“Dias perfeitos”, de Raphael Montes, está em cartaz no Teatro Augusta, São Paulo

Em clima sombrio e claustrofóbico, montagem retrata uma história de amor obsessivo e paranoico

foto: Lívia Simardi
foto: Lívia Simardi

Aos 20 anos, o carioca Raphael Montes impressionou crítica e público com o romance policial “Suicidas” que lhe garantiu vaga entre os dez finalistas do prêmio São Paulo de Literatura, na categoria autor estreante. Em seguida, César Baptista adaptou o texto para o teatro (Roleta Russa), rendendo-lhe o prêmio de melhor diretor do Arte Qualidade Brasil. Em 2014, aos 24 anos, Montes publicou Dias Perfeitos (ed. Companhia das Letras).

O romance foi um fenômeno: teve os direitos de tradução vendidos para 22 países e foi escolhido como Livro do Mês na Amazon norte-americana. No exterior, o livro mereceu resenhas em jornais como The Guardian e Chicago Tribune, recebeu elogios de autores internacionais e foi considerado uma espécie de “irmãos Coen brasileiro”.

Nesse suspense, cuja direção também é assinada por Baptista, Téo, um jovem e solitário estudante de medicina divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e dissecar cadáveres nas aulas de anatomia, conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema. Ele fica “viciado” em Clarice: quer desvendar aquela menina diferente de todas que conheceu. Começa, então, a se aproximar de forma insistente. Diante das seguidas negativas, opta por uma atitude extrema. Passando por cenários oníricos, que incluem um chalé em Teresópolis e uma praia deserta em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita, repleta de tortura psicológica e sordidez.

Dias perfeitos tem clima sombrio e claustrofóbico, os atores Dani Brescianini, Helio Souto Jr., Arno Afonso e Leonardo Vasconcelos dão vida a personagens em tensão permanente e diálogos afiados. Angustiante e repleto de reviravoltas, a montagem é uma história de amor obsessivo e paranoico. Com sessões aos sábados e domingos, 20h, a peça está em cartaz até  dia 30 de julho na sala Paulo Goulart, Teatro Augusta.

“Raphael Montes está entre os mais brilhantes ficcionistas jovens que conheço. Ele certamente redefinirá a literatura policial brasileira e vai surgir como uma figura da cena literária mundial.” – Scott Turow

Raphael Montes nasceu em setembro de 1990, no Rio de Janeiro. Advogado e escritor, teve contos publicados em diversas antologias de mistério, inclusive na Playboy, na antologia “Rio Noir” e na prestigiada revista americana Ellery Queen’s Mystery Magazine.

SINOPSE – Téo é um pacato estudante de medicina que conhece Clarice por quem se apaixona de forma doentia, levando-o a tomar uma atitude extrema.

Ficha Técnica

Romance original de Raphael Montes
Direção e adaptação: César Baptista
Elenco: Dani Brescianini, Helio Souto Jr., Arno Afonso e Leonardo Vasconcelos
Assistentes de Direção: Diogo Pasquim e Leonardo Vasconcelos
Iluminação: Edson FM
Cenário e Figurino: Igor Alexandre Martins
Trilha Sonora: César Baptista
Instagram: @espetaculodiasperfeitos

Serviço

Estreou: Dia 3 de junho
Horários: Sábados e domingos, às 20h
Temporada: De 03 de junho até 30 de julho de 2017
Local: Teatro Augusta – Sala Paulo Goulart
Endereço: Rua Augusta, 943 – Cerqueira César – SP – (11) 3151 – 4141
Lotação: 304 Lugares (Sendo 2 lugares para cadeirantes)
Funcionamento da bilheteria: De quarta a sexta das 14h às 21h, sábados das 13h às 22h e aos domingos das 13h às 20h.
Venda de ingressosingressorapido.com.br
Valor: R$ 60,00 (inteira) R$ 30,00 (meia)
Classificação: 16 anos
Gênero: Suspense
Duração: 100 minutos
Estacionamento com convênio