Adaptação inédita de Shakespeare sobre o amor chega aos palcos com cara pop

Espetáculo que reúne diversos textos do autor Inglês Willian Shakespeare e traça o ciclo do amor pelo olhar do Bardo estreia em São Paulo

Foto: Naira Messa

“O Mundo é um palco e todos os homens e mulheres não passam de atores.” 
Com esta celebre frase tem início a comédia ASSIM DIRIA SHAKESPEARE, adaptação de Edna Ligieri e Marllos Silva que chega ao Teatro Viga, em São Paulo, à partir de 07 de agosto para uma curta temporada.
 
“Quando o amor fala todos os deuses ficam mudos para ouvir a harmonia da sua voz.”
A partir da reunião de diversos textos de Shakespeare os autores conceberam um espetáculo inédito, que ganha vida pelas mãos do ator Flavio Baiocchi, intérprete do personagem Guilherme (tradução do nome Willian), e que tem como premissa mostrar o AMOR e as suas fases, pelos olhos do dramaturgo inglês. São utilizados trechos de quase todas as obras do BARDO: Romeu e Julieta, Hamlet, Macbeth, Otelo, Dois Cavaleiros de Verona, Titus Andronicus, sonetos, entre outras obras.
 
“Quem nunca sofreu por amor não entende a dor de quem sofre.” 
A encenação do espetáculo, que está a cargo de Marllos Silva, “busca ser jovem e pop, tendo como objetivo mostrar que as palavras de Shakespeare ecoam até os dias de hoje e são a mais profunda representação do amor humano”, explica ele, que após um período afastado da direção de espetáculos de teatro não musical, está volta ao gênero.
  
“O Verdadeiro nome do amor é cativeiro.” 
Edna Ligieri traduziu os textos a partir dos originais de Shakespeare, buscando aproxima-los dos dias de hoje, assim como a trilha sonora que é recheada de referências do mundo moderno, contando inclusive com uma composição original de Bukassa Kabengele e Omar Baiocchi, feita especialmente para o espetáculo. 
 
FICHA TÉCNICA
Tradução: Edna Ligieri
Adaptação: Edna Ligieri e Marllos Silva
Direção: Marllos Silva
Elenco: Flavio Baiocchi 
Cenário e Figurino: MDC Costume ´N Designer 
Desenho de Luz: Thais Conti e Marllos Silva
Composição original: Bukassa Kabengelê e Omar Baiocchi
Fotos e Videos: Náira Messa  
Assessoria de Imprensa: Grazy Pisacane
Assessoria Jurídica: OLN Advogados
 
ATOR
FLAVIO BAIOCCHI – Formado em 1997 pela CAL- Casa das Artes Laranjeiras, no Rio, participou naquela cidade de Um bolo de Casamentos (Dir: Demétrio Nicolau), Hobin Hood (Dir: Gaspar Filho), Party Time (Dir: Terry O’Reilly), e Galileu Galilei ( Dir: André de la Cruz). Radicado em São Paulo desde 2001, foi dirigido por Edna Ligiere em As Fidalgas, Antônio Rocco em Os Esquemas, Mara Carvalho em De corpo Presente, João Fonseca em Advocacia segundo os Irmãos Marx, Denise Weinberg em O Pelicano, Zé Henrique de Paula em  Novelo, e Marcos Caruso em Agora. Como cantor  foi membro da companhia de atores cantores Cantando na Chuva desde sua formação até o ano de 2016, e tem no currículo diversas participações em seriados como A Grande Família, Malhação, Sob nova Direção, Os Caras de Pau, Totalmente Demais, Amor à vida, Faça sua  História, O Negócio, entre outros.

www.imdb.me/flaviobaiocchi www.vimeo.com/flaviobaiocchi
 
DIRETOR E ADAPTADOR
MARLLOS SILVA – Ator, Cantor, Produtor, Diretor e Dramaturgo. Vem dedicando os últimos 15 anos a pesquisa, criação de teatro musical no país. Atuou nos musicais José e seu Manto Techcnicolor (Dir. Iacov Hillel), Arena Cabaret (Dir. José Renato Pécora), Carlos Gomes Sangue Selvagem (Dir. José Renato Pécora), Drink (Dir. Edna Ligieri) e Ponto de Bala (Dir. Daniel Salve), atuou nos espetáculos As Fidalgas, Modernidades, Versos Ilegais, todos sob Direção de Edna Ligieri. Trabalhou ao lado de José Renato Pécora durante seis anos. Dirigiu e escreveu os musicais Nos Embalos da Jovem Guarda, Musical nos Arcos, Amor e Old B´way. Responsável pela idealização e concepção pedagógica do 1º curso de formação de atores para teatro musical do país na 4 Act Performing Arts. Ao lado de Edna Ligieri traduziu o livro Interpretar Canções, 1º livro sobre interpretação para musical em português. É o idealizador do Prêmio Bibi Ferreira.
 
TRADUTORA E ADAPTADORA
EDNA LIGIERI – É diretora, autora, tradutora e produtora.  Formada em Arte Dramática pelo Morley College – Londres – Inglaterra. Autora do monólogo A Última Chamada, espetáculo que integrou o Festival de Curitiba em 2012. Dirigiu os sucessos de público Dois Perdidos Numa Noite Suja e As Fidalgas, livre adaptação de Os Dois Cavaleiros de Verona de Shakespeare. Nos EUA dirigiu os espetáculos Butterfinger´s Angels e Beyond Therapy. Autora e diretora dos espetáculos Modernidades, Drink I e II. Adaptadora do espetáculo Shakespeare e os Versos Ilegais. Diretora e Fundadora da CIA RSC, que celebrou no CCSP 10 anos de atividades com a mostra do seu repertório. Ao lado de Marllos Silva traduziu o livro Interpretar Canções, de David Brunetti. O primeiro livro sobre interpretação para musical em português.
 
APOIO
Estúdio Broadway Moema
Restaurante Planetas
Cantina Luna Di Capri
 
SERVIÇO
Assim diria Shakespeare… 
Texto: Willian Shakespeare
Adaptação: Edna Ligieri e Marllos Silva
Direção: Marllos Silva
Com: Flávio Baiocchi
Gênero: Comédia
Sinopse: O ciclo do amor pelos olhos de Shakespeare. De forma divertida e direta, Guilherme mostra o passo a passo do amor. Quem nunca? Se apaixonou, traiu mesmo amando, foi rejeitado. Apesar dos percalços sabemos que amar é vida.
Endereço: VIGA Espaço Cênico – Rua Capote Valente, 1323
Estreia: 07/08
Temporada: Todas as segundas feiras de 07/08 a 25/09
Horário: 21 hs
Duração: 50 minutos
Valor: R$ 40,00
Produção e Realização: Marcenaria de Cultura

REDES SOCIAIS
Facebook – www.facebook.com/marcenariadecultura 
Instagram – www.instagram.com/marcenariadecultura