Últimos dias para conferir a exposição de Marcelo Macedo no Espaço Cultural Sérgio Porto

“Travessia” reúne imagens retiradas de álbuns fotográficos de famílias garimpados em feiras de antiguidade

Em “Travessia”, exposição de Marcelo Macedo, no Espaço Cultural Sergio Porto, antigos álbuns fotográficos servem de guias para novas viagens, através de imagens e roteiros que não vivenciamos. A exposição encerra no dia 17 de julho, sexta-feira.

Com ponto de partida a Feira de Antiguidades da Praça XV, onde o autor garimpou álbuns de famílias que serviram de base para suas intervenções gráficas, a exposição traz pequenos objetos fotográficos que “incorporam” a memória de pessoas, lugares e situações anônimas e ao mesmo tempo tão familiares. A mostra materializa uma travessia através de diferentes temporalidades combinando fotografias, texturas, volumes e movimento, do plano ao tridimensional.

Com curadoria de Julieta Roitman, “Travessia” faz parte do calendário oficial do FotoRio 2016.

Marcelo Macedo
DivulgaçãoNascido no Rio de Janeiro, em 1983, Marcelo Macedo formou-se em Desenho Industrial em 2009 e já trabalhou com silk, pintura de larga escala, cenografia e direção de arte, colaborando para marcas no Brasil, Estados Unidos e Japão.

Em 2010 participou da mostra coletiva Entre Outros na Galeria +Soma , em São Paulo. Em 2011 participou da feira Stroke Art Fair, na Alemanha, fez uma duo na Galeria PortasVilaseca , no Rio, e uma coletiva – Fresh from Rio – de artistas cariocas na FBGallery, em Nova Iorque.

Em 2012 participou de três exposições fora do país – Hellion Gallery, San Diego; Hellion Gallery, Portland e Rivet Gallery, Ohio, todas nos Estados Unidos –  e fez sua primeira individual no Rio de Janeiro com Até a Beira, na Galeria Graphos Brasil. No ano seguinte. pintou um mural para o Forest for the Trees, em Portland / EUA, participou da mostra Arte Core MAM – RJ, e da coletiva de múltiplos em parceria com o Estúdio Baren, Desdobramentos Gráficos, na Galeria Graphos Brasil. 

Em 2014, foi para San Francisco, na Califórnia, convidado para uma residência artística pelo estúdio de impressão 3Fish Studios. Na sequência, participou do Deu na Telha, no Complexo do Alemão, aonde foram criados trabalhos para os telhados das casas da favela. Depois, participou do Baren Print Club, convidado pelo Estúdio Baren, e do Cultura Visual Urbana, no Casa Shopping, a convite da curadora Vanda Klabin. Ainda no final de 2014, realizou sua última exposição do ano, chamada Innate Practices, na LowGallery, San Diego, California. Em 2015 realizou uma exposição na Galeria P28, em Portugal.

Sobre o FotoRio 2016
Com um calendário que se inicia em junho, em diferentes espaços culturais da cidade, o FotoRio tem entre suas metas difundir e valorizar a Fotografia

Com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultural e da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, o FotoRio 2016 tem em sua agenda série de debates, o X Encontro de Inclusão Visual e Leitura de Portfólio.  

DEIXE UM COMENTÁRIO