Caixa Cultural exibe retrospectiva inédita do cinema lésbico de Barbara Hammer

Mostra reúne 24 filmes da diretora expoente do cinema queer e promove debate sobre sua obra

Hammer - Female Closet - The Darned Club (Alice Austen)
Hammer - Female Closet - The Darned Club (Alice Austen)

A CAIXA Cultural Rio de Janeiro recebe, de 18 a 30 de abril de 2017, a Mostra Barbara Hammer – Um cinema experimental lésbico, que reúne, pela primeira vez no país, a obra da americana que é expoente do cinema queer. Serão apresentados 24 filmes, acompanhando as diferentes fases do trabalho da diretora, com destaque para seu último longa-metragem, Welcome To This House, filmado parcialmente no Brasil. O projeto tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e Governo Federal.

Conhecida internacionalmente como uma das cineastas que mais explorou a cultura lésbica, Barbara Hammer ficou famosa por abordar assuntos tabus sob a perspectiva de uma artista homossexual assumida desde os anos 60. Ao longo de seus 90 trabalhos, a diretora também se destacou por conseguir imprimir uma marca estética repleta de experimentações desviantes das convenções narrativas.

Durante a mostra, o público poderá conferir produções de diversas fases da obra de Hammer: dos sexualmente irreverentes curtas do início de carreira, a exemplo de Dyketatics, Superdyke e Menses, a filmes-ensaios ousados, como o premiado Nitrate Kisses e The Female Closet, que resgatam histórias invisibilizadas de LGBTQ+. Foram selecionados, ainda, filmes que homenageiam outros artistas, como Resisting Paradise, que aborda o trabalho de Henri Matisse e Pierre Bonnard durante a Segunda Guerra Mundial.

Aos 77 anos, a cineasta já ganhou retrospectivas no TATE Modern (Londres), MOMA (Nova Iorque), Jeu de Paume (Paris), KOW (Berlin) e no Toronto International Film Festival. No Brasil, entretanto, nunca havia sido realizada uma mostra exclusiva sobre seu trabalho.

“É muito importante trazer o trabalho da Barbara para o Brasil nesse momento em que questões LGBTQ+ são discutidas de maneira intensa em meio a ondas de conservadorismo e lutas pela validação de modos plurais de viver a sexualidade e o amor”, ressalta uma das curadoras, Juliana Pamplona. “Nossa proposta com o evento é endereçar a urgência de enfrentamento de tabus sociais, em especial a invisibilidade lésbica, e oferecer uma experiência estética de alta qualidade para um público ávido por um cinema de vanguarda queer”, complementa Marina Pessanha, a outra curadora da mostra.

Seminários:

Fazem parte da programação, duas mesas discutindo diferentes abordagens acerca da obra de Barbara Hammer. No dia 18 de abril (terça), às 19h, a mesa Arte e ativismos Lés-Bi-Cuier recebe o cineasta Pri Bertucci, a escritora Amara Moira e a poeta Tatiana Nascimento para discutir atravessamentos entre identidades LGBTQ+ e criação. A mediação será da curadora Juliana Pamplona. A mesa contará, ainda, com um vídeo de Barbara Hammer feito especialmente para a mostra.

Já no dia 27 de abril (quinta), às 19h10, será realizada a mesa Olhares sobre o Cinema de Barbara Hammer, da qual participam a crítica Camila Vieira da Silva e as cineastas Susana Costa Amaral e Érica Sarmet. A curadora Marina Pessanha será a mediadora. A entrada para ambos os seminários é franca e sujeita à lotação da sala.

Programação:

18 de abril (terça-feira)

17h30 – Nitrate Kisses (1992), 67 min, 16 anos

19h – Seminário: Arte e ativismos Lés-Bi-Cuier, com Amara Moira, Pri Bertucci e Tatiana Nascimento. Mediação: Juliana Pamplona.

