De Minas para o Rio

Um dos mais importantes programas continuados de artes cênicas de Minas Gerais, o “Teatro em Movimento”- que contabiliza 178 montagens, 14 cidades, 596 apresentações, 600 artistas, 28 teatros e público superior a 390 mil pessoas- completa 16 anos de trajetória e apresenta no Rio, a partir de 27 de junho, no Oi Futuro Flamengo, sempre às terças e quartas, três espetáculos mineiros. Eduardo Moreira, um dos fundadores do grupo Galpão, completa 35 anos de carreira e abre o evento com seu primeiro solo: “Danação”, de Raysner de Paula, dirigido por Marcelo Castro e Mariana Maiolini. “Danação busca uma simplicidade de comunicação com o público muito íntima e intensa. O texto tem uma linguagem poética e ao mesmo tempo é muito teatral”, conta Moreira, que em cena narra as memórias do tempo que viveu no coração de uma mulher. Na mostra, se apresentam no mesmo palco do Oi Futuro Flamengo: “Cachorro Enterrado Vivo” – de Daniela Pereira de Carvalho, com Leonardo Fernandes e direção de Marcelo Fonseca do Vale (dias 4 e 5 de julho) – e “Um Interlúdio- A Morte e a Donzela” – de Ariel Dorfman, dirigido por Wilson Oliveira, com Cristiane Antuña, Gustavo Werneck e Nivaldo Pedrosa (dias 11 e 12 de julho).

Danação nasceu do encontro de quatro artistas e estreou em outubro de 2016. Um homem partilha com a platéia recordações, silêncios e algumas histórias que abordam questões sobre a vida, o amor, a morte e a memória. Eduardo, além do narrador, interpreta os personagens da trama, que vão dialogando uns com os outros. A linguagem adotada na peça  flerta com a obra de João Guimarães Rosa, numa espécie de homenagem ao grande autor. A construção do texto também é beneficiada com poéticas referentes a Manoel de Barros, Valter Hugo Mãe e Mia Couto.“O amor e a morte são retratados de uma maneira muito bela”, detalha Raysner.

O texto se apresenta como uma prosa poética e evoca imagens e metáforas para criar o percurso narrado por esse homem, num fluxo descontínuo. Em cena, além de dar corpo e voz a todos os personagens dessa fábula, o homem percorre diversos caminhos para contar sua história, como quem arma um jogo de quebra-cabeça com suas lembranças.

“O teatro, sendo um agente de transformação social, é capaz de atuar como um difusor de ideias e de cultura”, afirma Tatyana Rubim, idealizadora do Teatro em Movimento, inicialmente criado com o objetivo de descentralizar o acesso ás grandes montagens do eixo Rio-São Paulo, promovendo a circulação das mesmas para Belo Horizonte. Com o tempo, passou a atuar em outros Estados e outras cidades, uma iniciativa que possibilita a formação de um espectador mais crítico e de um público mais preparado e habituado a lotar as salas de teatro.

Serviço

“Danação”

Teatro Oi Futuro – Flamengo
Rua Dois de Dezembro, 63
Telefone: (21) 31313060
Dias: 27 e 28 de junho
Horários: 20h
Ingressos: R$30,00 (inteira), R$20,00 (meia)
Duração 50 min
Classificação: Livre

Ficha Técnica
Texto: Raysner de Paula
Elenco: Eduardo Moreira
Direção: Marcelo Castro e Mariana Maioline
Iluminação: Rodrigo Marçal
Projeto Gráfico: Luísa Rabello

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.