Trio Gato com Fome chega ao Rio para apresentação única ao lado de bambas cariocas

Trio Gato Com Fome
Trio Gato Com Fome

Finalista no Prêmio da Música Brasileira, grupo paulistano convida os sambistas Noca da Portela e Luiz Grande para show no dia 20 de junho, segunda-feira, no Trapiche Gamboa.

Há aproximadamente três semanas, quando foi anunciada a lista dos finalistas do Prêmio da Música Brasileira, um nome despontou como surpresa entre os candidatos indicados na categoria de “Melhor Grupo de Samba”: era o Trio Gato com Fome, grupo da nova geração do samba paulistano, que apareceu ao lado dos nomes já consagrados do ‘Samba do Trabalhador’ e do ‘Grupo Fundo de Quintal’.

“Foi uma surpresa e uma alegria enorme. No momento, confesso, achamos até que fosse alguma pegadinha”, conta Cadu Ribeiro, um dos integrantes do conjunto que agita as rodas e bares de São Paulo desde 2006.

Prevista para acontecer no final do mês de junho no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, a cerimônia do Prêmio fez com que o Trio se movimentasse e articulasse um show em terras cariocas para apresentar o projeto que rendeu a indicação: “Em busca dos Sambas de Raul Torres”.

“Resolvemos convidar os mestres Noca da Portela e Luiz Grande, sambistas cariocas que já temos relações ao longo da nossa trajetória, para um show no Trapiche Gamboa, no dia 20 de junho. A ideia é apresentar nosso trabalho e mostrar que o samba é, antes de qualquer coisa, brasileiro”, explica Cadu.

Trio Gato Com Fome

Trio Gato com Fome
Formado em 2006, o conjunto percorre o Samba em suas mais variadas vertentes, dando ênfase a sambas bem-humorados e sambas de gafieira resgatando e renovando essa tradição. Ao longo da carreira, o Trio já acompanhou artistas do quilate de Jair Rodrigues, Germano Mathias, Riachão e Wilson Moreira e já gravou dois discos: “Trio Gato com Fome” e “Em Busca dos Sambas de Raul Torres”.

 “Em Busca do Samba de Raul Torres”
Conhecido nacionalmente como um dos principais nomes da música caipira, Raul Torres tem uma vasta obra de sambas, marchas e batuques, gravados no início de sua carreira: “Estes sambas demonstram sua habilidade de transitar entre o tradicional samba paulista, com influências rurais, e o samba denominado carioca, que se firmava nas rádios no início da década de 30”, explica um dos gatos com fome, Renato Enoki, que completa: “No dia 20, vamos fazer todos estes tipos de samba!”.

Serviço:

Trio Gato com Fome convida Noca da Portela e Luiz Grande
Data: Segunda-feira, 20 de junho, às 20h30
Local: Trapiche Gamboa – Rua Sacadura Cabral, 155 – Gamboa
Couvert (Opcional): R$ 15,00

Vídeos do Trio Gato com Fome:

 

DEIXE UM COMENTÁRIO