 

19 de abril (quarta-feira)

17h30 – Sessão Curtas 1

Dyketatics (1974), 4 min, 16 anos;

Menses (1974), 4 min, 16 anos;

Play or  ‘Yes’, ‘Yes’, ‘Yes’ (1970), 11 min, 16 anos;

Superdyke   (1975), 25 min, 16 anos;

Women I Love  (1976), 25 min, 16 anos

19h10 – Lover/Other: The Story of Claude Cahun and Marcel Moore (2006), 55 min, 16 anos

 

20 de abril (quinta-feira)

17h30 – Sessão Curtas 2

Multiple Orgasm (1976), 6 min, 16 anos;

Double Strength (1978), 16 min, 16 anos;

Super dyke meets Madame (1976), 28 min, 16 anos;

Barbara Ward Will Never Die (1968), 3 min, 16 anos;

Sync Touch (1981), 10 min, 16 anos;

SnowJob: The media Hysteria of AIDS (1986), 9 min, 16 anos

19h – Welcome to this House (2015), 79 min, 16 anos

 

21 de abril (sexta-feira)

16h30 – Sessão  Curtas 3

Sanctus (1990), 20 min, 16 anos;

Optic Nerve (1985), 16 min, 16 anos;

A Horse is Not a Metaphor  (2008), 30 min, 16 anos

18h – The Female Closet (1998), 58 min, 16 anos

 

22 de abril (sábado)

16h30 – Sessão Curtas 4

Schizy (1968), 4 min, 16 anos;

Generations (2010), 30 min, 16 anos;

Maya Deren’s Sink (2010), 30 min, 16 anos

18h – Nitrate Kisses (1992), 67 min, 16 anos

 

 23 de abril (domingo)

16h30 – Lover/Other: The Story of Claude Cahun and Marcel Moore (2006), 55 min, 16 anos;

18h- History Lessons (2000), 66 min, 16 anos

 

25 de abril (terça-feira)

17h30 – The Female Closet (1998), 58 min, 16 anos

19h- Sessão Curtas 2

Multiple Orgasm (1976), 6 min, 16 anos;

Double Strength (1978), 16 min, 16 anos;

Super dyke meets Madame (1976), 28 min, 16 anos;

Barbara Ward Will Never Die (1968), 3 min, 16 anos;

Sync Touch (1981), 10 min, 16 anos;

SnowJob: The media Hysteria of AIDS (1986), 9 min, 16 anos

 

26 de abril (quarta-feira)

17h30- Sessão Curtas 4

Schizy (1968), 4 min, 16 anos;

Generations (2010), 30 min, 16 anos;

Maya Deren’s Sink (2010), 30 min, 16 anos 

19h- Tender Fictions (1995), 58 min,16 anos

 

27 de abril (quinta-feira)

17h30 – Sessão Curtas 1

Dyketatics (1974), 4 min, 16 anos;

Menses (1974), 4 min, 16 anos;

Play or ‘Yes’, ‘Yes’, ‘Yes’ (1970), 11 min, 16 anos;

Superdyke   (1975), 25 min, 16 anos;

Women I Love  (1976), 25 min, 16 anos

19h10 – Seminário: Olhares sobre o Cinema de Bárbara Hammer com Camila Vieira da Silva, Érica Sarmet e Susana Costa Amaral. Mediação: Marina Pessanha.

 

28 de abril (sexta-feira)

17h30 – Sessão  Curtas 3

Sanctus (1990), 20 min, 16 anos;

Optic Nerve (1985), 16 min, 16 anos;

A Horse is Not a Metaphor  (2008), 30 min, 16 anos

19h – Resisting Paradise (2003), 80 min, 16 anos

 

29 de abril (sábado)

16h30 – Tender Fictions (1995), 58 min, 16 anos

18h – History Lessons (2000), 66 min, 16 anos

 

30 de abril (domingo)

16h30- Resisting Paradise (2003), 80 min, 16 anos

18h10- Welcome to this house (2015), 79 min, 16 anos

 

Serviço:

Mostra Barbara Hammer – um cinema experimental lésbico

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Cinema 1

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)

Telefone: (21) 3980-3815

Data: de 18 a 30 de abril de 2017 (terça-feira a domingo)

Horários: Consultar programação

Ingressos: R$ 4,00 (inteira) e R$ 2,00 (meia). Além dos casos previstos em lei, clientes CAIXA pagam meia.

Lotação: 78 lugares (mais três para cadeirantes)

Bilheteria: de terça-feira a domingo, das 10h às 20h

Classificação Indicativa: Consultar programação

Acesso para pessoas com deficiência

Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal