25.4 C
New York
junho 27, 2019
Livros

Ana Carolina Fernandes lança primeiro livro solo, “Prainha”, em 11 de maio, no Ateliê Oriente

Editora Origem traz mais quatro fotógrafos para assinar livros no evento
Ateliê Oriente desponta como um dos principais polos de fotografia da cidade
Com tiragem de 200 exemplares, “Prainha” será objeto de colecionador

O nome de Ana Carolina Fernandes é muito conhecido e festejado no meio da fotografia documental. Atrás das lentes desde os 19 anos, cobriu grandes acontecimentos, fatos políticos, histórias de vida, cidades, e, principalmente, lutas pelos direitos humanos e pela liberdade. Aos 55 anos, a carioca vem registrando fragmentos da Prainha há mais de uma década. O projeto, super pessoal, caiu nas graças do editor Valdemir Cunha, sócio de Lígia Fernandes na Editora Origem, criada também há dez anos para lançar exclusivamente livros de autor de fotografia.

“Acompanho o trabalho de fotojornalismo da Ana desde os anos 90. Em 2013 flertei com esse material da Prainha, mas não consegui editar. Uma noite sonhei com essas fotos e acordei disposto a lançar o livro. Falei com a minha sócia, escrevi pra Ana e aqui está mais um sonho concretizado”, rebobina Valdemir. O curioso é que ele já havia pago a gráfica para prensar um livro de própria autoria. “Ana aceitou até o formato 15×15 cm que eu havia fechado. Fizemos apenas 200 exemplares e a ideia é que vire um objeto de desejo mesmo, de colecionador”, conta ele. O livro tem 72 páginas e custa R$ 80.

Através da sequência de fotos, Ana Carolina Fernandes nos conduz numa viagem com magia e delicadeza. Das memórias de infância aos momentos de meditação, a Prainha é o seu lugar de paz. Desde a estrada, já bate a sensação de entrar no modo de ver da fotógrafa: as pedras tomam conta da paisagem e passam a impressão de corpos em movimento, suas formas encontram a areia e o mar, e cada um desses elementos se transforma na extensão do outro. Um surfista flutua na areia como se estivesse caminhando nas águas. A escolha pela alta luz em contraste com fortes escuros recorta a praia, o mar e os banhistas.

A também fotógrafa Kitty Paranaguá é uma entusiasta do trabalho de Ana Carolina. “Seja falando da Prainha, que é o seu lugar de conexão espiritual, ou usando a câmera como instrumento de luta, o olhar de Ana Carolina é sempre sutil, delicado e forte. Poesia pura!”, exulta Kitty, sócia de Paulo Marcos, Ana Dalloz e Thiago Barros no Ateliê Oriente, lugar escolhido para a noite de autógrafos.


“Ana Carolina Fernandes traz poesia nos olhos. Pode ser nas fotos de uma prainha, de uma praiona, de travestis da Lapa, do enterro de um executado pelo exército com 80 tiros, dos blocos de Carnaval ou das manifestações de rua. No seu trabalho sobre a praia mais preservada do Rio de Janeiro, Ana Carolina produz um conjunto de imagens que flutua como a bruma do mar. Poesia em preto e branco, construída com delicadeza, respeito e humanidade”, analisa Paulo Marcos, nome forte da cena fotográfica do Rio de Janeiro.

Preferida pelos surfistas, a Prainha fica encravada entre o Recreio dos Bandeirantes e Grumari, na Zona Oeste. Na juventude, Ana costumava frequentar esse paraíso natural com o irmão, o jornalista Rodolfo Fernandes, que nos deixou em 2011, aos 49 anos. Ana é filha do jornalista Hélio Fernandes, hoje com 98 anos, e sobrinha do jornalista, cartunista e dramaturgo Millôr Fernandes (1923-2012).

“Prainha” é o segundo livro da série que a Editora Origem iniciou com “Viagem ao Sul do Real”, de Rogério Assis. “O nosso foco é publicar trabalhos de fotógrafos renomados que não estão ligados diretamente à identidade desses profissionais. Como se fosse o lado B desses nomes”, diz Valdemir. Ele vai aproveitar o evento do dia 11 de maio, no Ateliê Oriente, para apresentar quatro novos autores aos moradores e visitantes da nossa cidade: Rita Barreto (“Kuikuro”), Jô Gonçalves (“Ucrânia”), Ana Taemi (“Sertão Jacó”) e Antonio Nepomuceno (“Abstrações Acidentais”) também estarão lá para autografar os seus belos livros.

Ana Carolina Fernandes lança “Prainha”
QUANDO: Sábado, 11 de maio, às 18h
ONDE: Ateliê Oriente – Rua do Russel, 300 / apartamento 401, na Glória
QUANTO: A entrada é gratuita e o livro custa R$ 80

Posts relacionados

Livro infantil “As Aventuras de Nikko – A Fuga” será lançado na Livraria Travessa, da Barra da Tijuca

Redação

A coragem de ser quem é

Redação

Livre-se dos preconceitos filosóficos

Redação

Elisa Lucinda lança seu segundo romance

Redação

Entrega do Prêmio Espantaxim revela novos talentos da Literatura Infantojuvenil

Redação

Lina Tâmega Peixoto: uma grande escritora da literatura brasileira

Redação

Deixe um comentário