Sambalaiê no Barril 8000 da Abolição

Eles são jovens, da zona norte carioca, mas o samba e o pagode faz parte da vida destes rapazes desde os 12 anos

Sambalaiê (foto: Jackson Martins)

Formado por Fellipe Rezende (harmonia e voz), Vitor Dias (percussão), Rafael Caus (percussão) e Allan Coelho (harmonia e voz), o Sambalaiê surgiu em 2013, num dia de festa de rua, no bairro do Cachambi, local onde residem todos os integrantes da banda.

Sucesso nos shows das maiores casas da zona norte, arrebatam milhares de fãs que passeiam pela faixa etária dos 14 aos 40 anos! Neste domingo, 15 de maio, o quarteto é a atração do Barril 800 da Abolição, zona norte carioca.

O Sambalaiê se apresenta por todo o Rio com o projeto, Quintal Do Sambalaiê. Com um repertório mesclado por pérolas do samba, canções do projeto atual do grupo, o CD, “Vai ter zuera”, com as autorais, “Refém”, “A gente não vingou”, “Kamasutra”, “Quem me viu mentiu”, e a homônima que da nome ao disco… – trazem para seu público o passeio pelo pop e o principalmente aquele “pagodinho diferente”, com introduções dos hits “This Love” e “Sugar”, da banda Maroon 5; “What Makes You Beautiful”, da banda britânica, One Direction e até a releitura de “Everybody (Backstreet’s Back)”, do Backstreet Boys.

Claro que sucessos nacionais também estão presentes, principalmente de nomes que são suas referências como, Sorriso Maroto em “Sinais”, “Instigante” e “Guerra Fria”. Do grupo Ta Na Mente, “Não Há Limites” e “Eu Nunca Amei”; – com uma batida mais jovem, clássicos como “Vou Vadiar” de Zeca Pagodinho e até do funk na levada do sambinha diferente, “Garota Nota 100”, do MC Marcinho.

Animando o público antes e depois da batucada, o DJ Babo, com o som das pistas, funk e samba-funk.

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria da casa no dia e horário do evento por R$ 10, mulheres e homens.

Mais informações pelo telefone (21) 98164-4065. A classificação é 18 anos. 

SERVIÇO

SAMBALAIÊ

– Barril 8000 da Abolição

Data: 15 de abril (domingo)
Local: Barril 8000 Abolição – Rua João Pinheiro, 589 – Abolição
Horário: Das 18 as 00 horas
Ingressos Unissex: R$ 15
– A venda no dia e horário do evento
Informações: (21) 98164-4065 – Raphael Fialho
Classificação: 18 anos

Sambalaiê (fot: Jackson Martins)
Sambalaiê (fot: Jackson Martins)

Sobre o Sambalaiê:
A idéia do Grupo Sambalaiê surgiu no dia 25 de abril de 2013, quando na comemoração do aniversário do integrante Fellipe Resende (harmonia e voz) em uma festa com os amigos externou a vontade de “criar” uma banda de pagode com Vitor Dias (percussão). Mas não queriam uma banda qualquer, já que a galera ainda em seus 15 e 16 anos, fissurados em rodas de samba, mas também no pop nacional e internacional pudesse trazer para suas idades o som que sua faixa etária curtisse. Mas como externar isso?

Numa festa de rua no bairro do Cachambi, local onde residem todos os integrantes da banda, outros dois adolescentes Rafael Caus (percussão) e Allan Coelho (harmonia e voz), se juntam numa “resenha” com violão, pandeiro e um cavaquinho num bar. Formou-se ali oSAMBALAIÊ.

Como toda banda, com Sambalaiê não esta sendo diferente. Começou tocando em bares, festas de aniversário de amigos, se popularizando em bailes de debutantes, – e hoje fazendo suas próprias rodas de samba, se destacando cada vez mais com o público jovem. Se apresenta em diversos shows fechados para empresas e projetos musicais pelo estado.

Com shows que vão de espaços culturais como o Teatro, Lonas Culturais, além de casas de shows como Sambola Hall, Boate Estação 40°, Clube Boqueirão, Mansão de Laranjeiras, Mistura da Lapa, AW Music (Jacarepaguá) e The Forest (Jacarepaguá). Difundindo sua musicalidade pela cidade, se apresentam nas maiores quadras de escolas de samba, entre elas, G.R.E.S. Jacarezinho, G.R.E.S. Arranco do Engenho de Dentro, G.R.E.S. Salgueiro,G.R.E.S. Mangueira, entre outras.

Em suas apresentações o Sambalaiê tem como principais referências a música pra alegrar, mesmos as mais românticas, com uma pegada boy band. Em sua referência nacional, o grupo Sorriso Maroto, Turma do Pagode, o Rappa, e até Wesley Safadão. O repertório de show passeia por grandes sucessos atuais sem esquecer de suas raízes que é o SAMBA.

Em 2015 gravou um EP, com cinco músicas autorais. O projeto levou o nome da música que impulsionou a banda ao sucesso local, “Vai Ter Zueira”, música que canta o espírito da banda, alegre, uma exaltação a alegria, amigos, uma festa. As outras canções são, “Refém”, “A gente não vingou”, “Kamasutra” e “Quem me viu mentiu”.

O Sambalaiê aposta numa proposta inovadora no samba visando alegrar do adolescente ao público mais velho.

DEIXE UM COMENTÁRIO