Vencedores do edital Elipse serão apresentados em mostra que terá exibição de 12 curtas-metragens

A Secretaria de Estado de Cultura (SEC), por meio de sua Superintendência do Audiovisual, e a Fundação Cesgranrio apresentam a Mostra Elipse de Curtas-Metragens, com exibição dos 12 filmes selecionados pelo edital do Programa Estadual de Fomento ao Curta Universitário. O evento acontecerá no próximo dia 20/09, às 18h, no Cine Odeon – Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, com entrada gratuita, sujeita à lotação do espaço.

Além de participar da mostra, os três destaques da noite, escolhidos pela Comissão de Seleção dos Projetos, receberão o troféu Prêmio Elipse 2016 e serão adquiridos pelo Canal Brasil, parceiro da iniciativa, para fazerem parte de seu acervo. Fazem parte da Comissão de Seleção de Projetos o diretor Bruno Safadi, a atriz Karine Telles, e Afra Gomes, do Canal Brasil. O edital contemplou cada projeto com R$ 12.500 para a produção dos filmes.

Na programação, os curtas-metragens “Infinito Periódico”, de Gabriel Ritter e Leandro Luz; “O Poste”, de Lucas Abreu e Gabriela Giffoni; “Pedacinho do Céu”, de Caio Alvarenga; “Pele Suja Minha Carne”, de Bruno Ribeiro; “Pequenos Animais Sem Dono”, de Maju de Paiva; “Roques de Quarto”, de Helena Lessa, Jorge Polo, Lívia de Paiva, Lucas Andrade e Petrus de Bairros; “Gira”, de Filipe Galvão; “Transbaixada”, de Renan Collier; “Vestido Sujo de Sangue”, de Rodrigo Freitas; “A Cozinha Caiçara”, de Karen Garcia; “Vazio do Lado de Fora”, de Eduardo Brandão Pinto, e “Interferência 2.0”, de Lucas Afonso, Igor Leite e Kadu Barros.

Com objetivo de fomentar a produção audiovisual no estado do Rio e contribuir para a formação de profissionais de Cinema e TV, Rádio, Produção Cultural, Comunicação Social e áreas afins, visando ao desenvolvimento de atividades culturais, experimentais e artísticas pelos estudantes fluminenses, o programa tem como vencedores desta primeira edição trabalhos de cineastas de instituições como a Universidade Federal Fluminense (UFF), a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro (IFRJ), a Universidade Estácio de Sá (UNESA), e o Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA).

“O exercício da produção de curtas-metragens, formato pelo qual tantos cineastas ousaram e construíram suas carreiras, permite a experimentação e é essencial para o aprimoramento da linguagem cinematográfica. O Rio de Janeiro tem um grande potencial de expansão para a atividade, e isso é latente em todo o estado, que se mostra e avança a cada projeto desenvolvido pelos polos audiovisuais de Barra do Piraí e de Nova Friburgo”, afirma a Secretária de Estado de Cultura, Eva Doris Rosental.

Sinopses:

Infinito Periódico
Infinito Periódico gira em torno da obsessão do protagonista, Marcelo, por um célebre jogo eletrônico vintage, em que o preço da vitória por se chegar à última fase pode ser demasiado caro em termos éticos e morais. Conflitos do presente e do passado envolvendo sua namorada, Bia, e seu melhor amigo, Edu, culminam num frenesi violento e perturbador, alterando o destino de Marcelo e de todos ao seu redor.

Direção: Gabriel Ritter e Leandro Luz

O Poste
Uma rua. Algumas janelas acesas permitem que entremos na intimidade bizarra e quase surreal de alguns indivíduos em meio as mais diversas crises que os atravessam nesse início de milênio. A solidão devastadora, a falta de crença no futuro e a decadência progressiva do presente é a única coisa que os conecta. Em meio ao desespero, uma solução inusitada se apresenta: as pessoas passam a utilizar um antigo poste da rua como ombro amigo.

