Aline Calixto é golpeada de frente em “O Tiro”, primeiro single de seu quarto disco, “Serpente”

A cantora carioca radicada em Belo Horizonte Aline Calixto lança, no próximo dia 11 de agosto, seu quarto disco de carreira, Serpente, com direção musical de Domenico Lancelotti e distribuição pelo selo LAB 344. “Serpente é um disco 100% autoral e autobiográfico. O tema gira em torno dos relacionamentos que vivi e como encarei as decepções, desilusões, relações abusivas, machismo e amores unilaterais”, explica a cantora.

No próximo dia 14 de julho, será divulgado o primeiro single do disco, O Tiro. “Mesmo que o tiro tenha sido dado sem intenção / rasgou a carne e atingiu o coração”, diz trecho da letra. “Muitas vezes, a nossa percepção de relação é completamente diferente da outra parte envolvida, principalmente quando é uma paixão recente. Em O Tiro, fui golpeada pela frente, porque aoutra pessoa não havia mensurado o tamanho do meu envolvimento. Simplesmente me fez ver e ouvir coisas que eu não esperava. Nem sempre a melhor solução é matar de vez o sentimento. É preciso entender o porquê das atitudes, e entender não quer dizer esquecer. Cicatrizes existem pra nos lembrar que naquele lugar já houve dor”, analisaAline sobre a faixa.

Booking.com

O disco traz uma série de músicas, coisas muito íntimas, que Aline estava vivendo em tempos recentes. “Os arranjos em harpa e guitarra foram executados por Cristina Braga (harpa), Pedro Sá (guitarra), e eu fazia abateria eletrônica ao vivo. Em uma semana, gravamos o disco todo, é um disco sem overdub. É um disco bem cru, do momento”, conta o produtorDomenico Lancelotti.

Aline Calixto
Aline Calixto, carioca que se mudou para Minas Gerais ainda criança, lançou seu primeiro disco em 2009 (Warner Music) e, desde então, chama a atenção do público e da mídia especializada. Logo no álbum de estreia, intituladoAline Calixto, a artista ganhou o prêmio APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) na categoria ‘melhor disco do ano’, além de concorrer ao PMB (Prêmio da Música Brasileira) nas categorias ‘melhor cantora de samba’ e ‘melhor cantora voto popular’. Em 2011, é novamente indicada ao PMB na categoria ‘melhor cantora de samba’ com seu segundo álbum,Flor Morena (Warner Music), além de ganhar notoriedade nacional quando a música que batiza o disco entra na trilha sonora da novela das 21h (Fina Estampa/TV Globo).  Em 2014, estreou seu bloco de carnaval Bloco da Calixto, que, em 2016, arrastou cerca de 80 mil pessoas pelas ruas da capital mineira.

A sambista lançou em 2015 seu terceiro trabalho, Meu Ziriguidum(independente). O CD tem onze faixas com produção assinada por Paulão 7 Cordas e Thiago Delegado, e as participações especiais de Zeca Pagodinho, Arlindo Cruz e do rapper paulistano Emicida, que faz um dueto com Aline na releitura do clássico imortalizado por Clara Nunes, “Conto de Areia”.

Aline Calixto participou de vários projetos especiais, com destaque para: CD e DVD Sambabook Dona Ivone Lara, CD e DVD Samba Social Clube, CD “Martinho da Vila Canta Noel”. Já dividiu palco com artistas das mais variadas gerações e estilos, como Milton Nascimento, João Donato,Casuarina, Beth Carvalho, Diogo Nogueira, Ivete Sangalo, Gilberto Gil, Toninho Horta e Velha Guarda da Portela, entre outros.

Já realizou turnês internacionais para Austrália, França, Espanha, Portugal, Argentina e, recentemente, Itália, comemorando o centenário do samba a convite da Embaixada do Brasil em Roma. Desde fevereiro de 2016, Aline produz e apresenta o programa Papo de Samba, na rádioInconfidência 100,9 FM. Nele, ela explora todo o universo musical do gênero, dá dicas de leitura e também realiza entrevistas.

Para saber mais:

http://alinecalixto.com.br/
https://www.facebook.com/aline dosamba/
https://www.instagram.com/alin ecalixto/
https://twitter.com/aline_cali xto
https://www.youtube.com/user/a linecalixtoficial
spotify:artist:3CtqQGt0S8sDVhe i9MutSq

Booking.com