Alex Cohen emociona o público no Réveillon de Copacabana

O cantor Alex Cohen, considerado um verdadeiro showman, comemorou a virada do ano em grande estilo. Ele foi o responsável por abrir os shows do Réveillon 2017, organizado pela Riotur, na Praia de Copacabana, bairro onde nasceu e foi criado.

No palco montado em frente ao Copacabana Palace, Alex cumpriu a promessa e não deixou ninguém parado do início ao fim, além de ter emocionado o público com o seu repertório eclético. Ele interpretou uma música sua:
“Vai e vem”, além de sucessos de grandes artistas nacionais e internacionais, como “Vamos fugir” (Gilberto Gil), “Vou deixar” (Skank), “Um certo alguém” (Lulu Santos), “Não quero dinheiro” e “Descobridor dos sete mares” (Tim Maia), “Meu erro” (Paralamas do Sucesso) “Você não soube me amar” (Blitz), “Olhar 43″ (RPM),”Ana Júlia” (Los Hermanos), entre outras. Ele também surpreendeu quando tocou no piano os clássicos “Imagine” (Beatles) e “Love of my life” (Queen).

“Foi indescritível! Realizei um grande sonho de tocar no quintal de casa, no maior réveillon do mundo, onde estive por muitos anos, como espectador. Eu pude sentir o outro lado vendo a emoção do público e me emocionei junto com eles. Só tenho que agradecer a Deus por esse momento e aos que estiveram na praia e curtiram o meu show. Desejo a todos um Feliz 2017 com muita saúde e trabalho e espero ver de novo o Brasil nos trilhos da esperança”, comenta Alex Cohen, que além de ter brilhado nos vocais, tocou violão e guitarra e estava acompanhado da sua banda: Danny Sax (sax, flauta e vocal), Mauricio Barbosa (baixo e vocal), Felipe Ramos (bateria e vocal) e Eduardo Ferreira (teclado).

Depois de Alex Cohen, também se apresentam na Praia de Copacabana, o cantor Leo Jaime, o DJ MAM, as escolas de samba Unidos da Tijuca e Mangueira, além do projeto “Grande Encontro”, que reúne Elba Ramalho, Alceu Valença e Geraldo Azevedo,

Com 20 anos de carreira, o carioca iniciou a carreira cantando em bares no Rio de Janeiro e hoje se apresenta pelo mundo. Já foram mais de quatro mil apresentações musicais, além de mil shows corporativos e quinhentos casame

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.