Botero em Pé

​O Botero em Pé, na Tijuca e Méier, comemora um ano de sucesso com combo especial. O comensal escolhe o sanduíche de sua preferência e combina com chopp Cacildis liberado (R$49,90) entre 16h e 22h, até sexta (15/12). Na foto, suculento sanduba de costela, cozida lentamente em fogo baixo, queijo minas padrão, compota de cebola e barbecue da casa. Para completar, Bruno Vaz serve a delícia em amanteigado brioche artesanal.

Palco de comida confortante e cerveja gelada, o Botero, que iniciou sua carreira no Mercadinho São José e foi responsável pela revitalização do local, abriu sua primeira frente em 2015. O Botero em , versão mais enxuta do bar, foi apresentado em Copacabana no formato pop up. Após seis meses de sucesso, os sócios decidiram investir e expandir para Zona Norte do Rio de Janeiro. Reduto dos boêmios cariocas, a região recebeu duas unidades em 2016, uma na Tijuca e uma no Méier. No menu do Botero em , que já conquistou o prêmio de melhor sanduicheira da Zona Norte, preparos artesanais de suculentos sanduíches, desde os recheios, passando pelos molhos até os pães fresquinhos. O chef executivo Bruno Magalhães e o chef da casa Bruno Vaz ainda oferecem almoço de segunda a sábado. Para beber, rótulos de cervejas locais e o mate da casa se destacam entre os comensais. 

SANDUBAS
Na descolada proposta, onde comer não é pecado e sim um prazer, mesas compartilhadas, sugestões no quadro negro e o extrovertido lambe-lambe, nas paredes, com frases como “Vendemos hambúrguer e não fast food” dão o tão da casa. No cardápio, entre as receitas servidas no brioche, o Versão Botero  é um suculento hambúrguer de 160g do blend da casa – combinação de carne bovina e bacon, coberto por cheddar, picles de maxixe, cebola, mostarda e ketchup de goiaba. Há também o Sanduba de Costela com recheio farto, preparado em fogo baixo por 8 horas, finalizado com queijo minas padrão, compota de cebola e barbecue da casa. Já o Polpettone Burguer chega com a apetitosa almôndega de carne italiana com recheio de queijo, molho de tomates frescos e parmesão. 

Para quem não come carne vermelha, o Frango Caesar é uma ótima pedida, feita com filé de sobrecoxa marinado e empanado no panko em molho caesar, parmesão e folhas de alface. Outra sugestão é o Botero Fish com peixe do dia frito e temperado com especiarias, molho tártaro da casa e folhas de alface. Ambos servidos em delicioso brioche artesanal. 

Na Baguete, o Veggie  é regado com creme de tomate seco e ervas frescas, recheado com berinjelas grelhadas. E, como não podia ficar de fora, o clássico cachorro quente chega em versão autora. O Botero Dog é preparado com linguiça artesanal, aioli de leite, compota de cebola e queijo minas padrão gratinado. 

As crocantes e sequinhas fritas completam a experiência em dois diferentes formatos – a batata rústica ou a palito. Para completar, opções de molhos artesanais da casa servidos extra. 

ALMOÇO 
A proposta da Tijuca conta com um o balcão à disposição do comensal, de segunda a sábado. É oferecido mix de folhas frescas,  salada caesar e uma opção surpresa. Para completar, três sugestões com proteínas como lasanha de berinjela a bolonhesa, polpetone, panqueca ou carne assada. 
 
Já o Méier serve pratos executivos à la carte como Nhoque no bechamel com ragu de costela. Há também o suculento filé  a parmegiana com pure de batatas. Para quem deseja sugestões mais leves, grelhados como o peixe do dia com salada. 
 

O CHEF DA CASA
Botero em , ambas unidades, é comandado pelo jovem chef Bruno Vaz. Ele já passou pelo estrelado  – Michelin – restaurante Eñe dos chefs catalães, os gêmeos Javier e Sergio Torres. No seu currículo também somam experiências no CT Brasserie, Miam Miam, Oui Oui e o restaurante executivo do PROJAC. 

Bruno chefiou a cozinha de grandes eventos como a Copa do Mundo, no Maracanã, a Casa dos EUA durante as Olimpíadas,  as duas últimas edições do Rock in Rio e o evento mundial TED GLOBAL na praia de Copacabana. O chef foi o campeão do  Batalha de Food Truck no GNT, em 2015. 

SERVIÇOS: 

TIJUCA
Nome: Botero em  / Endereço: Rua Campos Sales, 15 – Tijuca – Rio de Janeiro/ Metrô a menos de 500 metros? Estação? Afonso Pena/ Telefone:(21) 3217 – 4721 / Número de lugares: 25 / Horário de funcionamento (não vale até último cliente):Segunda – 11h:30 às 23h / Terça a quinta – 11h:30 às 23h / Sexta e sábado – 11h:30 às 0h / Domingo – 18h às 23h / Cartões de crédito (American, Diners, Mastercard e Visa):Todos / Cartões de débito (Cheque eletrônico, Maestro, Redeshop, Visaelectron): Todos Estacionamento? Manobrista? R$? Não  Couvert? R$? Não / Couvert artístico? Dias e R$? Não / Vinho em taça? Não / Aceita que o cliente leve seu próprio vinho? Sim / Cobra taxa de rolha? R$ nacional e importado? Nao / Acesso para deficiente físicos, com banheiro adaptado? Não / Área para fumantes? Não / Atividades para crianças? Não / Entrega em domicílio? Sim / Wireless? Cobra? R$ por minuto, hora? Não/ Filiais? Sim / Endereços e telefones? Endereço: Rua Dias da Cruz, 520 – Méier – Rio de Janeiro / Telefone:  2597-4283 / Site? redes sociais / Aberto em que ano? 2016

MÉIER
Nome: Botero em  / Endereço: Rua Dias da Cruz, 520 – Méier – Rio de Janeiro / Metrô a menos de 500 metros? Estação? Nao/ Telefone:  2597-4283/ Número de lugares:30 Horário de funcionamento (não vale até último cliente): Domingo e segunda 18h às 0h/ Terça a sábado 12h às 0h / Cartões de crédito (American, Diners, Mastercard e Visa): Sim/ Cartões de débito (Cheque eletrônico, Maestro, Redeshop, Visaelectron): Sim / Estacionamento? Manobrista? R$? Não / Couvert? R$? Não / Couvert artístico? Dias e R$? Não / Vinho em taça?Não / Aceita que o cliente leve seu próprio vinho? Sim Cobra taxa de rolha? R$ nacional e importado? Nao/ Acesso para deficiente físicos, com banheiro adaptado? Nao / Área para fumantes? Não Atividades para crianças? Não / Entrega em domicílio? Sim/ Wireless? Cobra? R$ por minuto, hora? Não / Filiais? Sim Endereços e telefones? Rua Campos Sales, 15 – Tijuca – Rio de Janeiro/ Metrô a menos de 500 metros? Estação? Afonso pena /Telefone:(21) 3217 – 4721 / Site? redes sociais / Aberto em que ano? 2016

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.