25 C
Rio de Janeiro
dezembro 17, 2018
Notícias

Ator premiado no teatro e no cinema, Vandré Silveira é Lázaro na novela ‘Jesus’, da Record TV

Foto: Leo Aversa
Foto: Leo Aversa

O ator mineiro Vandré Silveira, que há doze anos reside no Rio de Janeiro, possui uma extensa carreira no cinema e nos palcos, onde ganhou prêmios e trabalhou com grandes diretores, como Cibele Forjaz e Wagner Antonio (O Homem Elefante, 2015). Na TV, atuou em séries como Amor Veríssimo (GNT, 2014, Direção Arthur Fontes) e A segunda vez (Multishow, 2014, Direção César Rodrigues) e, agora, se prepara para o desafio de viver Lázaro na novela “Jesus”, da Record TV (previsão de estreia em julho de 2018).

Formado em Teatro pela Fundação Clóvis Salgado (CEFAR, Palácio das Artes), em Belo Horizonte (MG), no ano de 2005, Vandré desenvolveu projetos de destaque para a dramaturgia – no teatro, no cinema, na TV e na publicidade. No cinema, está em cartaz no eixo Rio-SP com o longa-metragem Rio Mumbai (2018), com direção de Pedro Sodré. No teatro, sua última temporada foi no Rio de Janeiro, no Teatro Poeirinha, nos meses de março e abril de 2018, com Fernese de Saudade (2012), que conquistou crítica e público, além de diversos prêmios.

O monólogo, idealizado, escrito e protagonizado por Vandré, realizou três temporadas no Rio de Janeiro, além de passar por São Paulo e Araguari (MG), cidade natal de Farnese. A montagem recebeu prêmios e indicações, como a de  Melhor Ator no Festival Home Theatre (RJ, 2014), bem como recebeu a indicação ao 25º Prêmio Shell de Teatro (2013), na categoria Cenário. Categoria pela qual o ator recebeu o prêmio de Melhor Cenário no 2o Prêmio Questão de Crítica (2013), onde também foi indicado na Categoria Especial, pela pesquisa do projeto, que investiga o universo do artista plástico mineiro, Farnese de Andrade.

Atuou ainda nos espetáculos teatrais: Casa Apodrecida, dirigido por Leonardo Bertholini (2016), espetáculo baseado em O Primo Basílio, clássico de Eça de Queirós; A vida dela, com direção de Delson Antunes (2016); O Homem Elefante, com direção de Cibele Forjaz e Wagner Antonio (2015); Vermelho Amargo, com direção de Diogo Liberano (2014); Momo e o senhor do tempo, com direção de Cristina Moura (2013); Céu sobre chuva ou Botequim, com direção de Antonio Pedro Borges (2013); O Menino que Vendia Palavras, com direção de Cristina Moura (2012); Dois Jogos: Sete Jogadores, com direção de Celina Sodré (2011); Trans Tchekhov, com direção de Celina Sodré (2010); Amor e Restos Humanos, de Brad Fraser, com direção de Carlos Gradim (2005) e Festa de Casamento, com direção de Eid Ribeiro (2005).

No cinema, ganhou notoriedade por sua atuação em Bárbara (35mm), curta com direção de Carlos Gradim (2007), no qual Vandré interpreta uma travesti, trabalho pelo qual recebeu prêmios de melhor ator nos festivais de cinema: Primeiro Plano (Juiz de Fora, 2007), Ibero-Americano de Cinema/Curta-SE (Sergipe, 2008), For Rainbow (Fortaleza, 2008) e VI Festival de Cinema de Maringá (Paraná, 2009). Protagonizou os curtas Opostos com direção de Eduardo Rennó (2006) e Casal Hétero (2004), com direção de Leonardo Barcelos. Atuou ainda no longa metragem Ponto ORG (2010), com direção de Patrícia Moran.

Na televisão, participou das séries: Amor Veríssimo (GNT) com direção de Arthur Fontes, A segunda vez (Multishow) com direção de César Rodrigues e Caipirinha Sunrise (TV Azteca/México), dirigida por Felipe Fernandez del Paso. As três séries foram gravadas e exibidas em 2014.

Vandré também atuou na publicidade, em diversos trabalhos para clientes como TIM, Rexona, Mc Donald’s, Gillette, Brahma, Vivo, Natura, FIAT, Jornal O Globo, entre outros.

Site: www.vandresilveira.com.br

FB: https://www.facebook.com/vandre.silveira

Instagram: @vandresilveira

Posts relacionados

Como criar um site de qualidade

Redação

Bauducco lança o primeiro Instagram Stories impresso, que vira papel de presente, para este Natal

Redação

3º Oktoberfest Penedo leva shows, comidas e danças típicas no final de semana em Itatiaia

Redação

Deixe um comentário