Dona Ivone Lara é homenageada em roda de samba na Lagoa Rodrigo de Freitas no Dia do Trabalhador

Vou pro Sereno em mais uma edição do Nada pra Fazer

“Foram Me Chamar, Eu Estou Aqui O que que Há”. Embalados por pérolas da primeira dama do Samba, Dona Ivone Lara, que o Vou Pro Sereno ou “VPS” vai invadir a Sede Náutica Do Vasco, no dia 1º de maio (Dia Do Trabalho), com sua Roda De Samba, NADA PRA FAZER, a mais concorrida da atualidade.

Sempre nos feriados, o que começou em Bangu, zona oeste carioca, ganhou o país e vai acontecer num dos postais mais celebrados do Rio, a Lagoa Rodrigo de Freitas. Nessa edição, uma homenagem a baluarte do samba nacional. que nos deixou no mês de abril, Dona Ivone Lara.

A banda, que na verdade criou um encontro nos dias de feriados entre amigos, familiares e quem quisessem chegar, quando se deu conta, já concentrava milhares de pessoas pro que ganhou o nome da música atual de trabalho. “Por ser à tarde e alguns amigos não terem “Nada Pra Fazer”, juntamos os amigos e fomos batucar, assim que começou”. Conta Júlio César (pandeiro e voz).

Formado ainda por Alex Sereno (Tantã e Voz),  Paulinho (Reco-reco e Voz) e Rodrigo Sereno (Violão e Voz), o quarteto explodiu nacionalmente a música e a roda começou atrair amantes do samba, além de muitos sambistas, como Xandy de Pilares, Mumuzinho, Reinaldo, entre outros.

Por onde chega arrebata um público de milhares de fãs do bom samba, normalmente fecham-se as portas com lotação máxima, exemplo do Barra Music, que somou mais de 12 mil pessoas, entre elas grandes nomes do segmento e do funk, que se juntaram a roda.

Enganam-se quem acha que o grupo é novo na estrada. Formado em 1997, já contam 20 anos de palcos. Surgiu como Sereno, que entre muitas andanças e shows, se apresentou por dois anos consecutivos numa tradicional casa da zona norte carioca. Com um dos grandes mestres vivos do samba, o músico Sombrinha (Ex- Fundo de Quintal), chegou a um dos maiores teatros do país e um dos mais antigos do Rio, o Teatro João Caetano – Centro/RJ.

Rebatizado com o nome atual em 2008, surge o primeiro CD, um EP, com 6 canções próprias como, “Essa Preta”, “Vou Pro Sereno” e “Logo Dou Um Jeito”, entre outras. Passam então a um grupo seleto do samba carioca, alcançando rádios e cidades por todo o país.

Em 2011, o primeiro DVD significa a realização de um sonho, o “Vou Pro Sereno” (nome do DVD) tocou no seu quintal – afinal, são crias do bairro. Com a explosão de “Mulher Não Manda Em Homem”, por todo o território nacional, finalmente chegou ao topo. — Outros sucessos também embalaram pagodes, rodas e muitas festas como, “Sem Moderação”, “Logo De Um Jeito” e a “Nosso Amor É Perfeito”.

Em outubro/2017 foram convidados para ser uma das atrações principais na capital da Angola. O grupo participou do projeto “Roda de Samba Jeito Carioca”, no Palmeiras Club.

Além da roda Nada Pra Fazer, o “VPS” concentra uma agenda de mais de 25 shows mensais pelo país e se tornou uma referência do Rio De Janeiro. Reúne sucessos nas rádios das maiores capitais como, “Quero Mais” e “Logo Dou um jeito”, além de “Nada Pra Fazer”, canção atual de trabalho.

Um vídeo com o volante Maicon (nascido em Bangu) caiu nas redes sociais, comemorando dentro do ônibus em sua volta para o hotel com os amigos, o samba era o “Nada Pra Fazer”. No vídeo aparece também o lateral Leonardo Gomes cantando, os dois ainda mandam recado para os integrantes do grupo.

O “VPS” se prepara para o lançamento de um projeto mais que especial, o disco de 20 anos, que virá com 14 faixas, oito com a produção musical de Bruno Cardoso (Sorriso Maroto) e Lelê, responsáveis por nomes como Diogo Nogueira, Mumuzinho, entre muitos outros, – e do próprio grupo, que vem responsável pelas outras seis canções. Promete boas surpresas.

Este mês lançou o já sucesso nas rádios de todos o país, “Me Desculpe A Fraqueza”, este samba fará parte do DVD do VPS.

No set list do Nada Pra Fazer na Lagoa, “Tiê Tiê”, “Acreditar Eu Não”, entre outras da homenageada, como também “Fora Me Chamar”, todas clássicos do samba. Além dos sucessos próprios citados acima, pérolas dos mestres Reinaldo, Arlindo Cruz, Sombrinha, Zeca Pagodinho, entre outros!

Uma das características do quarteto é que suas apresentações são marcadas por sucessos não só do grupo, mas também de outros bambas como, Beth Carvalho, Jorge Aragão e até Bezerra da Silva. O repertório depende do momento. Mas uma coisa é certa, show para quem gosta de cair no samba!

 “Esta edição será especial. Normalmente nos apresentamos para o público que esta no nosso show, nosso repertório é uma celebração a essa galera e ao samba. Além de nossas canções homenageamos quem esta ali com pérolas de mestres, no dia do trabalho, nossa homenagem a nossa rainha, mulher que representa atitude, voz e todo o nosso respeito, Dona Ivone”. Comenta Alex Sereno.

SERVIÇO:

RODA DE SAMBA NADA PRA FAZER (VOU PRO SERENO)

Homenagem a Dona Ivone Lara

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.