A comédia “O Rio não é Hollywood”, de Bruna Fachetti, estreia no Teatro Café Pequeno

Monólogo a partir de histórias verídicas relata as dificuldades de uma atriz em busca do sonho da atuação teatral.

Uma atriz, um sonho, muita determinação e, sobretudo, o desejo de atuar nos palcos cariocas fizeram com que Bruna Fachetti, natural de Blumenau, SC, deixasse família e amigos para se estabelecer no Rio de Janeiro.

Desde a saída da cidade natal até a chegada e estada na cidade maravilhosa renderam-lhe ótimos relatos que compõem o monólogo “O Rio não é Hollywood”, que estreia dia 3 de outubro no Teatro Café Pequeno.

Escrita pela própria atriz, que se desdobra em várias personagens, e dirigida por Mauro Eduardo, comédia musicada e rimada fica em cartaz terças e quartas-feiras, às 20h, até o dia 25 de outubro apresentando, de forma divertida, o dia a dia de quem sonha chegar aos palcos de Hollywood, mas que passa por muitos problemas na vida de anonimato.

O roteiro foi pensado para levar ao palco essa experiência pela qual tantos jovens atores passam quando migram para a cidade em busca desse mercado. “As diferenças culturais entre o Rio de Janeiro e Blumenau são enormes. Isto fez com que eu tivesse uma dificuldade de adaptação no Rio e daí surgiram várias histórias engraçadas relatadas no texto. O que será apresentado retrata as experiências de tantos outros atores amigos meus que vieram de várias cidades do país” explica Bruna que, recentemente, apresentou-se em Blumenau, onde recebeu excelentes críticas pela atuação e texto.

“O modo como a autora Bruna Fachetti escolheu para tornar pública a sua caminhada retrata a antagonia interna que essa realidade significou para ela. A simbologia inteligente da narração espelha a realidade daqueles que, de um modo geral, buscam viver da arte e para a arte. As rimas falam da poesia, as músicas, apresentadas numa variedade de ritmos, demonstram as nuances de personalidade que a atividade artística exige a todo instante. O cenário simples remete à quase sempre presente escassez de recursos e o figurino escolhido está ligado diretamente àqueles que saem do interior e buscam a ribalta: de maneira simples, sem espalhafato, sem criar estereótipo ou caricatura, as roupas retratam a ingenuidade, quase inocência que é traço marcante da personalidade desses aventureiros. Um texto inteligente que conta fielmente as vicissitudes da atriz, tornando claras as emoções que ela viveu: surpresa, empolgação, medo, deslumbramento, vergonha, tudo é colocado diante do espectador de maneira clara, precisa e muito bem humorada. Enfim, “O Rio não é Hollywood” não é lenda, é vida!”. Mauro Eduardo – Diretor Geral

SINOPSE – Comédia retrata trajetória e dificuldades de uma jovem atriz do interior que chega ao Rio de Janeiro em busca do sonho da atuação. 

SERVIÇO

Estreia: 03 de outubro
Local: Teatro Municipal Café Pequeno
Endereço: Av. Ataulfo de Paiva, 269 – Leblon – Telefone 21 2294 4480
Horários: Terças e Quartas – às 20h
Temporada: De 03 de outubro até 25 de outubro
Capacidade: 80 lugares
Preço: R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia entrada)
Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos
Gênero: Comédia Musicada
Bilheteria: De terça a sexta, das 7h às 20h. Sábado e domingo, das 9h às 20h.
Vendas online: https://ticketmais.com.br/

FICHA TÉCNICA:
Texto, Músicas Inéditas e Atuação: Bruna Fachetti
Direção Geral e Trilha Sonora: Mauro Eduardo
Assistente de Direção: Irene Rodrigues
Direção de Movimento: Clarice Silva e Paulo Denizot
Direção Musical, Arranjos e Música ao Vivo: Marlon Yuri
Iluminação: Paulo Denizot
Figurino: E. Antoine
Preparação Vocal: Juliana Veronezi
Projeto Gráfico: Fábio Nóbrega
Fotos: Brenda Henker
Assistente de Marketing: Maikiaine Nascimento
Idealização e Produção: Bruna Fachetti 
Realização: Fisiotaise – Fisioterapia Trabalhista e Forense Expertise
Facebook: @brunablumenauoficial