Caixa Cultural Rio promove seminário sobre transfeminismos

Evento terá quatro mesas de discussão com ativistas de direitos humanos e pesquisadoras em identidades de gênero e sexualidades. A entrada é franca

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe, entre os dias 27 e 30 de março de 2018 (terça a sexta), sempre às 18h30, o segundo seminário Transfeminismos: Novas Perspectivas dos Feminismos, que irá debater política, direitos, violências e resistências em relação à população trans e travesti. A entrada é franca, com distribuição de senhas 1h antes do início de cada debate.

 

A programação do seminário será composta por quatro mesas, uma por dia, formadas por três palestrantes cada uma. Cada participante terá, em média, 30 minutos de argumentação para apresentação de suas ideias. Em seguida, as mesas serão abertas à participação do público para perguntas. O evento tem curadoria de Viviane Vergueiro e Helder Thiago Maia, e curadoria local de Jacqueline Gomes de Jesus.

 

O seminário pretende ampliar o debate sobre teorias e ativismos trans e feministas no Brasil, colocando em foco questões que fortalecem diálogos entre as comunidades trans e travestis e o público em geral, relacionando questões específicas destas comunidades com outras lutas sociais históricas, por exemplo, contra genocídios racistas, desigualdades de gênero e explorações de classe. Serão consideradas também a luta pelos direitos para as populações trans, as estratégias e alianças nos ativismos, incluindo as movimentações digitais em um contexto de crescente visibilidade trans e conservadorismo em escala global, a vulnerabilidade e exclusão das pessoas trans e travestis através da história, no âmbito da saúde e também nos meios artísticos.

 

Como participantes estão ativistas de direitos humanos e teóricos em identidades de gênero e sexualidade como Linda Brasil, mestranda em Educação, pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), integrante da Amosertrans (Associação e Movimento Sergipano de Transexuais e Travestis) e idealizadora da CasAmor; Marlene Wayar, diretora do El Teje, primeiro jornal travesti da América Latina; Indianare Siqueira, vereadora suplente do PSOL carioca e idealizadora da CasaNem e do PreparaNem; Andréa Brazil, presidenta da Astra Rio (Associação de Travestis e Pessoas Transexuais do Rio de Janeiro); Maria Eduarda Aguiar, advogada da Ong Pela Vidda RJ; Sissy Kelly, histórica ativista social; Divina Aloma, cantora e performer; Tertuliana Lustosa, artista visual e escritora; Dandara Vital, atriz e autora; e Caio Jade, performer, escritor e ativista do Coletivo T e MONART.

 

Os curadores ressaltam a importância de se debater a desconstrução das violentas normas de identidade e expressão de gênero que atravessam várias esferas sociais, as possibilidades e limites de articulação de redes e alianças com perspectivas feministas, e as múltiplas lutas sociais para fortalecer as respostas contra os conservadorismos. “O seminário é um importante espaço para diálogos em torno de temas caros aos transfeminismos, a outros movimentos sociais, em um contexto no qual a visibilidade crescente das pessoas trans e travestis coexiste com a ocorrência constante – se não crescente – de violências contra elas”, declara Viviane Vergueiro.

 

Outras informações podem ser acessadas no endereço www.facebook.com/seminariotransfeminismos. O patrocínio é da Caixa Econômica Federal e do Governo Federal.

  

Programação:

27 de março (terça)

18:30h – Políticas Transfeministas

Visa refletir sobre as lutas trans e travestis a partir de diferentes lugares e demandas políticas, seja na academia, seja nas esferas político-partidárias, seja nas ruas.

Participantes: Jaqueline Gomes de Jesus, Indianare Siqueira e Linda Brasil.

 

28 de março (quarta)

18:30h – Memórias Transfeministas

Visa refletir sobre as impossibilidades e as especificidades das memórias das comunidades trans e travestis, com pessoas importantíssimas para sua história.

Participantes: Andréa Brazil, Sissy Kelly e Divina Aloma.

 

29 de março (quinta) 

18:30h – Despatologização

Visa refletir sobre os desafios para o acesso à saúde e o livre direito à identificação de gênero.

Participantes: Viviane Vergueiro, Maria Eduarda Aguiar e Marlene Wayar.

 

30 de março (sexta) 

18:30h – Artes e representatividade

Visa refletir sobre a crescente visibilidade das comunidades trans e travestis, e a necessidade de se pensar o protagonismo e a representatividade desses grupos nas artes.

Participantes: Caio Jade, Dandara Vital e Tertuliana Lustosa.

  

Ficha técnica:

Curadores: Viviane Vergueiro, pesquisadora e doutoranda em Estudos sobre Mulheres, Gênero e Feminismos, pela Universidade Federal da Bahia (UFBA); e Helder Thiago Maia, pesquisador e doutorando em Literatura Comparada, com pesquisas em gênero e sexualidade, pela Universidade Federal Fluminense (UFF)

Curadoria local: Jaqueline Gomes de Jesus, professora de Psicologia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ) e doutora em Psicologia Social e do Trabalho pela Universidade de Brasília (UnB).

Coordenação geral: Valterlei Borges

Realização: Provisório Permanente Produções Culturais

Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

 

Serviço: 

Seminário Transfeminismos: Novas Perspectivas dos Feminismos

Entrada Franca (Distribuição de senhas 1h antes do evento)

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)

Telefone(21) 3980-3815

Data: 27 a 30 de março de 2018 (terça a sexta-feira)

Horário: 18h30

Lotação: 78 lugares (mais 3 para cadeirantes)

Classificação Indicativa: 14 anos

Acesso para pessoas com deficiência

  

Assessoria de Imprensa:

Joyce Nascimento – joyce.nascimentolima@gmail.com – (21) 99670-2303

 

Assessoria de Imprensa da CAIXA Cultural Rio de Janeiro (RJ)

(21) 3980-3096 / 4097

www.caixacultural.gov.br | @imprensaCAIXA | imprensa.rj@caixa.gov.br

https://www.facebook.com/CaixaCulturalRioDeJaneiro

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.