“A Consciência Fresca e Clara da Loucura”

Adaptação para teatro de Ivan Jaf, inspirada no romance “Um, nenhum e cem mil”, de Luigi Pirandello

Com esta adaptação o coletivo recebe uma nova leitura dramatizada realizada por um elenco convidado, composto pelos atores Rose Abdallah, Alexandre Dacosta e Jurandir Oliveira, sob direção de Márcio Vito

O coletivo OS QUERIDOS DE GUILHERME, formado a partir de Oficinas Práticas de Teatro no Gabinete de Leitura Guilherme Araújo, localizado na casa onde o célebre empresário e produtor morou, em Ipanema, volta a receber uma leitura dramatizada realizada por um elenco inteiramente convidado, no próximo dia 11/12, segunda-feira, às 20h.

Com direção de Márcio Vito, a peça “A CONSCIÊNCIA FRESCA E CLARA DA LOUCURA”, é uma adaptação para teatro de Ivan Jaf, inspirada no romance “Um, nenhum e cem mil”, de Luigi Pirandello, e será lida pelos atores Alexandre Dacosta e Jurandir Oliveira, e pela atriz Rose Abdallah, coordenadora do coletivo.

O texto traz a história de um herdeiro de uma poderosa indústria de biscoitos, que nunca trabalhou na vida, e entra em crise depois que sua esposa comenta que seu nariz é ligeiramente torto para a direita. Surpreso por ter vivido 42 anos sem saber que tinha o nariz torto, conclui que nunca podemos saber quem somos para os outros, nem para nós mesmos, e nem se somos alguma coisa, e que nossa “identidade” não passa de máscaras.

Contra essas máscaras ele esboçará uma revolta, mas logo descobrirá que a sociedade castiga severamente àqueles deixam de representar os papéis que se esperam deles.

Com este texto os QUERIDOS DE GUILHERME seguem abrindo espaço para obras de outros autores em meio à programação de leituras dramatizadas que o coletivo realiza mensalmente no espaço desde abril de 2016.

Ivan Jaf nasceu no Rio de Janeiro, em 1957. É autor de mais de 60 livros de ficção para o público infantojuvenil, premiado pela União Brasileira dos Escritores,  Fundação Nacional do Livro Infanto Juvenil e duas vezes finalista do Jabuti. É roteirista de histórias em quadrinhos, com trabalhos publicados em revistas brasileiras e italianas, em parcerias com renomados ilustradores como Solano López, Guazzelli, Gustavo Rosa e Luiz Gê, e foi diversas vezes finalista do prêmio HQMIX.  Escreve roteiros para cinema, acumulando prêmios como o Sundance Institute – USA/98; Melhor Curta-Metragem – Festival Cinema Brasil in Tokyo 2007 e Melhor Curta-Metragem Brasileiro – 7º Festival de Cinema Brasileiro de Paris e Melhor Animação Brasileira/ Rj e Sp/ Anima Mundi 2003. Como dramaturgo, tem diversas peças encenadas, com direção de Nelson Xavier, Amir Haddad entre outros, e texto premiado e publicado pela Funarte/2005.

Márcio Vito atuou, entre outros filmes, em “5x favela” (Festival de Cannes 2010) pelo qual ganhou o Prêmio de ator coadjuvante no Festival de Paulínia 2010; “No Meu Lugar” (Festival de Cannes 2009) pelo qual foi premiado no Festival Internacional de Cinema de Brasilia 2009 ; “A Alegria” (Festival de Cannes 2010); “O Outro Lado da Rua” e “A Ostra e o Vento”. Em teatro destacam-se os trabalhos em “Two roses for Richard III” (Stratford Upon-Avon e Londres) com Direção de Cláudio Baltar e Fábio Ferreira numa co-produção com a Royal Shakespeare Company; “Incêndios” de Wajdi Moawad com direção de Aderbal Freire-Filho; “Ensina-me a viver” com direção de João Falcão; “O Livro de itens do paciente Estevão” (RJ e SP) com direção de Felipe Hirsch; “O Que eu Gostaria de Dizer” produção da Cia. Brasileira de Teatro com direção de Márcio Abreu; “Um Dia como os Outros” e “Cozinha e Dependencias” de Agnès Jaoui e Jean-Pierre Bacri; e nos monólogos “A Geladeira” de Copi em co-produção com a Magiscüe (Comapanhia Parisiense de Teatro) e dirigido por Thomas Quillardet; “A Sobrancelha é o Bigode do Olho – Uma Conferência do Barão de Itararé” de Ivan Jaf e dirigido por Nelson Xavier; e ainda “O Herói” escrito e dirigido por Alessandra Vannucci. Em TV, faz parte do elenco fixo de “Tá No Ar – A Tv Na Tv” programa indicado ao Emmy Internacional 2017 como melhor programa de humor.  Seus principais trabalhos em TV foram nas novelas “Novo Mundo”, “Cordel Encantado” e “Caminho das Índias” e na minissérie “Amazônia – De Galvez a Chico Mendes”.

SERVIÇO:
Coletivo de Teatro Os Queridos de Guilherme

Leitura Dramatizada de “A Consciência Fresca e Clara da Loucura”, de Ivan Jaf
Local: Gabinete de Leitura Guilherme Araújo – Rua Redentor, 157 – Ipanema
Tels: (21) 2523.1553
Data: 11 de dezembro – segunda-feira
Horário: 20h
GRATUITO (sujeito à lotação)
Classificação livre