5º GIRE [Grupos Independentes em Rede] discute o corpo no contexto urbano

Entre 27 a 30 de junho, acontece a 5ª edição do GIRE – Grupos Independentes em Rede -, que propõe o intercâmbio de ideias entre artistas e grupos interessados em poéticas urbanas e o corpo no contexto da cidade, atuantes dentro e fora de São Paulo.

Concebido pela artista visual Lilian Amaral e o …AVOA!, núcleo artístico dirigido pela bailarina Luciana Bortoletto, o GIRE irá circular por diferentes regiões da cidade  em quatro encontros: começa no Centro de Referência da Dança, na terça (27/6), com o  workshop “O Sentido Háptico – a experiência corporal que desvela do sentido das coisas”, ministrado pelo professor de yoga e pesquisador do corpo como instrumento de expressão da consciência, Guilherme Nascimento, e segue com outros três, norteados  pelo tema central “Geopoética dos Sentidos”, com Lilian Amaral, mediados por Cynthia Domenico, artista multimidia e coach holosistêmica – o primeiro, “O Que Trago?”, no dia 28 (quarta), tem início no Museu de Saúde Pública Emílio Ribas e termina no Teatro de Contêiner Mungunzá; o segundo, O Que Troco?”, na quinta, 29, na Associação Cultural Vila Maria Zélia; e o terceiro, na sexta, “O que transformo?”, na Sede do Centro de Pesquisa da Máscara.

Como colaboradores desta 5ª edição, participam o Projeto Co, de São Bernardo do Campo, o Coletivo Ruínas, de Santo André, e os grupos de São Paulo, Lagartixa na Janela, Cia. Damas em Trânsito e os Bucaneiros, Projeto Danças Virtuais, o Centro de Pesquisa da Máscara e o MUD –.Museu da Dança.

A ação faz parte do projeto “Vir-a-Ser”, para manutenção de pesquisa do…AVOA! Núcleo Artístico, contemplado no 20º Edital do Programa Municipal de Fomento à Dança para Cidade de São Paulo

Serviço: GIRE – Grupos Independentes em Rede

27 a 30/6 (terça a sexta, das 14h às 18h)

Programação:

27/6 – Abertura

Workshop “O Sentido Háptico – A experiência corporal que desvela do sentido das coisas” com Guilherme Nascimento*.

A teoria da Função Tônica de Hubert Godard serve como pano de fundo para penetrar o sentido Háptico. Gravidade, direções, espaço, relação, expressão dando o contingente para vivenciar o corpo que conhece pelo próprio movimento frente ao objeto. Uma experiência de Rolf Movimento em direção à dança que ocupa os espaços públicos da cidade.

CRDSP – Centro de Referência da Dança de São Paulo

Baixos do Viaduto do Chá, s/n – Centro, ao lado do Theatro Municipal 

28 /6

“Geopoética dos Sentidos”, com Lilian Amaral*

Proposta geopoética de percepção, intervenção e reflexão sobre as práticas artísticas nos espaços públicos urbanos contemporâneos. Aproxima corpo e cidade por meio de deslocamentos que a ativam como um corpo feito de pele, músculo e osso: um sistema vivo.  A pele se converte em arquitetura, o músculo em fluxos, relações e gestos; o osso em memória que se revela no presente, nos espaços e tempos compartilhados na rua.

1º Encontro: “O Que Trago?”

14h – Museu De Saúde Pública Emílio Ribas

Rua Ten. Pena, 100 – Bom Retiro, São Paulo.

[trajeto até]

17h – Teatro De Contêiner Mungunzá

Rua dos Gusmões, 43 – Santa Ifigênia, São Paulo.

 

29 DE JUNHO

2º Encontro: “O que troco?”

Associação Cultural Vila Maria Zélia

Rua Mário Costa, 13 – Catumbi, São Paulo.

 

30 DE JUNHO

3º Encontro: “O que transformo?”

Centro de Pesquisa da Máscara

Rua Bamboré, 518 – Ipiranga, São Paulo.

