16.7 C
New York
maio 22, 2019
Notícias

Capacitação para o Comida di Buteco recheia o calendário de atividades da Vigilância Sanitária

A prevenção de riscos à saúde pública para a 12ª edição carioca do tradicional concurso Comida di Buteco seguem a todo vapor na Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses da Prefeitura do Rio. Na próxima segunda-feira, dia 8, garçons, cozinheiros, nutricionistas e outros profissionais envolvidos no evento serão capacitados com conhecimentos de higiene na manipulação de alimentos. Entre as ações já realizadas, 20 administradores dos cerca de 60 bares e restaurantes participantes do concurso gastronômico estiveram reunidos por mais de duas horas na última segunda-feira, dia 1º, com a equipe da Superintendência de Educação do órgão, recebendo orientações para o bom funcionamento de seus estabelecimentos. 

Este é o segundo ano que a qualificação específica é promovida por técnicos da Vigilância Sanitária, que depois vão conferir se as orientações passadas no curso estão sendo adotadas pelos estabelecimentos. Este ano, os participantes oferecerão pratos a R$ 20 em todas as 21 cidades participantes do 20º aniversário do Comida di Buteco que acontece de 12 de abril a 12 de maio, período em que haverá inspeções. 

Izabel Zanchet de Oliveira, 39 anos, é dona do Empório Santa Oliva, em Jacarepaguá, e estreante no Comida di Buteco. A empresária que já fez o curso de qualificação avaliou a reunião como bastante produtiva.

– É sempre esclarecedor. Não sabia, por exemplo, dessa planilha de controle de temperatura dos alimentos, o que descobri hoje – Izabel, que trabalha na produção do prato para o concurso e já inscreveu três dos seus funcionários para o treinamento da próxima semana.

A capacitação será das 14h às 17h, na sede da Vigilância Sanitária, na Rua do Lavradio, 180, Lapa, com foco nas orientações sobre os cuidados higienicossanitáriospara diminuir riscos como os de contaminação alimentar. No curso, serão apresentadas normas para a higiene e controle de alimentos, formas de contaminações microbianas e outras consequências da manipulação incorreta dos produtos, com dicas de conservação e armazenamento. A legislação e o ambiente de trabalho também estão entre os temas do curso que ensina ainda regras de asseio, higiene pessoal, lavagem, desinfecção e de controle de insetos e roedores.

A Vigilância Sanitária reforça que a prevenção de riscos pode ser feita pelo público do festival, denunciando à Central de Atendimento 1746 comprovação ou mesmo suspeitas de condições de higiene inadequadas e alimentos suspeitos, entre outras irregularidades. Todas as demandas são encaminhadas ao órgão para fiscalização e, se necessário, aplicação das penalidades previstas em lei. Para saber o que denunciar, basta conferir dicas e orientações sobre a comercialização adequada de produtos e serviços relacionados a alimentos e saúde no site www.prefeitura.rio/vigilanciasanitaria. 

Posts relacionados

Feira do Lavradio terá edição extra de Natal

Redação

Uma noite para dançar muito

Redação

Com chance para Las Vegas: Jaguariúna Rodeo Festival 2018 recebe etapa decisiva da PBR

Redação

Etapa Brasil do Challenge Internacional Sud France acontece no Rio de Janeiro

Redação

Centro de Visitantes Paineiras, no Parque Nacional da Tijuca, recebe a 6ª edição do Avistar Rio

Redação

Via Parque Shopping vai presentear os clientes no Dia das Mães com colar relicário

Redação

Deixe um comentário