Samba de pai para filho

Arlindo Cruz e Arlindinho lançam ‘2 Arlindos’ na Fundição Progresso

foto: Arthur Pereira (produtora Fitamarela)
foto: Arthur Pereira (produtora Fitamarela)

Samba e clima família são os componentes da roda formada por Arlindo Cruz e seu filho Arlindo Neto no show de lançamento do novo álbum independente dos bambas: ‘2 Arlindos’. A apresentação acontece dia 30 de setembro, sexta, na Fundição Progresso, e traz as canções do trabalho recém lançado e sucessos já conhecidos pelos amantes do gênero.

A ideia do projeto surgiu nas festas no quintal da família Cruz, onde ambos tocavam e cantavam em comemorações de São João e São Jorge. A parceria entre pai e filho é uma realização para Arlindo Cruz: “Compor com ele é uma realização. Eu fico bem mais tranquilo em saber que ele não está na rua e está ao meu lado”.  Arlindinho, por sua vez, reconhece no pai a figura de um mestre, “ tocar com ele é uma aprendizagem incrível, estou ao lado de um mestre, do melhor compositor para mim. Estou sempre aprendendo com ele. E ele comigo um pouquinho, né? ”.

Mais sobre ‘2 Arlindos’ – faixa a faixa por Júlio César Biar

  • ‘A sós’ (Fred Camacho/ Cassiano Andrade): samba romântico inédito escolhido para divulgar o novo álbum.
  • ‘Bom aprendiz’: primeira parceria de pai e filho, o belo samba reaparece nas vozes de seus autores, depois de ter sido lançado por Arlindo Cruz no DVD ‘MTV ao vivo’ (2009).
  • ‘Nega samambaia’ (Arlindo Cruz/ Rogê/ Marcelinho Moreira): buliçosa, a personagem balança as cadeiras e a cabeleira pelos pagodes cariocas e também faz (bela) presença em terreiros da terra da garoa.
  • ‘Hora exata’ (Arlindo Cruz/ Franco)/ ‘Dor de amor’ (Arlindo Cruz/ Acyr Marques/ Zeca Pagodinho): conjugando a expectativa de um novo amor com as dores que o sentimento inesperadamente pode trazer estão nesta dobradinha, a primeira de ‘2 Arlindos’, a inédita ‘Hora exata’ dialoga com o clássico ‘Dor de amor’.
  • ‘Horas do seu tempo’ (Arlindo Cruz/ Franco)/ ‘É d’Oxum’ (Gerônimo/ Vevê Calazans): as influências da cultura afro-brasileira aproximam terreiros cariocas e baianos nesta faixa.
  • ‘Iansã’ (Arlindo Cruz/ Acyr Marques)/ ‘Oyá’ (Prateado/ Carica): o clima místico se mantém nesta faixa, que traz a inédita ‘Iansã’ e ‘Oyá’, antigo sucesso do grupo Sensação.
  • ‘O papo é à vera’ (Arlindo Cruz/ Arlindo Neto)/ ‘Virou religião’ (Arlindo Cruz/ Mauro Júnior/ Xande de Pilares): um suposto “abandono” do samba é o mote de mais uma parceria dos Arlindos e do link esperto com ‘Virou religião’, um clássico do repertório do Grupo Revelação.
  • ‘Mais uma vez’ (Arlindo Cruz/ Marcos Vale)/ ‘Fogueira de uma paixão’ (Arlindo Cruz/ Acyr Marques/ Luiz Carlos da Vila): o clima romântico para cativar os corações apaixonados perpassa a faixa que une a inédita ‘Mais uma vez’ com uma das mais belas parcerias de Arlindo, Acyr e Luiz Carlos da Vila.
  • ‘Mais só do que sozinho’ (Arlindo Cruz/ Picolé): “O lado bom da tristeza é saber sentir saudade”, ensinam os versos do samba inédito, feito por Arlindo com o parceiro Luiz Cláudio Picolé, com quem também divide o gosto pelo cavaquinho e pelo banjo.
  • ‘Pagode 2 Arlindos’ (Arlindo Cruz/ Júnior Dom): partido-alto da melhor qualidade que celebra a reunião de bambas, a batucada feita pelos herdeiros de Donga, Pixinguinha e Sinhô.
  • ‘Pais e filhos’ (Arnaud Rodrigues/ Renato Piau): Surpresa nesta roda de samba é o reaparecimento em ritmo dolente desta balada lançada por Tim Maia, em 1978, no disco ‘Tim Maia Disco Club’.
  • ‘Muito diferente’ (Arlindo Cruz/ Alemão)/ ‘Quintal do céu’ (Jorge Aragão/ Wilson Moreira)/ ‘Nossas raízes’ (Sombrinha/ Ratinho): o clima esquenta novamente neste pot-pourri de partido-alto. “Muito mais que pai e filho/ Dois Arlindos, dois amigos”, versam nossos sambistas.
  • ‘Pra que insistir’ (Arlindo Cruz/ Arlindo Neto): o samba lava as mágoas da separação com a poesia dos sambistas da família: “Vou viver a vida/ Segue o seu caminho/ Deixa o tempo esquecer nós dois”.
  • ‘Volta’ (Arlindo Cruz/ Prateado): antiga parceria de Arlindo Cruz e Prateado, produtor musical de ‘2 Arlindos’, lançada por Netinho de Paula, em 2001, a faixa completa o naipe de sambas românticos de ‘2 Arlindos’.
  • ‘Bem-vindo’ (Arlindo Cruz/ Jorge Aragão/ Zeca Pagodinho): “Somos iguais pra Deus/ Ninguém é diferente/ Vamos com Deus caminhando/ Sempre pra frente”, ensinam os três amigos, verdadeira tríade do samba carioca contemporâneo. Mais uma vez a religiosidade se faz presente, encerrando a roda em grande estilo.

