São Paulo recebe Festival de Performance

Festival La Plataformance - Resistência em Rede 1ª edição reunirá mais de 30 performes em produções nacionais e internacionais totalmente grátis

Beatriz Cruz Cacá Bernardes
Beatriz Cruz Cacá Bernardes

O Festival “La Plataformance – Resistência em rede – 1ª edição” criará uma zona de encontro entre artistas de localidades distintas, que resistem e produzem redes de troca com suas produções no campo da Arte da Performance. O festival selecionou 16 artistas, a partir de propostas de trabalho poético que trouxeram em seu percurso uma relação dialógica e de troca. Além dos selecionados, o festival conta com artistas internacionais, entre eles a presença inédita no Brasil da artista estadunidense Marilyn Arsem, além de Manuel Vason, artista ítalo-inglês e do coletivo equatoriano La Multinacional. Os artistas do La Plataformance também farão parte da programação que abrangerá as dependências e entorno da Oficina Cultural Oswald de Andrade, o bairro Jd. Damasceno, na periferia da cidade, e o espaço cultural Casa da Zuleika no Sumaré. Além das mostras haverá dois dias de encontro “Conversa (A) Fiada” com convidados e dois workshops vinculados ao festival – com Marilyn Arsem e Manuel Vason.

Os criadores do Festival La Plataformance Alohá Queiroz, Beatriz Cruz, Ique in Vogue, Hideo Kushiyama Neto, Janaina Carrer, Jaque Vasconcellos, Jefferson Skorupski, Júlia Sarmento, Maíra Vaz Valente, Marcio Vasconcelos, Mônica Lopes Galvão, Pedro Galiza, Roberto Rezende, Rodrigo Munhoz e Vivian Martins desejam proporcionar a construção de um percurso poético onde a performance, permita constituir um lugar capaz de gerar modos que acionem a percepção e a prática de ações colaborativas. Os modos por sua vez, estão atravessados por uma aproximação ao contexto em que se encontra o panorama atual da performance no Brasil, bem como em outros países. Cada encontro favorece o exercício do olhar sobre o trabalho de cada participante, num contexto pessoal e interpessoal

 http://laplataformance.blogspot.com.br/

https://www.youtube.com/watch?v=AzNPn-pziLg

 

A.MOSTRA GRÁTIS (SÃO PAULO / SP) – Agenda Completa 

Local

27/04, quarta-feira

Oficina Cultural Oswald de Andrade

10h – “Ação sem título” com Raphael Couto (RJ) (performance duracional até 13h)

10h – “Intimidade Instantânea” com Roberto Rezende/ Cambar Coletivo (AL/SP) (performance duracional até 13h)

14h – “DÓCIL – jogos para virar coisa” com Letícia Maia (SP) (performance duracional até 17h)

16h – “Posses Obscenas” com Sol Casal (SP)

17h – “Projeto Cartas” com Vicente Martos (SP)

18h – MostraIP (Mostra de videoperformances)

19h – “Retenção” com Júlia Sarmento (CE)

20h – “(Haste-Ar)” com Márcio Vasconcelos (SP)

20h – “Silêncio” com Maíra Vaz Valente (SP)

Praça Tirandentes e imediações

14h – “Oblivion – (Esquecimento)” com Manuel Vason (IT/UK) (performance duracional até 16h)

14h – “O que não pode ser visto” com Cláudia Paim (RS) (performance duracional até 16h) / RS

16h – “Cartas Extraviadas” com Juliana Liconti /quandonde intervenções urbanas em arte(PR)

 

Local

28/04, quinta-feira

Oficina Cultural Oswald de Andrade

9h30 às 12h30 – Conversa (A) Fiada: “Resistência em rede na Performance”, com Marilyn Arsem (U.S.A), Cassio Quiterio (SESC-SP), Fernando Ribeiro (p.Arte – SC), artistas do La Multinacional (EC) e Fausto Gracia (MEX).

14h – “Amparo” com Cristiana Nogueira (AP) (performance duracional até 16h)

18h – MostraIP (Mostra de videoperformances)

19h – “Procura-se Homem” com Ique in Vogue (SP)

20h – La Multinacional (EC)

Praça Mauá e imediações

15h – “Masculinidade tóxica, ou responda sim ou não (só para ôminhos)” com Hideo Kushiyama (SP)

16h – “Não alimente os Animais” com Jaqueline Vasconcellos a.k.a Jack Soul Revenge Girl (BA/SP)

Rua Dino Bueno e imediações

17h – “carbonizar – 28 esquecimentos” com Vivian Martins (SP) (performance duracional até 18h30h)

17h – “Língua enredada” com Jefferson Skorupski (CE/SP) (performance duracional até 17h30)

 

Local

29/04, sexta-feira

Oficina Cultural Oswald de Andrade

09:30h às 12:30h Conversa (A) Fiada: “Imagem, documentação e criação em registro” com Manuel Vason (IT/UK), Camofa (SP), Renée Mainardi (SP) e Rodrigo Munhoz (SP).

