Casa da Europa tem exposição “Três Humanistas: Stefan Zweig, Romain Rolland e Joseph Roth”

A memória de três escritores, que cultivavam ideais pacifistas e deixaram profundas marcas no século 20, é resgatada na exposição “Três Humanistas: Stefan Zweig, Romain Rolland e Joseph Roth”, na Casa Stefan Zweig.  A mostra com a vida e obra dos intelectuais ficará em exibição até 2 de junho, no Espaço Cultural da França (Casa da Europa). 

Organizada pela jornalista e tradutora Kristina Michahelles, criada pela designer Ruth Freihof e produzida pela Telenews, a exposição mostra vida e obra de Stefan Zweig, Romain Rolland e Joseph Roth.

A longa correspondência por várias décadas foi fundamental para cultivar a amizade entre Stefan Zweig e seu mentor intelectual, Romain Rolland, figura central e alavanca da ideia de uma Europa unida, e também com Joseph Roth, brilhante cronista da derrocada do velho império austro-húngaro.

Um dos maiores bestsellers de sua época, o autor de “Brasil, um país do futuro”, entre outras obras, vem sendo reeditado no Brasil e no mundo. Já Rolland e Roth são menos conhecidos entre as novas gerações, apesar de seu legado que se distingue pela lucidez, pelo talento e pela criatividade.

Stefan Sweig foi  um escritor, romancista, poeta, dramaturgo, jornalista e biógrafo austríaco de origem judaica nascido em 1881 em Viena, na Austria. A partir da década de 1920 e até a sua morte, em 1942, foi um dos escritores mais famosos e vendidos do mundo. Suicidou-se durante seu exílio no Brasil, deprimido com a expansão da barbárie nazista pela Europa durante a Segunda Guerra Mundial.

Romain Rolland nasceu numa família de burgueses protestantes. Dedicou a vida à literatura e à política e, contrariando o pensamento geral de sua época, defendeu a luta contra a guerra e o imperialismo e proclamou os ideais da cultura, do pacifismo e do entendimento entre os povos. Muitas de suas obras tiveram como tema as grandes figuras da história e da arte, como Mahatma Gandhi, Georges Danton, Ludwig van Beethoven, Georg Friederich Händel e Michelangelo. Em 1915, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura.

O jornalista e escritor Joseph Roth nasceu na Austria em 1894. De origem judaica, estudou na Universidade de Viena e participou na I Guerra Mundial, essencialmente como jornalista. Foi um grande cronista da República de Weimar – os tempos de crise que precederam a ascensão do nazismo na Alemanha. 

A mostra tem patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e apoio dos Consulados Gerais da França e da Alemanha.

Serviço
Evento: Exposição “Três humanistas” 
Data: 2 de maio – 2 de junho 2017  
Local: Casa da Europa
Endereço: Av. Presidente Antônio Carlos 58, 11º andar
Horário: 9h-20h     
Entrada franca

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.