27.7 C
Rio de Janeiro
dezembro 16, 2018
Exposição

“A Arte nos Bastidores” com foco na temporada do musical “Elza” no Teatro Riachuelo

Entre a ideia e os aplausos, um verdadeiro time de artistas, técnicos e profissionais se esforça para criar a magia que encanta e inspira plateias todas as semanas no Teatro Riachuelo Rio, o principal palco das montagens musicais apresentadas na cidade. Prestes a completar dois anos, a casa se estabeleceu como um verdadeiro celeiro criativo deste segmento no país, já considerado o terceiro maior produtor de musicais do mundo, e estreou espetáculos, como “Romeu & Julieta”, “Ayrton Senna, o musical”, “Suassuna – O Auto do Reino do Sol”, “Auê” e “VAMP, o musical”.

Com curadoria da Aventura Teatros, foi lançado o “A Arte nos Bastidores”, uma iniciativa de artes visuais voltada a apresentar os caminhos, intimidades e detalhes da criação teatral ao público.A primeira mostra gratuita da série foi sobre o musical “Romeu & Julieta”, e nesta segunda edição, está sendo inaugurada a mostra com foco no musical “Elza”.

“Quem for ao Teatro Riachuelo Rio para assistir o musical Elza, também poderá ver uma breve exposição, onde estão destacados 12 fatos marcantes na trajetória de Elza Soares. Fatos esses que estão presentes na dramaturgia do texto do espetáculo. O projeto contém também fotos marcantes e históricas da vida dela, cedidas pelo Arquivo Nacional”, diz Vinícius Calderoni, autor do espetáculo.

A mostra apresenta uma breve biografia, com os principais destaques da carreira da cantora Elza Soares, cujo musical vem sendo aclamado pela crítica especializada, e segue em cartaz nesse mesmo teatro, com produção da Sarau Agência, de quinta a domingo. Já a exposição, pode ser visitada de terça a sábado de meio dia às 20h e domingos e feriados de meio-dia às 19h.

A trajetória de Elza Soares é sinônimo de resistência e reinvenção. Quem visitar a exposição  poderá descobrir curiosidades da carreira da cantora, como onde ela nasceu: Vila Vintém, nos anos 30, filha de Avelino e Rosária, e viveu uma infância pobre, mudando-se posteriormente para o bairro de Água Santa, onde o pai passou a trabalhar numa pedreira e a mãe como lavadeira.

Aos 14 anos, já casada e mãe de dois filhos, Elza tentou a sorte no programa de calouros de Ary Barroso, na Rádio Tupi, onde impressionou a todos cantando “Lama” e disse sua frase emblemática ao ser perguntada de onde vinha: “Vim do Planeta Fome”. O Teatro Riachuelo convida a todos para uma viagem pelas múltiplas facetas de Elza Soares, seja visitando a exposição ou assistindo ao musical “Elza”, que retrata a biografia de uma das maiores cantoras do mundo.

Serviço:

A arte nos bastidores- Exposição Elza Soares
Teatro Riachuelo Rio – Rua do Passeio, 40
Aberta para o público
Horário de visitação:
Terça a sábado: 12h às 20h
Domingos e feriados: 12h às 19h
Entrada gratuita
Até 30 de Setembro

Posts relacionados

Mostra “Cartografias da Africanidade Fluminense”, chega à Casa França-Brasil

Redação

Kinoplex inaugura exposição de “Animais Fantásticos” na Tijuca

Redação

Galeria paulistana recebe obras de Andrey Rossi e Thiago Toes

Redação

Deixe um comentário