26.8 C
Rio de Janeiro
setembro 18, 2018
  • Home
  • Música
  • Caio Prado estreia o show de lançamento do disco “Incendeia” em 14 de agosto, no Sesc Copacabana
Música

Caio Prado estreia o show de lançamento do disco “Incendeia” em 14 de agosto, no Sesc Copacabana

É o segundo trabalho solo do integrante do trio Não Recomendados
Maria Gadú gravou com ele “Nossa sorte” no disco
No roteiro, autorais e releituras de Caetano Veloso, Bob Marley e Jorge Aragão

Caio Prado, a voz, o verso e a reflexão por trás da coleção de músicas que bota o corpo, sensual (e político) para dançar (e elaborar o nosso hoje), está em plena combustão. O cantor e compositor carioca estreia agora a turnê de lançamento de “Incendeia”, o seu segundo álbum solo. Será em 14 de agosto, no Sesc Copacabana, com ingressos a R$ 30.

“A transformação passa por incêndios, queimando e virando cinzas que renascem em brisas – resistências! Da concepção sonora até a identidade visual, assinada por Rafo Coelho, ‘Incendeia’ (Maianga Discos) é poesia de resistência que busca comunicar as urgências dos tempos atuais, tocando em questões de gênero, raça, liberdade de expressão, tolerância religiosa e resistência política. Aqui nada se cria sem incendiar”, brada Caio Prado, que apresenta este novo trabalho três anos depois de “Variável Eloquente”, lançado em 2015.

O roteiro do show prevê cerca de 15 músicas, entre composições próprias – como “Golpistas”, “É proibido estacionar na merda”, “Mesmo e o outro”, “Xeque mate”, “Roteirista”, “Mera” e releituras de “Zera a reza” (Caetano Veloso), “Identidade” (Jorge Aragão) e “Redemption song” (Bob Marley). Sem esquecer, é, claro, de “Não Recomendado”, música que se propagou pelo país, como um fogo que se alastra, transformando-se num hino contemporâneo de resistência dos grupos oprimidos.

A canção entrou no repertório de diversos artistas, e ecoa na voz de seus públicos. Elza Soares, por exemplo, a escolheu a para encerrar seu último show “A voz e a máquina”. “Preciso aceitar que muita gente se sente representada por mim. Isso me traz uma tranquilidade de estar no lugar certo e também a urgência de fazer um bom trabalho, que saia da bolha, que extrapole e se comunique com facilidade para todas as pessoas”, solta, aos 27 anos.

O fogo vem como elemento xamânico, de potência. Caio diz que está vivendo esse momento, sempre desenvolvendo a composição, e se equilibrando entre dois trabalhos. O trio queer Não Recomendados, na ativa há quase três anos, com os amigos Diego Moraes e Daniel Chaudon, e a carreira solo.

Caio vai abrir o peito e cantar para o público do SESC Copacabana acompanhado por Ivo Senra nos synths, Lourenço Vasconcelos na bateria, e Elisio Freitas na guitarra, e sob o desenho de luz de Hugo Mercier, premiado recentemente com Companhia Dos à Deux. O artista se apresenta com um enorme colar de sementes criado por Rafaela Souza, artesã de Parintins, no Amazonas, peça chave do figurino do show.

Singles e sonoridades de “Incendeia”
Dois singles de “Incendeia” foram lançados no final de 2017, preparando os ouvidos para a chegada do disco completo, arremessado em março último: “É proibido estacionar na merda” e “Mera” – além do registro em áudio, a faixa se espalhou para um clipe, dirigido e filmado na Gargolândia por Rafo Coelho, da produtora Da Chuva.

Caio ficou deslumbrado com o talento do produtor Alê Siqueira, com quem trabalhou pela primeira vez. “Falei pra ele que precisava sair da mente, da metafísica e trazer para o swing do corpo. Voltamos às matrizes africanas, ao toque do berimbau, ao som clássico dos anos 60 e 70 e chegamos às contemporaneidades”, explica.

As referências de “Incendia” vão desde Curtis Mayfield, passam por D’Angelo e vão até Lauryn Hill, Pharrel, Beyoncé, Drake e mais: o canto griot negro brasileiro e seus beats, como Tincoãs, Gilberto Gil e Djavan, somado ao charme de Tim Maia e chegando junto ao funk carioca do subúrbio de Realengo, onde Caio cresceu.

https://www.facebook.com/events/426853414475605/

www.facebook.com/ocaioprado/
www.instagram.com/ocaioprado/
www.facebook.com/naorecomendados/
www.instagram.com/naorecomendadosoficial

Caio Prado faz o primeiro show de “Incendeia”

QUANDO: 14 de agosto, às 20h30

ONDE: Arena do Sesc Copacabana (Rua Domingos Ferreira, 160, em Copacabana). T (21) 2547.0156

QUANTO: R$ 30 (inteira) | R$ 15 (meia-entrada) | R$ 7,50 (associados do Sesc)

E MAIS: A bilheteria funciona às segundas, das 9h às 16h; de terça a sexta, das 9h às 21h; aos sábados, das 13h às 21h; e, aos domingos, das 13h às 20h. A classificação é livre

Posts relacionados

Show Cantos da Cidade – 3 bandas autorais na Lona Carlos Zéfiro

Redação

CaRIOca ProgFest promove o rock progressivo do Rio, reunindo expoentes do gênero em diferentes palcos da cidade

Redação

Kássia Marvila na Open Sport Beer

Redação

Deixe um comentário