-1.5 C
New York
dezembro 19, 2018
Música Uncategorized

Após temporada europeia, Bianca Gismonti homenageia o pai no Manouche

Bianca Gismonti Trio (Primeiro céu 2015) - foto: Daryan Dornelles
Bianca Gismonti Trio (Primeiro céu 2015) - foto: Daryan Dornelles
Cariocas poderão assistir “Gismonti 70” no dia 12 de outubro

O Bianca Gismonti Trio sobe ao palco do Manouche (Jardim Botânico) na noite de 12 de outubro (sexta) para homenagear os 70 anos do pai de Bianca, Egberto Gismonti. No repertório do show-homenagem “Gismonti 70” ela reuniu muitas composições dele que marcaram a sua história, além de músicas próprias em homenagem a ele. Clássicos como “Palhaço”, “Maracatu”, “Água e Vinho” e “Lôro” estão no repertório.

Em junho de 2018 “Gismonti 70” viajou por Europa e Japão, passando pelas cidades de Budapeste, Porto, Kobe e Shiga. Na capital húngara, o selo Hunnia Records gravou em estúdio “Gismonti 70” que, assim como o novo álbum do Trio, “Desvelando Mares”, será lançado em 2019.

Durante a carreira de Bianca, aliado às suas próprias composições, o repertório de Egberto seguiu fazendo parte de sua alma, estando sempre presente, de alguma forma, em seus shows.

História
Desde muito jovem Bianca, assistia aos shows do pai, ao lado de sua mãe – a atriz Rejane Medeiros – e de seu irmão – o violonista Alexandre Gismonti.  Sua casa era repleta de influências musicais e convívio com dezenas de artistas. Aos 9 anos, pediu para começar os estudos de piano. Já aos 15, iniciou sua carreira musical acompanhando o seu pai, durante muitos anos em palcos pelo mundo. Os estudos de piano seguiram na UFRJ e, em 2005, iniciou seu trabalho com o Duo Gisbranco (duo de pianos com Claudia Castelo Branco), que possui três discos gravados e um DVD produzido pelo Canal Brasil, aliado a parcerias junto a músicos como Chico César, Jaques Morelenbaum e Mônica Salmaso.

Em todos esses anos, a composição seguiu como um caminho natural, e, em 2013, gravou seu primeiro álbum autoral, “Sonhos de Nascimento” (Biscoito Fino), o qual teve a participação de Naná Vasconcelos. Com este disco, realizou turnês internacionais que percorreram Europa, Ásia e América do Sul.

Ao final de 2015 foi lançado o seu segundo disco autoral, “Primeiro céu” (Fina Flor), com a formação de Trio ao lado de seu marido (também coprodutor) Julio Falavigna, na bateria, e Antonio Porto, no baixo.

Em 2016, o Trio teve o disco lançado pela Quinton Records (Áustria) e Impartment Records (Japão), o estreando durante uma nova turnê pela Europa, África e Ásia. Neste mesmo período, gravou seu terceiro disco em Budapeste, que será lançado em 2019.

Serviço

Mistura Sessions apresenta Bianca Gismonti Trio em “Gismonti 70” uma homenagem aos 70 anos de Egberto Gismonti

Bianca Gismonti, piano

Julio Falavigna, bateria

Antonio Porto, baixo

Local: Clube Manouche/Casa Camolese (Rua Jardim Botânico, 983, Jardim Botânico, Tel: 3514-8200)

Data e horário: 12 de outubro (sexta-feira), a partir das 21h

Ingressos: R$ 80,00 (inteira), R$ 60,00 (com 1kg de alimento não perecível) e R$ 40,00 (meia)

Lista amiga também paga apenas a meia. Basta enviar o nome para a página da Bianca Gismonti no Facebook

Classificação: 18 anos

Estacionamento no local (tarifado)

Posts relacionados

Cantor Verdec lança clipe ‘Só se vive uma vez’ nesta sexta

Redação

Bloquinho do Rio estreia na Cidade das Artes

Redação

Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá tocam Legião Urbana no Km de Vantagens Hall

Redação

Chef de culinária saudável dá aulas de empreendedorismo em todo o Brasil

Redação

Rock in Rio 2019 terá Os Paralamas do Sucesso no Palco Mundo

Redação

BNegão é atração do Festival X-Tudo nos Teatros Firjan SESI Centro, Caxias e Jacarepaguá

Redação

Deixe um comentário