Um dos espaços mais tradicionais do país, tombado pelo patrimônio histórico, o antigo Cine Palácio será devolvido à cidade do Rio de Janeiro no dia 12 de agosto. Após dois anos de intenso trabalho de restauração e intervenções modernas, o Teatro Riachuelo Rio será um espaço plural de expressão e arte, unindo música, teatro, literatura, debates, dança, entre outros, com o objetivo de atrair os mais diversos públicos.

Com o fim das atividades como cinema em 2008, o local foi comprado pelo Banco Opportunity e a iniciativa da reformulação é da Aventura Teatros, braço da Aventura Entretenimento, que tem como sócios Aniela Jordan, Fernando Campos e Luiz Calainho. O centro cultural terá o que há de mais avançado em caixa cênica, luz e som. Da cortina para trás, tudo foi construído. “O Teatro Riachuelo Rio será muito mais que um teatro, será um centro de arte e cultura multiplataforma. Funcionará de terça a domingo, o dia todo, com ciclos de palestras, espetáculos diurnos, filmes e shows, entre outros”, comenta Luiz Calainho, sócio da Aventura Teatros.

Para tornar o local um espaço totalmente novo, reconstruído e reformulado, a produtora conta com a Riachuelo, que dá o novo nome ao local. “Acreditamos que a moda é uma potente ferramenta de arte e expressão e, por isso, temos realizado um intenso trabalho para democratizar cada vez mais o acesso dos brasileiros a esse universo. O Teatro Riachuelo Rio vem para ampliar ainda mais essa rede de acesso à arte e expressão com foco em cultura, que foi já foi iniciada há seis anos com a inauguração do Teatro Riachuelo Natal”, explica Flávio Rocha, presidente da Riachuelo.

Localizado na Cinelândia, berço das atividades culturais da cidade, o Teatro Riachuelo Rio está a poucos passos da estação do metrô e do VLT, na Rua do Passeio, e é um dos pilares da revitalização da região, junto com o Porto Maravilha e todo o centro histórico da cidade. Com aproximadamente 3.500m² de área construída, plateia para 1.000pessoas e inovações digitais, o espaço terá projeto de design de interiores do Studio Zanini, do designer Zanini de Zanine, que foi nomeado designer do ano pela Maison &ObjetAmericas 2015.

Para inaugurar em grande estilo, o Teatro Riachuelo Rio abrirá as portas com dois musicais que têm a cara do Brasil. O inédito “Garota de Ipanema, o amor é bossa” e “SamBRA, o musical – 100 anos de samba” retratam e valorizam a cultura nacional através de dois grandes ícones da história brasileira, a bossa nova e o samba. “As produções irão se alternar em cartaz durante os Jogos Olímpicos e apresentarão o samba e a bossa nova para todo o público local e mundial que estará presente na cidade”, comenta Aniela Jordan, sócia da Aventura Teatros.

Patrimônio histórico
Ponto de encontro de artistas, intelectuais e políticos, frequentado por milhares de pessoas ao longo de sua existência, o prédio foi construído no século XIX. Inaugurou, em 1890, como Cassino Nacional Brasileiro e logo passou a ser chamado de Cassino Nacional, em 1901. Em 1906 foi renomeado Palace Theater, e funcionou assim até 1910. A fachada de arquitetura neo-mourisca foi projetada pelo arquiteto espanhol Adolfo de los Rios.

Com o passar dos anos o prédio mudou de nome algumas vezes. Em 1917 foi intitulado como Cinema Majestic; quando exibiu o primeiro filme sonoro no país “Broadway Melody”, se chamava Palácio Teatro (1929); e, finalmente, em 1943, se tornou o Cine Palácio.

Todo o processo de restauração e construção do novo teatro foi acompanhado de perto pelo IRPH (Instituto Rio Patrimônio da Humanidade).As obras civis caminharam junto com o reparo para ajustar o espaço às necessidades de um moderno centro cultural.Os principais elementos foram devidamente preservados e restaurados como a fachada, colunas, lustre, piso, fonte com escultura em alto-relevo esculpida na galeria de entrada e diversos outros elementos.

Teatro Riachuelo Rio em detalhes
O grande desafio das obras foi manter a legitimidade do patrimônio histórico e criar uma estrutura mais moderna, com dimensões que suportassem todos os equipamentos de última geração necessários para o pleno funcionamento do teatro, que foi projetado para comportar os mais diversos tipos de eventos culturais e corporativos. E ainda, além da caixa cênica, foi construída uma área de apoio capaz de abrigar camarins, sala de ensaio, sala de convivência dos artistas e toda a infraestrutura técnica. Uma tecnologia de ponta acessa o controle de volume independente, por caixa, para dispersão do som 100% homogêneo na sala.

O projeto de arquitetura do teatro é assinado por Wanderson Ferreira e Carla Muniz, que conseguiram criar um palco com fosso para formação completa de orquestra. O Studio Zanini desenvolveu poltronas exclusivas para o teatro, além de lustres especiais para a restauração que foram aprovados pelo patrimônio histórico, pois os originais se perderam ao longo dos anos.Em parceria com a DECA/Duratex, o Studio Zanini também fez uma intervenção nos banheiros do centro cultural. Toda a louça e metais foram desenvolvidos com acabamentos especiais para o projeto e possuem tecnologia voltada para economia de água.

