Tempos da ditadura na casa da vovó – Que vi e vivi

O físico-matemático, jornalista e professor universitário, Antonio Francisco Doria, retrata no lançamento da Editora Revan, Na casa da vovó (Tempos da ditadura), a sua experiência nos anos de chumbo. O autor utiliza como cenário a casa de sua avó, que era frequentada por autoridades e personalidades do país, atraídas pela influência do seu avô, Dr. Justo, com muitas raízes espalhadas pela história brasileira. As relações de amizade dos parentes de Doria com o mundo político, militar e jurídico eram estreitas.

Mesmo discretamente, o autor soube atuar em favor da democracia. Doria narra lembranças especiais de momentos vivenciados durante a ditadura militar no Brasil, entre as décadas de 1960 e 1970, tempo em que a cidade do Rio de Janeiro passava por fortes mudanças culturais e intelectuais. Ele descreve também o período que viveu como aluno da Escola Nacional de Química da antiga Universidade do Brasil, onde ele conheceu diversos militantes, entre os quais muitos acabaram se tornando perseguidos políticos.

“Dou um testemunho quase ocular desses anos 60. Parto de um fato pouco explorado e analisado, na história do Brasil, a influência que certos grupos familiares tiveram na política, mesmo que seus membros não tivessem ou exercessem funções públicas. Caso da família de minha mãe, e de seu patriarca, meu avô, Justo de Moraes, advogado e um dos paredros da república, de 1922 e do tempo dos tenentes até sua morte, precisamente em 1968”, comenta Doria.

Após o golpe de 1964 e o endurecimento do regime militar com o Ato Institucional nº 5 ficou impossível não se envolver na situação política do país. Ainda mais quando se estava dentro da universidade, no caso do escritor, a Escola Nacional de Química da então Universidade do Brasil (atual UFRJ) mesmo que não se tomasse partido de nenhum dos dois lados.

“Vou contar sobre a passeata dos 100 mil. Vou contar sobre o clima de cidade ocupada que vivemos, com caminhões da PM passando a toda, sirene aberta, pelas ruas da cidade, apontando os fuzis para as pessoas na rua. Vou contar sobre aqueles com quem convivi: Paulo Francis, que me levou para o Correio da Manhã”, destaca Doria.

Ficha Técnica:
Autor: Francisco Doria
Nº páginas: 160
Formato: 14 x 21 cm
ISBN: 978 85 7106 538-3
Preço: R$ 34,00
Edição: 1ª, 2015
Assunto: Memórias / Autobiografia
Link: http://www.revan.com.br/produto/NA-CASA-DA-VOVO-669

DEIXE UM COMENTÁRIO