14h – “Viagem Noturna de Filhos para Pais Desconhecidos” com Pedro Galiza (SP) (performance duracional até às 18h)

14h- “CartografictiONs” com David da Paz (CE) (performance duracional até às 18h)

18h – “INTENTO 00035 – ÇA M’ÉNERVE!” com Estela Lapponi (SP)

19h – “AlohAranhA …IN MEMORIAM ” com Aloha De la Queiroz (SP)

19h – “Saber-como” com Fernando Ribeiro (PR) (performance duracional até às 21h)

21h – “Desmancha” com Rita Tatiana Cavassana (SP)

Viaduto do Chá

CHÁ DE PERFORMANCE

14h – “VERBO: 1972” com Lea Moraes (Limeira/SP)

14h – “DESTROÇAR-SE PARA DESANDAR” com Beatriz Cruz (SP)

Rua José Paulino

16h – “Projeto DESIDENTIDADES | Mulher” com Dani Barsoumian (SP)

 

Local

30/04, sábado

Jardim Damasceno

10h – “Esvair” com Monica Galvão (SP) (performance duracional até às 13h)

10h30 – “O Amor não usa dublê” com Rodrigo Munhoz a.k.a Amor Experimental (performance duracional até às 13h30)

11h – “Pesar” com Alexandre D’Angeli (SP) (performance duracional até às 14h)

14h – “Série LISTRADO” com Fernando Hermógenes (MG)

Oficina Cultural Oswald de Andrade

17h – Performance duracional / Site-Specific com Marilyn Arsem (E.U.A)

18h30 – “Badoque_ou_como aprender a ser pedra de atiradeira” com Janaína Carrer (GO/SP)

19h30 – “Proyecto En Red – Manifiesto III” com Gustavo Solar (CHL)

20h30 – Lançamento da Public(A)ção: La Plataformance

 

 

Local

01/05, domingo

A definir

12h – Conversa apimentada com dendê “Vamos falar do festival?” (este é um encontro oficial, mas só os convidados participarão)

 

OFICINAS

1 – LABORATÓRIO: DOCUMENTO VIVO
Coordenação: Manuel Vason (IT/UK)
28/4 a 3/5 – quinta a terça-feira, exceto domingo – 14h às 18h
Inscrições: 1/4 a 19/4 (pelo site da Oswald)
Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade

Laboratório de criação em performance e fotografia que propõe o corpo de cada participante como objeto de questionamento, experimentação e construção de imagens. A fotografia será investigada como um processo de produção e alteração da memória individual e coletiva em um jogo: a cada dia, os participantes transformarão ações em documentos/registros, documentos em novos documentos, novos documentos em novas ações, e assim por diante, explorando padrões de repetição, exaustão e contaminação. Ao final, o material produzido será apresentado em forma de uma instalação na Casinha da Oswald de Andrade, que seguirá sendo transformada a cada dia pelos artistas participantes, sempre mantendo documentações das configurações anteriores.

Sobre Manuel Vason:

Manuel Vason é Mestre em Belas Artes na Central Saint Martins College of Arts and Design (Londres). Em 2002, lançou os livros “Exposures a publication on the body in Live Art” (Black Dog Publishing, 2002) e “Oh Lover Boy”, resultado da colaboração de 2 anos com o artista Franko B (Black Dog Publishing, 2002). ele completou e apresentou dois livros: Exposições uma publicação sobre o corpo no Live Art (Black Dog Publishing, 2002) e Oh Lover Boy, uma colaboração de dois anos com o artista Franko B (Black Dog Publishing, 2002). Em 2007, apresentou a individual “Encounters”. A partir de 2012, passa a integrar a exposição coletiva itinerante Still_Movil que conta com a participação de mais de 40 sulamericanos.

2 – WORKSHOP c/ MARILYN ARSEM – TRAJETÓRIAS LOCAIS
Coordenação: Marilyn Arsem (EUA)
3/5 a 4/5 – terça e quarta-feirta – 14h às 18h
Inscrições: 1/4 a 28/4(pelo site da Oswald)
Local: Oficina Cultural Oswald de Andrade

Neste workshop, os participantes criarão ações performáticas como resposta direta à um contexto particular, como um ambiente físico ou social encontre em derivas pelo bairro do Bom Retiro, nas imediações da Oficina Cultural Oswald de Andrade. Marilyn Arsem proporá procedimentos para que cada artista participante identifique a arquitetura do espaço, os materiais encontrados no trajeto, a história do uso social desse local, analisando o impacto dele no artista, bem como, o seu impacto nele.

Sobre Marilyn Arsem:

 Marilyn Arsem é artista da performance que cria eves presenciais, desde 1975, entre performance individuais e trabalhos interativos de larga escala, nos quais incorpora a instalação e a performance. Em sua trajetória, apresentou seu trabalho em festivais, espaços alternativos, galerias, museus, universidades e conferencias pela Europa, Ásia, Oriente Médio e nas Américas do Norte e Sul. Recentemente, realizou uma performance de 100 dias no Museu de Belas Artes em Boston. A artista propôs um dos mais extensos programas internacionais em arte da performance baseada na visualidade, na Faculdade do Museu de Belas Artes em Boston, onde ela lecionou por 27 anos. Ela é membro Mobius Inc., fundada em 1977. Mobius Inc. é uma plataforma colaborativa interdisciplinar de artistas que também operam uma galeria em Boston. Website: http://marilynarsem.net 

TODAS AS ATIVIDADES  SÃO GRATUITAS

A classificação é para maiores de 14 anos.

Endereços:

Cananeia – Litoral Sul de São Paulo

Casa de Cultura Caiçara 
Beira Mar, S/N – Centro de Cananeia/SP 
Em frente a Praça Martim Afonso de Souza
 
 
São Paulo 
Oficinal Cultural Oswald de Andrade 
Rua Três Rios,363 – Bom Retiro.
 
Praça Tiradentes 
Praça Coronel Fernando Prestes,30 – Bom Retiro.
 
Viaduto do Chá  S/N
Vale do Anhangabaú – São Paulo 
 
Rua José Paulino S/N
Bom Retiro – São Paulo
 
Rua Mauá S/N
Estação da Luz – SP
 
Alameda Dino Bueno S/N
Campos Eliseos – SP 
 
Espaço Cultural Jardim Dasmaceno
Rua Talha Mar,105 -Jardim Damasceno – São Paulo

DEIXE UM COMENTÁRIO