Um pouco dos participantes:

Guilherme Nascimento [ministrante] Professor de Yoga e Rolfista do Movimento, pesquisa o corpo como um instrumento de expressão da consciência. Nos últimos anos desenvolveu um método de Yoga terapêutico, que aplica em sua clínica em SP. Praticante de Aikido e Tai-chi, estuda Vedānta com a profa. Gloria Arieira.

Lilian Amaral  [ministrante] Artista visual, curadora e pesquisadora no campo da arte e esfera pública contemporânea, é Doutora em Artes Visuais pela ECA/USP e Universidade Complutense de Madrid. Pós-Doutora em Arte, Ciência e Tecnologia pelo Ia/UNESP e em Arte e Cultura Visual pelo PPG,  pela UFG e Universidade de Barcelona, é professora do Pós-Graduação em Arte e Terapias Expressivas PPG IA/UNESP.  Pesquisadora do MediaLab BR, dirige, em contexto ibero-americano, a Rede Internacional de Educação Patrimonial –www.oepe.es

Cynthia Domenico [mediadora] Artista multimidia e coach holosistêmica ISOR®, pelo Instituto Holos e Análise Comportamental pela metodologia finlandesa Extended DISC, desenvolve projetos em dança e novas tecnologias desde 2006. Estudou Antroposofia no Freies Jugendseminar, em Stuttgart, e Filosofia na Universidade de São Paulo. Como coach ISOR® desenvolveu o Ativação Criativa, em parceria com Heloisa Sobral, por meio do qual vem auxiliando artistas a desenvolverem competências de empreendedorismo criativo.

…AVOA! Núcleo Artístico [ Cia. de Dança ] O …AVOA! Núcleo Artístico completou, em 2016, dez anos de atuação continuada, com criações coreográficas para espaços públicos de grande circulação e ambientes intimistas, articulando dança contemporânea, performance, fotografia, poesia haicai e música. Investiga a dança que emerge das experiências do corpo e do olhar na rua. Saiba mais em: https://corpodancacidade.wordpress.com/

Ficha Técnica

Concepção e realização : …AVOA! Núcleo Artístico e Lilian Amaral

Mediação dos encontros: Cynthia Domenico

Ministrantes: Guilherme Nascimento e Lilian Amaral

Elaboração de roteiro e publicação websérie: Talita Bretas / Museu da Dança – MUD

Registro e edição de audiovisual para websérie: Marcos Yoshi

Produção: Bufa Produções / Aline Grisa

Assistência de Produção: Felipe de Galisteo

 

Colaboradores e Participantes da 5ª edição:

…AVOA! Núcleo Artístico

Luciana Bortoletto (Direção), Edi Cardoso, Izabel Uliana Martinelli, Mônica Caldeira, Rodrigo Rodrigues

Projeto Co – São Bernardo do Campo/SP

Paula Petreca (Direção), Camila Bosso, Letícia Paschoaleti, Ricardo Mesquita, Rodrigo Rodrigues

Coletivo Ruínas – Santo André/SP

Caio Zanuto, Fernanda Toscano, Jovem Palerosi, Michele Carolina, Rafael Frazão

Lagartixa na Janela – São Paulo/SP

Uxa Xavier (Direção), Aline Bonamin, Barbara Schill, Suzana Bayona, Tatiana Cotrim, Thais Ushirobira,

Cia. Damas em Trânsito e os Bucaneiros – São Paulo/SP

​Alex Ratton (Direção), Ciro Godoy, Clara Gouvêa, Laila Padovan, Larissa Salgado​

Projeto Danças Virtuais – São Paulo/SP

Camila Bronizeski, Yasmin Ribeiro, Renato Jacques

Centro de Pesquisa da Máscara – São Paulo/SP

Aline Grisa, Allan Benatti, Celina Oliveira, Felipe de Galisteo, Fernando Martins, Marcos Nascimento

Museu da Dança – MUD

Primeiro museu da dança na América Latina e único museu virtual da dança no mundo, dedica-se à preservação da memória da dança brasileira por meio do compartilhamento virtual de acervos históricos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.