Arte em transe: energia que transforma abstrato em concreto

A artista plástica Bebel Mello inaugura a exposição Solar no próximo dia 28 de março

Energia. Esta é a palavra que traduz o nome da exposição Solar, da artista plástica Bebel Mello, que fica em cartaz na Santorini Home Design, em Itaipava (Petrópolis-RJ), entre os dias 28 de março e 12 de abril deste ano. A mostra reúne cerca de quinze trabalhos produzidos desde 2014. “O passar do tempo me fez rever prioridades e mexeu muito com a minha cabeça. Decidi voltar a pintar o que eu quero, o que sai do coração. Passar a emoção para a tela e fazer sentir”, revela.

Nos quadros, em geral de tamanho grande, ela trabalha com traços abstratos que chamam a atenção pela multiplicidade de cores e formas. “Gosto de muita liberdade para pintar, por isso não costumo me prender a formas, desenhos e linhas específicas, ou materiais específicos. Sou imediatista e assim costumo optar pelo acrílico. A tinta óleo tem que esperar secar. As telas grandes são uma característica forte do meu trabalho. Gosto do enorme, acho que nunca pintei uma tela pequena”, diz. Seja com tinta acrílica ou ocasionais inserções em óleo, fato é que Bebel Mello é daquelas pessoas que exala talento pelas mãos. Sua formação começou ainda criança, aos seis anos, no ateliê de cerâmica de sua mãe. “Há uns trinta anos, Itaipava era a terra da cerâmica e tinha uma variedade imensa. Minha mãe era ceramista, e para que eu ficasse quieta ela me dava uma peça para pintar.  Quando eu tinha mais ou menos treze anos, pintei cerâmica ao vivo no Centro de Cultura Raul de Leoni, durante uma feira da escola Sérgio Ribeiro da Rocha”. Desde então, Bebel encontrou diversos caminhos para a sua arte, passando pela cerâmica e até pela criação em estofados.

O trabalho com telas ganhou destaque em sua carreira a partir do incentivo da cirurgia plástica Cíntia Branco, já falecida. “Na clínica dela até hoje tem trabalhos meus. Conforme vamos amadurecendo, conhecendo novas técnicas, pesquisando, o trabalho também se desenvolve e evolui. Normalmente faço tudo sozinha e raramente peço opinião durante o processo, só depois de pronto. Quando peço opinião é porque fiquei em dúvida sobre alguma tela, e acabo mexendo nela diversas vezes”, conta Bebel, que já participou como artista plástica de quatro edições do Festival de Inverno do Sesc e, em 2013, apareceu na revista Casa Vogue, com um trabalho exibido na Master Casa.

“As pessoas me perguntam o que eu penso quando estou pintando. Eu respondo que não penso em nada. Minha filha diz que é uma espécie de transe. É um processo interessante e bastante curioso. Apesar do trabalho abstrato, tenho ouvindo muitas pessoas enxergando objetos e figuras humanas nas minhas telas. É muita energia, daí o nome: Solar.”, conclui.

Serviço

SOLAR – Bebel Mello

Local: Santorini Home Design | Estrada União & Indústria, 10.278 – loja 3 – Itaipava

Data: 28/03 a 12/04

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.