Direção: Lucas Abreu e Gabriela Giffoni

Pedacinho do Céu
No coração do Rio de Janeiro, no ponto mais alto e isolado da favela Pedacinho do Céu, mora Maria da Graça, abnegada e batalhadora mãe de Pedro, que trabalha duro para manter os estudos de seu filho. Ele, por sua vez, aguarda ansiosamente o resultado do vestibular e de uma eventual bolsa de estudos. No contexto de uma sociedade competitiva e desigual, o fracasso de Pedro pode selar definitivamente e a sua sorte, mas a vitória e superação também podem cobrar seu preço.

Direção e Roteiro: Caio Alvarenga

Pele Suja Minha Carne
João toma banho após uma pelada com seus amigos brancos.

Direção: Bruno Ribeiro

Pequenos Animais sem Dono
Olivia e Arthur têm dez anos e passam seus dias fora de casa. Vagam pelo condomínio, ouvem música e sonham com algum lugar longe dali. O dia em que Olivia descobre um gato sem dono no mato é o primeiro passo de uma jornada de perda da inocência.

Direção: Maju de Paiva

Roques de Quarto
Evandro está voltando do trabalho para casa quando percebe uma coisa estranha no céu. Letícia e Santos colam lambe-lambes nos muros de uma rua. Na mesma noite, uma frequência misteriosa invade a fita em que Felipe grava suas composições em casa. O som de muitos tempos embala o presente.

Direção: Helena Lessa, Jorge Polo, Lívia de Paiva, Lucas Andrade e Petrus de Bairros

Gira
Jardim Catarina é o maior loteamento urbano da América Latina. Washington é um jovem umbandista criado por uma Mãe de Santo que adotou dezenas de filhos ao longo da vida. Exú é mojubá.

Direção: Filipe Galvão

Transbaixada
O que é ser trans na Baixada Fluminense? “TransBaixada” é um curta-documentário que traz um pequeno mergulho no universo trans dentro da Baixada a partir dos relatos de três mulheres: uma cantora de funk de Queimados, uma pesquisadora da FIOCRUZ que cresceu em São João de Meriti e uma ex prostituta que viveu 10 anos na Itália mas não troca Caxias por nenhuma cidade do mundo.

Direção: Renan Collier

Vestido Sujo de Sangue
Quatro mulheres são entrevistadas e relatam versões diferentes da história de um crime. Acusada de matar o marido com um machado, a costureira Aracy Abelha foi absolvida do ?crime da machadinha?, como ficou conhecido nos jornais. O fato que inspirou o roteiro ficcional de Porto das Caixas, dirigido por Paulo César Saraceni, é retomado através dos relatos em Vestido Sujo de Sangue.

Direção: Rodrigo Freitas

A Cozinha Caiçara
Os sabores e memórias da comunidade do Aventureiro, na Ilha Grande, em Angra dos Reis, contam a história de disputa pelo território e afirmação cultural. Com cenário de extrema beleza, povo simples e verdadeiro, a localidade de difícil acesso é casa de muitas histórias e saberes.

Direção: Karen Garcia

Vazio do Lado de Fora
Após a demolição das casas e ruas, restaram os corpos ou a vida em fragmentos. Ali, uma garota arrumou-se para uma festa, uma senhora rezou, uma filha dobrou camisas, um casal contou estrelas, um rapaz saltou de bicicleta, outro dançou com seu jabuti. Filme gravado na Vila Autódromo, comunidade que resistiu à devastação no Rio, em 2016.

Direção: Eduardo Brandão Pinto

Interferência 2.0
Uma personagem misteriosa está perdida na cidade e precisa se libertar. Sintonizando sua aventura com experiências de diferentes gerações de pessoas que participaram da história do rádio livre no Rio de Janeiro, ela traça um cenário que revela questões decisivas para salvar o direito à comunicação no Brasil.

Direção: Lucas Afonso, Igor Leite e Kadu Barros

Serviço:
Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro – Cine Odeon
Praça Floriano, 7 – Centro
Dia 20/09, às 18h
Entrada gratuita

DEIXE UM COMENTÁRIO