Teatro Rival reabre neste sábado com show de Pedro Luís

Depois de obras, espaço octagenário reabre com novidades culturais e gastronômicas

Pedro Luis (foto: Ricardo Gomes)
Pedro Luis (foto: Ricardo Gomes)
O Teatro Rival Petrobras, localizado na Cinelândia, no centro do Rio de Janeiro, é sinônimo de tradição e excelência artística há oitenta e dois anos. Um espaço cultural privado, com uma história tão extensa, é coisa muito rara no Brasil, o que torna o Rival um verdadeiro modelo de resistência cultural.

Por trás dessa longevidade está uma característica muito importante do teatro: sua capacidade de transformação.

Depois de três meses de obras, o palco da resistência retorna com suas atividades no dia 30 de abril, sábado, com o show ‘Aposto’ de Pedro Luís, e dá mais um passo estratégico para sua continuidade. Leandra Leal, filha de Angela Leal e neta do precursor Américo Leal, assume o legado de sua família e propõe mais uma transformação: o teatro, que contou a história da cultura carioca ao longo de tanto tempo, vai celebrar sua própria história em um novo projeto que reúne o tripé música, gastronomia e boemia.

A música permanece como atração central na proposta do espaço, mas somam-se a ela uma cozinha capaz de representar toda tradição da culinária carioca e um bar completo que possibilite valorizar a vocação boêmia da Cinelândia. Para tanto, Leandra conta com a parceria de novos sócios: Katia Barbosa, premiada chefe e proprietária do aclamado Aconchego Carioca e sua filha Bianca Barbosa, que garantem a qualidade da guinada gastronômica. Alê Youssef, jornalista e produtor, evoca seus tempos de proprietário do Studio SP e Studio RJ, na curadoria artística do teatro. Pedro Henrique Trajano, empresário talentoso e especialista em economia e no mercado de eventos, assume a responsabilidade administrativa.

De segunda a sexta acontecerão shows de variados artistas, dos gêneros musicais que retratam a tradição da música carioca e do Rival, em horário de final de expediente/happy hour. A novidade é que os shows de 4a. a 6a. não serão cobrados e os frequentadores poderão assisti-los com o conforto que o novo bar e a nova cozinha vão oferecer.

Durante a semana as apresentações terão estilos diferentes: nas terças-feiras, quinzenalmente, haverá Cabaré com show de talentos, teatro e travestis, retomando uma tradição da casa; as quartas-feiras serão focadas na música instrumental (chorinho, jazz, samba…); a música contemporânea dita a programação das quintas com nomes que estão se destacando na cena cultural, além de apresentações em diferentes formatos de músicos conhecidos do grande público; e a roda de samba com Pretinho da Serrinha e seus convidados ocupará todas as sextas do Rival com muita alegria e animação. Os tradicionais shows, com grandes nomes da nossa música e que constituem a principal marca do Rival, continuarão aos sábados e domingos.  

 
Serviço:

30.4 (sábado) Pedro Luis (participações Ney Matogrosso e A Parede): No show de “Aposto”, primeiro DVD solo, Pedro Luís reúne sucessos de 25 anos de estrada conhecidos nas versões do Cidade Negra (Girassol), O Rappa (Miséria S.A),  Roberta Sá (Braseiro) e inéditas como “Aposto” – que conta um pouco a surpresa de Pedro Luís ao constatar que as pessoas reconheciam várias de suas canções, sem saber que eram dele. O show é simples, sintético, mas vigoroso. Pedro Luís (voz, cavaco e violões) e Paulino Dias (percussão) constroem uma sonoridade que começa minimalista e íntima e termina com a dupla ganhando força de banda. “Quis fugir de formatos coletivos com os quais estou envolvido há tantos anos e tão intensamente. Também foi um desafio, já que estou acostumado a dividir o palco com tantas pessoas. Eu me pus à prova de ter que dar conta do violão, do cavaquinho, da harmonia de tudo, o que me obrigou a estudar de novo, ter uma concentração mais apurada sobre uma prática que eu não exercitei nesses últimos 10 anos”, define Pedro.

Horário: 21h / Preços Lounge: R$ 25 (meia-entrada), R$ 50 (inteira) e Mesa: R$ 40 (meia-entrada) e R$ 80 (inteira)

Teatro Rival Petrobras

Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro

(21) 2240-4469 : https://www.facebook.com/teatro.rival/

Capacidade: 400 pessoas

Censura: 18 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui