16.9 C
New York
junho 24, 2019
Teatro & Dança

A Carruagem de Berenice segue temporada no Teatro Alfredo Mesquita

Sucesso de público e crítica, a peça – que tem música original de Zeca Baleiro e foi bem avaliada pela Veja SP e Folha de S. Paulo – fica em cartaz até 21 de abril na zona Norte de São Paulo

O diálogo entre o adulto e a criança é o tema do infantil A Carruagem de Berenicecom dramaturgia de Camila Appel, músicas originais de Zeca Baleiro e elenco composto pelas atrizesTalitha Pereira, (Moça da Carruagem) e Thay Bergamin (Berenice). A peça segue temporada no sábado e domingo, às 16h, no Teatro Alfredo Mesquita, ficando em cartaz até 21 de abril, na zona Norte da cidade. No palco, levanta questões comuns ao universo infantil – Berenice tem apenas oito anos, mas já lida com situações difíceis.

Ela escuta os pais brigando, sofre bullying na escola por querer fugir de estereótipos, vê seu grande amigo mudar de cidade e questiona conceitos de vida e a morte ao saber que seu animal de estimação morreu. O espetáculo aborda questões que normalmente trariam constrangimento com naturalidade e diversão. Essa mensagem é o mote da peça, idealizada para mostrar que também há leveza nos desafios e que sofrer é um sentimento tão natural quanto se alegrar.

A trama conta a história da menina Berenice e a Moça da Carruagem. Berenice enfrenta suas primeiras situações difíceis e tem a ajuda da Moça da Carruagem, uma figura misteriosa que se espanta com a espontaneidade da criança. Juntas, partem em uma aventura que levanta noções de geografia, espaço, tempo e liberdade de expressão.

As músicas de Zeca Baleiro traduzem esse lema com maestria. A criança, na sua essência, recebe a visita de uma mulher em uma carruagem. Não existem opostos, mas sim momentos da vida. O espetáculo mostra que o tempo pode ser um caminho para compreender que a beleza da vida é viver.

Sinopse
A trama conta a história da menina Berenice e a Moça da Carruagem. Berenice enfrenta suas primeiras situações difíceis e tem a ajuda da Moça da Carruagem, uma figura misteriosa que se espanta com a espontaneidade da criança. Juntas, partem em uma aventura que levanta noções de geografia, espaço, tempo e liberdade de expressão.

Ficha Técnica

Dramaturgia: Camila Appel. Direção Artística:  Hudson Senna e Márcio Macena. Elenco: Talitha Pereira e Thay Bergamim. Cenário: Hudson Senna e Márcio Macena. Iluminação: Rodrigo Salsicha. Figurino: Márcio Macena. Preparação Vocal: Marco França. Trilha Sonora Original e Direção Musical: Zeca Baleiro. Músicos: Zeca Baleiro – violão, guitarra, teclados e percussão. Pedro Cunha – teclados, acordeon, guitarra, baixo, programações e gaita. Leonardo Nakabayashi – samplers e edições. Preparação Vocal e Assistente de Direção Musical:Marco França. Trilha gravada e mixada por Leonardo Nakabayashi nos estúdios Banzai e Outra Margem. Assistente de Direção: Guto Garrote. Coreografia: Glaucia Fonseca.Cenotécnica: Camila Olivetti. Diretor de Palco: Kuka Batista. Fotografia: Hudson Senna. Comunicação Visual: Aline Flores. Projeções: André Hã. Produtora Executiva: Sylvia Ranieri.Técnica de Luz: Kuka Batista. Técnica de Som: Carol Andrade. Contrarregra e Estagiária: Dariane Araujo. Diretor de Produção: Antonio Ranieri. Coordenador do Projeto: Ricardo Monastero. Co-Produção: Dendileão Produções Artística. Produção: Jaburá Produções Artísticas.

Serviço

Espetáculo infantil A Carruagem de Berenice –. Teatro Alfredo Mesquita – Avenida Santos Dumont, 1770 – Santana. CEP 02012-010. Telefone: (11) 2221-3657. Capacidade: 198 lugares.TemporadaSábados e domingos, às 16h. Até 21 de abrilDuração: 50 minutos. Classificação: Livre. Recomendado para crianças a partir de 6 anos. Ingressos populares: R$ 16,00 (inteira para adultos) e R$ 8,00 (meia para crianças, estudantes e maiores de 60 anos).

Posts relacionados

“Tirico e as histórias de morros e fossos” traz a temática do trabalho infantil em espetáculo leve para as crianças

Redação

Com apenas 8 anos, Carol Ratton se reveza em cartaz com duas peças e se destaca como atriz: ‘Adoraria contracenar com a Larissa Manoela’

Redação

Theatro Municipal recebe noite de gala do Cinco em Dezembro

Redação

“Essa coisinha estúpida chamada amor” estréia no Teatro Henriqueta Brieba

Redação

“Gonzaguinha: O Eterno Aprendiz” será apresentado no Projeto 15 Pras 7 no Teatro João Caetano

Redação

Bailes de Carnaval do Samba Itu Hotel & Convention prometem muita diversão para os adultos e para os pequenos em Itu

Redação

Deixe um comentário