16.8 C
New York
maio 23, 2019
Cinema

A narrativa cinematográfica em imagens – O que está por trás de cada cena?

Curso com o jornalista, crítico de cinema e cineasta Mario Abbade no Estação Net Botafogo

Quer entender um pouco mais sobre como grandes mestres constroem grandes filmes? O curso “A narrativa cinematográfica em imagens – O que está por trás de cada cena” pretende mostrar a importância da imagem desde clássicos do cinema até filmes mais herméticos, até porque alguns cineastas escolhem não desenvolver a trama por meio de diálogos, e sim por imagens e mise-en-scéne (expressão francesa que está relacionada com encenação ou o posicionamento de uma cena), deixando espectador menos atento em dúvida sobre o que está acontecendo na narrativa. São quatro encontros de 3h cada, às terças-feiras, sempre às 19h, no Estação Net Botafogo. O curso é do dia 15 de janeiro a 5 de fevereiro. O investimento é de R$360. Inscrições e informações pelo e-mail cursos@ebcine.com.br.

A análise da narrativa cinematográfica por meio de imagens é o objetivo deste curso, que mostrará o poder imagético ultrapassando a teoria ao estudar trechos de filmes e as diferentes escolhas de seus respectivos realizadores, tornando-se uma ferramenta importante para estudantes, profissionais da área de cinema e cinéfilos. O debate entre professor e alunos será constante, pois possibilitará a melhor compreensão do tema, sobretudo, do que está por trás de cada quadro. Afinal, se a imagem não exercesse um papel fundamental, o cinema não existiria, e a história seria contada por outro meio de comunicação, como o rádio, com suas radionovelas verborrágicas, bastante populares antes do cinema e da televisão. O cinema é, sobretudo, a arte da imagem.

Segundo Abbade, um filme não é contado simplesmente por história e diálogos. “A imagem é o meio de comunicação mais importante no cinema. Basta pensar que dependendo de onde o diretor coloca a sua câmera e a forma que escolhe de como capturar uma cena vai ter um significado vital na trama. Um exemplo comum é a conversa entre dois personagens. De acordo com a posição da câmera, consegue se perceber qual a relação entre os dois personagens. Se bastasse só apontar a câmera para a conversa, seria como duas fotografias estivessem conversando”, diz o diretor.

 “É como muitos filmes que você vê hoje. Eles são o que eu chamo de fotografias de pessoas falando. E não tem qualquer relação com a arte do cinema”, disse, certa vez, Alfred Hitchcock. Acreditando, além da importância do roteiro, no impacto da imagem sobre a audiência, o cineasta britânico sempre criticou a falta de vida e energia de um cinema mais burocrático e até entediante. Para o diretor de clássicos como “Os pássaros”, “Psicose”, “Um corpo que cai” e “Janela indiscreta”, mesmo em cenas com diálogos, são as imagens as responsáveis por transmitir ao espectador as ideias, motivações e emoções dos personagens, corroborando o texto ao exercerem a função de “subtexto”.

Serviço:

Onde: Estação Net Botafogo (Voluntários da Pátria 88 – Botafogo)

Valor: 360 reais

Mais informações: cursos@ebcine.com.br

De 15 de janeiro a 5 de fevereiro |Sempre às terças, às 19h | 4 encontros de 3 horas cada

Posts relacionados

Detetives do Prédio Azul 2 – O Mistério Italiano | Sequência alcança 1 milhão de espectadores

Alyson Fonseca

‘Cine Holliúdy 2 – A Chibata Sideral’ estreia no Sudeste e em cidades do Norte do país

Redação

Viralata lança documentário ‘Blitz’

Redação

Caixa Cultural Rio apresenta mostra inédita de filmes da América Central

Redação

BTS | UCI Cinemas anuncia novas sessões do filme da banda

Alyson Fonseca

‘Bio – Construindo uma Vida’, de Carlos Gerbase, terá pré-estreia seguida de debate em São Paulo

Redação

1 comentário

UCI Cinemas | Rede mantém a liderança de público no Brasil - Sopa Cultural janeiro 7, 2019 at 19:53

[…] três complexos e tem quatro dos cinco cinemas de maior público do ano.   Confira >>> A narrativa cinematográfica em imagens – O que está por trás de cada cena?   Ultrapassando 1,1 milhão de ingressos vendidos, o UCI Kinoplex Norte Shopping, também no Rio, […]

Resposta

Deixe um comentário