SERVIÇO

ARLINDO CRUZ e ARLINDINHO – LANÇAMENTO 2ARLINDOS

Data: 30 de setembro de 2016, sexta

Local: Fundição Progresso (Rua dos Arcos, 24 – Lapa – Rio de Janeiro)

Informações e venda de ingressos : www.fundicaoprogresso.com.br

Abertura da casa: 22:00hrs

Início do Show: 00h

Capacidade: 4.000 pessoas
Tel para informações(21)3212-0800
E-mailcontatofundicaoprogresso@gmail.com.br

 

Classificação etária: 18 anos

Preços Pista: de R$ 30 R$ a R$ 100, sendo:

 

1°Lote – meia entrada e ingresso solidário: R$ 30   / 1o lote – inteira: R$60

2°Lote – meia entrada e ingresso solidário: R$ 40   / 2o lote – inteira: R$80

3°Lote – meia entrada e ingresso solidário: R$ 50   / 3o lote – inteira: R$100

 

*Meia entrada para estudantes, idosos, menores de 21 anos, funcionários da Light ou mediante doação de 1kg de alimento não perecível (ingresso solidário).

 

Pontos de Venda

Online: www.ingressocerto.com

Bilheterias da Fundição Progresso– De segunda a sexta, das 11h às 14h e das 15h às 20h ou sábados (somente em dias de show) a partir das 12h, sem taxa de conveniência/administrativa.POSTO BR PIRAQUÊ – (Av. Borges de Medeiros, s/nº – Lagoa) POSTO BR BOUGAINVILLE – (Rua Uruguai – Tijuca – Esquina com a Rua Maxel), POSTO BR PARQUE DAS ROSAS – (Avenida das Américas, 3757, Barra da Tijuca) 

Formas de Pagamento:

Dinheiro – Bilheteria Fundição; Posto BR Bougainville; Posto BR Parque das Rosas; Posto BR Piraquê

Cartões de crédito – Site Ingresso Certo; Posto BR Bougainville; Posto BR Parque das Rosas; Posto BR Piraquê

 

Acesso para pessoas portadoras de necessidades especiais e cadeirantes.

Estacionamento próximo: Catedral – acesso pela Avenida Paraguai sentido Zona Sul.

DEIXE UM COMENTÁRIO