31.5 C
Rio de Janeiro
novembro 15, 2018
Teatro & Dança

14º Campeonato Carioca de Improvisação

XIV Campeonato Carioca de Improvisação – realização: Cia. de Teatro Contemporâneo Curadoria: Dinho Valladares Produtora: Aline Bourseau. Nesta edição que representa a 14ª edição, participam 16 grupos totalizando 80 improvisadores, entre os times participantes estão: Imprudentes, Cachorrada, Armacena, Ilimitada, Os Passaralinhos, Catapultas, Improvisatores, Improssíveis, Os Fofinhos, Arriscado, Improtempo, Bellachiao, Gambiarra, Ultraimpro, Los clones, Orange is the New Impro. Duração (80 min). Um dos mais engraçados festivais de improvisação do Brasil é diversão e criatividade sem texto pré definido, onde  os comediantes/improvisadores desenvolve a cena criada na hora com o estímulo da plateia. No intervalo entre uma sessão de sábado e outro haverá performances e apresentações. Sede da Cia de Teatro Contemporâneo – Teatro I. Sábado as 18hs e 21hs e Domingos (11, 18 e 25 novembro) as 19hs. R$ 50 inteira, (passaporte para as duas sessões de sábado R$ 60). Livre.  20 de outubro a 25 de novembro

Apresentação do projeto:
O Campeonato Carioca de Improvisação idealizado pela Cia de Teatro Contemporâneo é realizado anualmente a 14 (quatorze) anos sempre no segundo semestre do ano. O Campeonato ao longo desses anos vem promovendo um intercâmbio entre grupos e linguagens de teatro de improviso. Em 2013 fomos convidados a levar uma mostra desse evento para a Argentina, passando pelas cidades de Buenos Aires, Córdoba e Mendoza e em 2014 fomos a Chicago/EUA para o maior Festival de Improvisação do Mundo, o Chicago Improv Festival, promovido pelo Second City, o maior grupo de improviso do mundo e de onde saíram alguns dos  maiores comediantes americanos. Já participaram do Campeonato jogadores como Marcio Ballas do Grupo Jogando no Quintal/SP que apresentou o programa TUDO É IMPROVISO na TV Bandeirantes, assim como a atriz e improvisadora Talita Werneckm reconhecida como uma das maiores atrizes do Brasil. Também já passaram estrelas internacionais tais como: Liga Professionale de Improvisacion de Buenos Aires-AR, Los Pelafustanes de Cordoba-AR, Liga Mendocina de Improvisacion de Mendoza-AR, Ketó de Lima-Peru, Los Pleimovil de Santiago-Chile, Si Solucion Impro-Colômbia, além de jogadores do Uruguai, México e Equador. Também recebemos especialistas para oficinas aqui na Sede tais como: Amy Roeder de Chicago/USA, Shawn Kinley de Calgary/Canada, Jorge Rueda de Madrid/Espanha, Bobbi Block Filadélfia/USA.    O Campeonato é um espetáculo de teatro esportivo ligado a comédia, usando como princípio a improvisação, onde times compostos por aproximadamente 4(quatro) jogadores/improvisadores disputam as melhores cenas criadas na hora com títulos e informações sorteadas da plateia. Com uma estrutura de jogo e uma estética que esse ano terá como tema “realismo fantástico”, improvisadores fazem histórias nunca contadas e cenas inesquecíveis para você se divertir, cena que jamais se repitirão, pois são criadas naquele momento e lá ficarão. E claro! Os pontos que são decisivos para a classificação do times para a final. Os primeiros classificados no Campeonato Carioca de Improvisação, garantem vaga para o Campeonato Internacional de Improvisação quando receberemos esse ano o jogadores do Chile, no ultimo final de semana, dias 24 e 25 de novembro.

Existem várias técnicas e estilos de improvisação, com regras específicas e treinamento regular como o teatro esporte (criando nos anos 60 por Keith Johnstone no Canadá) e o Match de improvisação (criado em finais de 70 por Robert Gravel e Yvon Leduc na Espanha). Muitos grupos e companhias de teatro se formaram para se dedicar exclusivamente à improvisação, seja como fonte de aprendizado, como exercício, ou mesmo como espetáculo teatral, em que o público tem a participação ativa e direta no que acontece no palco.

Revelando-se uma tendência mundial dentro da cena teatral, o Improviso é uma linguagem cada vez mais organizada em ligas e federações profissionais e amadoras de improvisação. O projeto idealizado e produzido pela Cia de Teatro Contemporâneo, começou experimentando regras de teatro esporte, até chegar na sua terceira edição e ter o Campeonato completamente sob as regras do Match, porem a partir da quarta edição o projeto começou a desenvolver uma linguagem própria chegando a um modelo mais aperfeiçoado nesta décima quarta edição.

A Cia de Teatro Contemporâneo que já trabalha 14 anos com a técnica de improvisação, começou a desenvolver relações com outras companhias e grupos de vários países ligados a tal, como a Liga profissional de improvisación Argentina, com a qual temos uma forte amizade e troca de influências.

Primeiramente com o objetivo desenvolver esse intercâmbio cultural entre companhias e grupos de teatro. Tem como outros objetivos, mostrar ao grande público que ele (o público) é fundamental, necessário e cheio de potencial para o teatro. Além de provocar as idéias, propor o “desconhecido” na arte, o risco, além de uma interação com o público.

Ficha Técnica:
Curadoria: Dinho Valladares
Produtora: Aline Bourseau
realização: Cia de Teatro Contemporâneo
Grupos participantes:

Armacena, Arriscado, Bellachiao , Cachorrada, Catapultas, Os Fofinhos,  Gambiarra, Ilimitada, Imprudentes, Improvisatores, Improssíveis, Improtempo, Los clones, Orange is the New Impro, Os Passaralinhos, Ultraimpro,

Local: Sede da Cia de Teatro Contemporâneo – TEATRO I
Rua Conde de Irajá, número 253, Botafogo – próximo à Cobal do humaitá
Tels: 2537-5204 – 31725201
Classificação etária: livre
Duração: 80 minutos;

Index Business 1


teatro.secretaria@gmail.com

Ingresso: R$ 50,00 (estudante paga meia entrada)
Capacidade:80 lugares / Ar Condicionado / Lanchonete.
Pagamento em dinheiro ou cheque

Estacionamento pago próximo ao teatro na esquina da R. Voluntários da Pátria esquina com a R. Conde de Irajá ou na Cobal ( um quarteirão de distância )

Site: www.ciadeteatrocontemporaneo.com.br

Posts relacionados

Comédia ‘Eu sou eles’ estreia nova edição no Teatro Miguel Falabella

Redação

“Terra Oca”, espetáculo do Circo Marcos Frota, e “Era uma vez um Tirano”, da Cia Cerne, abrem o Festival EncontrArte,   evento das artes cênicas na Baixada Fluminense

Redação

Uma história que não deve ser esquecida

Redação

Deixe um comentário