Documentário “ECO – Cantos da Terra” terá pré-estreia no Lab Mundo Pensante 

Longa documental registra a pesquisa e processo composicional do concerto “ECO”, obra de Rodrigo Reis, que utilizou galho de árvore, apitos ornitológicos e conceitos de eco-filosofia  

Instrumentista utiliza galho de árvore durante a apresentação do Concerto ECO em outubro de 2016- foto José Romero
Instrumentista utiliza galho de árvore durante a apresentação do Concerto ECO em outubro de 2016- foto José Romero

Com apresentação no dia 28 de julho de 2017, às 20h30, será realizada a pré-estreia do longa documental “ECO – Cantos da Terra”, no Lab Mundo Pensante, no bairro do Bixiga, em São Paulo.

Idealizado pelo compositor Rodrigo Reis e dirigido pela cineasta independente Tania Campos, o longa com duração de 90 minutos, é um registro da pesquisa e do processo composicional do concerto “ECO”, apresentado em outubro do ano passado no Teatro Reynuncio Lima do Instituto de Artes (IA) da UNESP, na capital.

Na obra composta para ensemble, Reis utilizou elementos como galho de árvore, apitos ornitológicos e motosserra para fazer uma dura crítica às políticas ambientais vigentes e exaltar a natureza e a vida. Além disso, investiu na linguagem da performance corporal e vocal para expressar e dar visibilidade a valores eco-ético-estéticos.

Em diálogo com os pensamentos de Nietzsche, Deleuze e Guattari; com a estética da Crueldade de Artaud e em sintonia com as propostas da Taanteatro Cia, o filme mostra os laboratórios de corpo-voz em Glossolalia Intensiva conduzido para 18 performers.

Em ressonância com o microtonalismo do compositor Giacinto Scelsi e na trilha de Bernie Krause, o filme mostra o projeto bioacústico de gravações da fauna na região serrana do sul de Minas Gerais, onde os cantos de 18 aves foram transcritos em partituras e orquestrados. 

De acordo com Reis, a comunicação com o público em geral sempre foi uma de suas preocupações face a uma linguagem tão hermética como é a da música contemporânea. Desta forma, o documentário apresenta “ECO” de uma forma didática, explicativa e acessível a todos os interessados.

“Minha principal motivação para produzir este vídeo-documentário, foi compartilhar com o público geral como é o cotidiano de trabalho e os problemas de um compositor contemporâneo durante um processo criativo. O que as pessoas vão ver no filme, que contém a íntegra do concerto, é a culminância artística de uma trajetória de 15 anos dedicados à música, à filosofia da diferença e à ecologia”, conta o compositor. 

ECO levou para a sala de concerto o ativismo ecológico. Seu caráter político pode ser traduzido como um manifesto do compositor voltado para valores e modos de existência Ecocentrados. “Coloco em questão o Antropocentrismo e os modelos patriarcais no contexto da modernidade racional-científica-industrial que inscreve seus valores hegemônicos em paradigmas hierárquicos e predatórios”, conclui o músico.

Sobre o compositor – O esquizoanalista e ativista Rodrigo Reis concluiu sua formação em Composição na Unesp em 2016 com a apresentação da obra “ECO”.

Sobre a diretora – Tania Campos é uma cineasta independente que pesquisa a realidade no documentário em um projeto de vídeo-diários com imagens do seu cotidiano, e da cidade de São Paulo. Motivada pela atual conjuntura política, começou a cartografar no youtube o canal “Solos – As Pessoas”, sobre como as pessoas estão vivendo esse momento político no Brasil.

SERVIÇO:

O que: Pré-estreia do longa documental “ECO – Cantos da Terra”
Quando: Dia 28 de julho de 2017, sexta-feira, às 20h30
Onde: Lab Mundo Pensante, à Rua Treze de Maio, 825, Bixiga, São Paulo
Quanto: Entrada franca 
Duração: 90 minutos
Após a apresentação, o compositor participará de um bate-papo com o público.
Classificação etária: Livre
Capacidade: 120 lugares
Acessibilidade: acesso para cadeirantes com banheiro adapto e rampas.
Telefone: 11 5082-2657

FICHA TÉCNICA:
Direção e edição: Tania Campos 
Roteiro e Produção: Rodrigo Reis
Mais informações:
https://www.facebook.com/events/2027811254105351/