Investimento e obras
Com a intenção de manter o antigo Cine Palácio como um centro cultural, o Banco Opportunity firmou uma parceria com a Aventura Teatros, que arrendou o local por 20 anos para a viabilização do espaço como um teatro. Todo o processo de revitalização e construção do teatro e do empreendimento tem orçamento de R$42 milhões, investidos pelo Opportunity e pela Aventura Teatros. A Riachuelo entra para garantir a manutenção e a operação do espaço e seus conteúdos.

O empreendimento, que será integrado ao Teatro Riachuelo Rio, possui estacionamento próprio, praça de alimentação, heliponto e centro comercial. Toda a estrutura moderna do novo complexo garantirá pleno conforto e praticidade ao público do teatro.

Galeria de acesso ao Teatro Riachuelo Rio e ao Passeio Corporate
Com público estimado em 10.000 pessoas em circulação por dia, a galeria com entrada pela Rua do Passeio, que dá acesso ao teatro e ao Passeio Corporate, terá diversas intervenções e facilidades para os frequentadores. Para partilhar a história de um dos prédios mais importantes e ricos da cidade, um memorial funcionará no local, com acesso público e gratuito.

Considerado um dos maiores biógrafos brasileiros, o escritor Ruy Castro inicia o projeto de perpetuação do acervo histórico do prédio através de pesquisa e publicação especial de lançamento. “Esta galeria já teve um glorioso passado, mas agora é o futuro que vai penetrar por ela”, comenta Ruy. Além deste material, um documentário será produzido em breve.

Para abrigar todas as formas de manifestação cultural, o corredor de acesso ao empreendimento comercial terá uma galeria de arte permanente que irá reunir os maiores nomes do segmento para expor suas obras no espaço.

Mais detalhes sobre o novo centro cultural

– Parte de toda a revitalização do centro da cidade, o Teatro Riachuelo Rio está a cinco minutos do aeroporto e barcas e a poucos passos das estações do Metrô e VLT;

– Desenvolvimento humano: O Teatro Riachuelo Rio terá convênios com universidades da cidade para a criação de conteúdos relacionados à história e cultura local. A ESPM Rio já tem convênio firmado com o teatro com atuação do Núcleo de Economia Criativa;

– Intercâmbio cultural: Além da própria agenda, o Teatro Riachuelo Rio terá um painel eletrônico com informações de toda programação cultural do centro da cidade, como horários e conteúdos do que acontecerá nos diversos espaços culturais da região;

– Acessibilidade: A cada temporada, o Teatro Riachuelo Rio terá uma sessão para deficientes visuais e auditivos. A partir de 2017 o espaço terá o serviço permanente, em todas as sessões, em libras e áudio descrição. As principais produções estarão disponíveis em três idiomas: Português, Espanhol e Inglês;

– Democratização: Todos os espetáculos terão uma sessão gratuita por temporada com acesso por distribuição de senhas;

“O Teatro Riachuelo será um centro de atividades culturais, de capacitação, de preservação de nossa memória e, acima de tudo, propagador de todas as artes”, comenta Fernando Campos, sócio-diretor da Aventura Teatros.

Números

– 1.000 lugares
– Aproximadamente 3.500m²
– Palco: 280m²
– Subpalco: 125m²
– Plateia: 445m²
– Fosso orquestra: 80m²
– Balcão 01: 190m²
– Balcão com serviço: 80 lugares
– Balcão 02: 295m²
– Sala especial de ensaios: 111 m²

Riachuelo e Cultura 
A Riachuelo acredita na moda e na cultura como ferramentas essenciais de expressão e vem investindo para democratizá-las por meio do modelo de negócios fastfashion e com a implantação de complexos culturais de grande porte, além de apoiar grandes produções culturais e musicais.

Em 2010, Nevaldo Rocha, fundador da Riachuelo, conduziu pessoalmente todo o processo para construção do Teatro Riachuelo Natal, no Rio Grande do Norte, como forma de presentear a cidade onde nasceu, marcando, também, a entrada do grupo Guararapes no universo cultural dos teatros. O espaço, com capacidade para mais de 1.500 pessoas sentadas, recebeu investimento de R$ 56 milhões e foi inaugurado no mesmo ano com a presença de Bibi Ferreira e show de Roberto Carlos.

O Teatro Riachuelo Natal já recebeu mais de 710 eventos, 830 mil espectadores e diversos grupos musicais e teatrais como Elba Ramalho, Roberto Carlos,Nana Caymmi, Toquinho, Circo da Rússia, Turma da Mônica, dentre outros. Atualmente é o maior complexo cultural do Rio Grande do Norte.

Em agosto de 2016, em parceria com a Aventura Entretenimento, a companhia abre as portas do Teatro Riachuelo Rio e expande sua atuação no segmento cultural. A varejista continua observando novas oportunidades nesse segmento, com o objetivo de democratizar cada vez mais o acesso dos brasileiros a espaços culturais de grande porte.

SERVIÇO:
Inauguração: 12 de agosto
Local: Rua do Passeio, 38 – Centro
Horário de funcionamento do teatro: de terça a domingo, das 8h às 02h
Venda de ingressos: Bilheterias doteatro, internet (www.compreingressos.com), aplicativo e loja Riachuelo Ipanema

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO