17.3 C
New York
abril 24, 2019
Música

Djangos comemoram 20 anos do CD Raiva Contra Oba Oba na Arena Fernando Torres

Djangos - foto: Bruno Bastos
Djangos - foto: Bruno Bastos
Depois da Zona Sul (a banda se apresentou na Audio Rebel com casa lotada) , a banda Djangos leva seu skaraggapunkrock para o coração de Madureira. O dia ainda conta com a discotecagem de Gutz Sequelândia, músico, produtor, dj e parceiro da banda em várias canções. 
 
Raiva Contra Oba Oba (WEA), 20 anos de um disco gravado ainda à moda antiga, em fita de rolo, produzido por Tom Capone e João Barone, será passado a limpo, na íntegra, pelos  Djangos A reunião especial para esta comemoração tem a mesma premissa da época do início: a diversão de estar no palco.  O trio, formado por Lyle Diniz (baixo), Jj Aquino (Bateria) e Marco Homobono (guitarra e voz), terá o auxílio do trombone de Flávio Correa e do trompete de Flávio Preta. Além das composições do CD, a banda promete algumas surpresas para o show.  

“Naquela época, punk, ska e ragga faziam muito minha cabeça. Junto com João e Lyle consegui perpetrar um repertório baseado nos ensinamentos contidos no do it yourself e de bandas de combate como The Clash e Mano Negra”, diz Marco Homobono. Para Lyle, o retorno marca a oportunidade de celebrar a amizade entre a banda: “Ligar o baixo e ter o João e o Homobono ao meu lado tocando um disco no qual tenho muito orgulho de ter gravado, é um prazer enorme!” Já Jj Aquino lembra como foi o recente encontro: “Em ocasiões separadas toquei com Lyle e Homobono. Mas um dia acabou que culminou em uma reunião relâmpago, pois eu e Homobono dividiríamos o palco no mesmo local cada um com seus trabalhos… Lyle iria pra ver os shows. Pensamos: Porque não tocar junto, pelo menos uma música?”. Acabou que deu certo, a química entre o trio culminou na ideia do encontro festivo para comemorar 20 anos do CD.
 
Marco completa relembrando a gravação do disco: “Conseguimos passar nosso recado de forma eficiente e feliz, o que nos levou a “Raiva Contra Oba Oba”, disco que traz a mixagem de Tom Capone (que ainda dividiu a produção com o Paralama João Barone) que privilegia um som grave sem ofuscar os riffs e distorções. Relembrar esse episódio tão feliz de nossas vidas tocando o disco na íntegra e com a ajuda do naipe de metais era uma ideia da qual eu não podia escapar”.
Raiva Contra Oba Oba – Músicas:
Rela bucho rasta pé (Marco Homobono) 
O Baile (Marco Homobono, Carlyle Diniz, João Aquino)
O futebol (Marco Hombono, Carlyle Diniz, João Aquino)
Roto Rooter (Marco Hombono)
Comando ska (Marco Homobono, Carlyle Diniz, João Aquino)
I’m gonna babi – (Marco Homobono)
Raiva contra oba oba  (Marco Homobono)
O último onibus  da madrugada  (Marco Hombono)
Necessidade (Marco Hombono, Carlyle Diniz, Joao Aquino) 
Omi Makaku (Marco Homobono)
Sopa de Jornal (Marco Hombono)
Eu não sei pogar – (Marco Hombono, João Aquino, Márcio Dumbrosck) 
Los Djangos (Marco Homobono)
Roto Rooter (Marco Hombono) 
Djanga revolution (Marco Homobono).
 
Serviço:
Djangos – Raiva Contra Oba Oba 20 anos 
Discotecagem: DJ Gutz Sequelândia 
Dia 24 de novembro na Arena Fernando Torres (Madureira) 
Sábado, às 20h 
Ingressos: R$30 e R$15 
Endereço: Rua Soares Caldeira 200 – Parque Madureira
Capacidade: de 320 a 640 lugares
Telefone: (21) 3518-9669
Leia também  Pagode do Batuta Retrô recebe MC Marcinho e Bokaloka

Posts relacionados

O choro e o samba-jazz do Quarteto Leo Gandelman ocupam a Casa Firjan na quinta, 22 de novembro

Redação

Gaia Art & Café apresenta o animado Forró de Rabeca

Redação

Gabriel Moura, Seu Jorge e Marcelo D2 comandam Baile Charme Show no Circo Voador

Redação

Sertanejos Sheba & Fernando lançam DVD em Goiânia   

Redação

Quarteto Mondoro Timbiraçu no Tendal da Lapa

Redação

Rio de Bem com a Vida – Feijoada de São Jorge com Jorge Aragão em Bangu

Redação

Deixe um comentário