada do Museu de Tecnologia Alemã e a Coluna da Vitória – localizada na Rua 17 de Junho, onde acontece a parada gay de Berlim todo ano e onde o U2 também gravou o clipe “Stay Faraway, so Close!”.
Além da exuberância do visagismo e das paisagens, o clipe de “Tudo no Meu Pé” também faz uma homenagem à novela “Locomotivas”, cujo tema de abertura era “Maria Fumaça”, da banda “Black Rio”, e foi o primeiro tutorial de maquiagem da televisão brasileira.
“Eu tinha dez anos quando a novela foi ao ar, em 1977. Eu sonhava que um dia estaria sentado em uma cadeira de maquiagem como aquela (da abertura)”, diz o cantor. Transmitida pela Rede Globo, Locomotivas foi a primeira novela das sete gravada totalmente em cores, com texto de Cassiano Gabus Mendes e direção de Régis Cardoso.
O samba-rock “Tudo no Meu Pé” foi composta por José Cândido especialmente para Edson Cordeiro, e nasceu da ideia de explorar o universo LGBTQ+ em um gênero que normalmente não transita por este tema.
“Dei esta ideia para o compositor José Cândido, que entendeu perfeitamente e compôs o que eu considero um ‘samba-glam-rock’”.
A letra também conta com referências a memes e gírias gays:
“’Se isto é estar na pior’ e ‘tomar uns bons drinks’ é minha homenagem à Luisa Marilac e todas as minhas amigas trans!”, diz o cantor.
Lançada primeiro como single, “Tudo no Meu Pé” também está no recente álbum de Edson Cordeiro, “Bem na Foto”, disponível em todas as plataformas digitais.

Posts relacionados

Murilo Sá lança seu terceiro disco: “Fossanova”

Redação

Sorriso Maroto, MC Théo e Muito Mais na Santa Farra

Redação

Filhos da Guanabara e Batuque da Raça

Redação

Priscila Tossan faz show na sexta em Botafogo

Redação

Restam poucos ingressos para o último show da turnê dos Tribalistas na Jeunesse Arena

Redação

Silvia Machete e Simone Mazzer fazem repeteco de “High Times – um cabaré burlesco” no Manouche. 

Redação

Deixe um comentário