Como é que abre aqui

“Eu não gosto de ir ao teatro”. Você certamente já ouviu essa frase do seu pai, tio, prima, ficante, se é que já não foi essa pessoa. O Coletivo Mastruço, sempre levando o teatro pra lugares inusitados; ruas, banheiros, supermercados, metrô, agora vai até sua casa. É que às sextas-feiras de julho a peça ‘Como é que abre aqui?’, direção de Laura Mollica vai ser transmitida ao vivo pelo Facebook, basta seguir a página. Ou, se você não se identificou com a reclamação inicial, pode vir assistir no Instituto Kreatori às 20h. 

Sinopse
Sem nenhuma barreira física que os impeça de sair, Alice e Velho se veem presos numa casa à espera de que algo de extraordinário possa ocorrer a qualquer momento. Somente um acontecimento abrupto poderia quebrar a distorcida realidade em que se encontram. 

Coletivo Mastruço
Fundado por artistas mulheres do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. O coletivo pesquisa a intimidade e usa locais não convencionais para apresentar seus trabalhos. Estreou com a peça ‘Ensaio Sobre o Íntimo’, direção de Cristina Flores e Claudia Mele, realizada dentro de um banheiro feminino, na programação do Festival de Curitiba, em 2014. Desde então tem realizado intervenções e performances em Berlim, Londres e Rio de Janeiro.

Serviço:
Ingresso: R$ 20 – meia R$ 10
Instituto Kreatori: Rua Alice 209, Laranjeiras – Rio de Janeiro
Temporada: Sextas, 20h. De 30 de junho a 21 de julho
Teaser: https://www.youtube.com/watch?v=X-KWoKeKqd0 
Facebook ‘Como é que abre aqui’: https://www.facebook.com/comoequeabreaqui/
Facebook Coletivo Mastruço: https://www.facebook.com/coletivomastruco/
Contato: coletivomastruco@gmail.com

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.