Conheçam a banda Impéria

Primeiro trabalho da banda Impéria tem assinatura de músico do Barão Vermelho Fernando Magalhães é o produtor do álbum “Em dias assim”.

A banda paulistana Impéria, formada por Marcio Deliberalli (vocal), Felippe Deliberalli (guitarra), Flavius Deliberalli (bateria) e Ricardo Ueno (baixo), lançou em 2011 seu primeiro CD, intitulado “Em dias assim”. Quem assina a produção do trabalho é ninguém menos que o guitarrista do Barão Vermelho, Fernando Magalhães. “Tenho quase trinta anos de rock and roll e eu gosto muito de produzir bandas novas, gosto de estar com a galera nova. Já produzi bandas como Detonautas, entre outras. Agora estou trabalhando com a banda Impéria, que tem um gás maneiro. Gostei muito do repertório e da mensagem que eles querem passar”, diz o experiente guitarrista. O álbum foi gravado no Studio Latitude, em São Paulo (SP).

O início
A banda teve início em 1996, a partir da reunião de amigos de escola. Nos dois anos seguintes a primeira formação passou por algumas modificações. Dos integrantes iniciais, alguns seguiram na música, outros se enveredaram por caminhos diversos. Em seguida, o embrião da banda – os irmãos Flavius e Felippe, e o primo Marcio – ganhou o reforço de Luiz Henrique, que por alguns anos foi o baixista e ajudou a definir o direcionamento musical do quarteto: um Hard Rock consistente com elementos de Heavy Metal.

O caminho
O grupo superou um período conturbado, que teve início em meados de 2002 e só terminou em 2005, quando finalmente, após muitos testes, Ricardo Ueno foi o escolhido para assumir definitivamente a função de baixista. “Ficamos algum tempo sem baixista, ensaiando, compondo e fazendo testes. Eu e o Ricardo cursamos a faculdade juntos e eu sabia que ele era músico também. Depois de alguns anos eu liguei para ele e perguntei se ainda estava tocando e se gostaria de se juntar a nós. Disse que minha banda estava sem baixista e que se ele quisesse poderíamos fazer uns ensaios para ver o que ia sair. Ele topou e duas semanas depois a banda finalmente estava completa novamente”, conta Flavius. Desde então, a banda passou a dedicar-se com mais afinco ao processo de composições próprias, iniciando o trabalho com fragmentos que hoje integram o “Em dias assim”.

No ano de 2007, quando boa parte das músicas já estava pronta e Felippe, o principal compositor do quarteto, apontava para uma seqüência conceitual, a banda começou a fase de pré-produção com a gravação de uma demo. Além disso, houve um expressivo aumento no número de shows em casas noturnas da capital paulista, principalmente em festivais de música própria.

“Em Dias Assim”
Riffs de guitarra pesados e levadas bem definidas e encorpadas são as características que melhor definem a banda Impéria e a sonoridade do seu primeiro álbum. O CD é conceitual e cada faixa conta um pedaço da história de um ser em evolução. “Trata-se de um álbum conceitual sobre o mundo e sobre cada um de seus habitantes. E se fala sobre humanos, fala sobre transformação. Existe algo acontecendo no mundo e isso engloba todos os aspectos das vidas das pessoas. Precisamos nos libertar de antigos padrões que nos obrigam a viver com a sensação de estarmos perdidos nesse mundo, fingindo a felicidade e correndo para todos os lados procurando em religiões, políticas, modismos e tudo aquilo que nos tira a responsabilidade de pensar, respostas que só podem ser encontradas dentro de nós”, explica Felippe. “O objetivo é fazer as pessoas pensarem, crescerem e sempre contribuir com a evolução de quem nos ouve. O álbum é forte, com muita personalidade. Espero que seja bem recebido pelo público, pois se conseguirmos mostrar o que queremos para apenas uma pessoa, o trabalho não será em vão. Não tem outra palavra que possa definir melhor: é rock and roll, sem frescuras. Temos várias influências e cada uma delas contribui de alguma forma para que a sonoridade tenha uma base forte e com muita energia”, diz Marcio. “Espero que as músicas e a sonoridade do álbum sejam atemporais, que ele seja um trabalho atual, independente de quando seja ouvido”, comenta Ricardo. “É um som um pouco diferente do que se ouve por aí. É forte, consistente, marcante e as letras te fazem pensar”, conclui Flavius.

Links relacionados:

www.bandaimperia.com
www.facebook.com/bandaimperia
www.twitter.com/bandaimperia 

 

 

 

A banda paulistana de Rock ‘n’ Roll Impéria acaba de lançar o single “Liberte Seus Instintos”. Gravado no Studio Latitude, em São Paulo (SP), o single foi produzido por Stefano B.A., que também é guitarrista da banda Sharyot.

Todo o processo de captação foi muito bom e usamos muito tempo para testar sonoridades e timbres. Pelo fato da banda ter uma postura profissional e ser bastante focada, era uma missão chegar numa boa qualidade. Chegamos juntos nessa nova sonoridade que a banda desejava.

Uma nova sonoridade fica evidente em “Liberte Seus Instintos”. A composição mais elaborada, com arranjos bem trabalhados, timbres mais pesados e uma letra impactante mostram a evolução da banda.

Além de “Liberte Seus Instintos”, a banda deverá produzir outros singles durante o ano de 2017, incluindo a faixa “O Silêncio”, que já finalizada e deverá ser lançada ainda no primeiro semestre.

A capa single “Liberte Seus Instintos” foi criado pelo artista gráfico Fábio Araújo Edu (Falaschi, Almah e Circle II Circle), utilizando elementos astrais e cósmicos que representam o universo que existe dentro de cada um. Sua concepção partiu da ideia do sétimo sentido, que muitos gostam de chamar de intuição, mas que na verdade é puro instinto, instinto de sobrevivência, de superação de conquista, conta Fábio, que recentemente desenvolveu trabalhos para artistas consagrados, como.