Violência doméstica: filme e debate na SBPRJ

O projeto Psicanálise & Cinema promove, no dia 20 de maio, pré-estreia de Vidas Partidas, seguida de debate. O filme dirigido por Marcos Schechtman trata da violência conjugal contra a mulher e teve consultoria da psicanalista Annette Blum, terapeuta de família e casal além de perita em processos de Varas de Família.  Além dos dois, participam do debate a produtora e atriz do filme Naura Schneider e o psicanalista Luiz Fernando Gallego, coordenador do projeto. A sessão será às 19h, na  Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ), no Humaitá, RJ.

Segundo Marcos Schechtman, Vidas Partidas também poderia se chamar Quando o amor enlouquece. “O filme é sobre uma relação simbiótica perversa de um casal, que envereda pela violência doméstica. Foi gestado com muita discussão sobre as camadas psicológicas subjacentes na trama, o que é um prato cheio para um debate “psi” sobre as personagens e a trama de um modo geral”, diz.

Naura Schneider e Domingos Montagner dão vida ao casal Graça e Raul, no filme de 90 minutos que se passa no Brasil na década de 1980. Pais de duas meninas, o casal tem uma relação ardente, onde há uma simbiose existencial provocada por alta passionalidade. Tudo vai bem, até que Graça avança em sua carreira, ficando Raul desempregado. As cenas de ciúmes tornam-se frequentes e começam as agressões físicas e psicológicas, resultando num crime de violência doméstica O filme é livremente inspirado nas alarmantes estatísticas de crimes praticados contra a mulher no Brasil e no mundo.

Projeto Psicanálise & Cinema

Filme: Vidas Partidas
20 de maio – 19 horas
Faixa etária: 18 anos
Taxa de manutenção: R$ 10,00
SBPRJ – Rua Davi Campista, 80 – Humaitá
Informações e reservas: 2537-1333  e  2537-1115 – sbprj@sbprj.org.br 

FICHA TÉCNICA:

Direção: Marcos Schechtman

Elenco: Naura Schneider, Domingos Montagner, Milhem Cortaz, Nelson Freitas, Jonas Bloch, Suzana Faini, Augusto Madeira, Juliana Schalch, Georgina Castro e Senise Weinberg

Produção: Naura Schneider

Produtor Artístico: Flávio Tambellini

Diretor de Fotografia: Elton Menezes e Rafael Rahal

Diretor de Arte: Zé Luca

Construção Psicológica das Personagens: Annette Blum 

Preparadora de Elenco: Helena Varvaki

Caracterização: Marlene Moura

Figurino: Marcelo Pies

Montador: Sérgio Mekler

Música Original: Alexandre de Faria

DEIXE UM COMENTÁRIO