Documentário que acompanha prisioneiro com tornozeleira eletrônica e outro sobre a vida de Gianfrancesco Guarnieri estão na Mostra Tiradentes

Os documentários “Corpo Delito”, de Pedro Rocha; e “Guarnieri”, de Francisco Guarnieri estão entre os selecionados para a Mostra de Cinema de Tiradentes, realizada de 20 a 28 de janeiro. Os dois filmes são vencedores do Histórias que Ficam, edital com o patrocínio da CSN, por meio da Lei Federal de Apoio à Cultura do Ministério da Cultura, que fomenta a produção de documentários brasileiros.

“Corpo Delito”, integrante da Mostra Aurora, acompanha Ivan, que saiu da cadeia, mas continua preso a uma tornozeleira eletrônica. O filme pode ser visto na sexta-feira (27.01), às 20h, na Cine Tenda. Já o documentário “Guarnieri”, integrante da “Mostra Praça”, propõe uma reflexão sobre o papel do indivíduo na sociedade, na arte e na família, a partir da memória do ator e dramaturgo Gianfrancesco Guarnieri – avô do diretor. A documentário será exibido no sábado (28.01), às 21h, também na Cine Tenda.

A segunda edição do edital “Histórias que Ficam” apoia quatro realizadores de todo o país – cada um recebe até R$ 330 mil. Além do valor em dinheiro, há os laboratórios de desenvolvimento de projeto/produção, montagem e de distribuição, e os vencedores contam com consultoria online permanente dos cineastas Marcelo Gomes e Daniela Capelato. Mais informações sobre o programa podem ser acessadas emwww.historiasqueficam.com.br/2014 .

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.