Rosencrantz e Guildenstern estão Mortos

Montagem da Cia Teatral Milongas celebra um ano em cartaz com temporada gratuita no Castelinho do Flamengo

Após circular pelas quatro regiões do Rio de Janeiro, a comédia dramática “Rosecrantz e Guildenstern estão Mortos” está de volta ao Castelinho do Flamengo – casa de sua estreia –  para comemorar um ano em cartaz.  Encenada pela Cia Teatral Milongas, a montagem celebra também os cinquenta anos da obra escrita pelo inglês Tom Stoppard, que traz à cena os dois personagens do título, coadjuvantes da tragédia de ‘Hamlet’, clássico de William Shakespeare. A temporada gratuita acontece de 07 a 29 de outubro, com sessões sextas e sábados às 20h.

Enviados pelo tio de Hamlet para tentar conter a ira do sobrinho e desvendar a origem da sua loucura, os amigos do Príncipe da Dinamarca se encontram perdidos na sua missão e incapazes de saber quem são e como vão agir. A trama, com adaptação e direção de Breno Sanches e supervisão geral de Cesar Augusto, se desenrola nesta reflexão filosófica e existencial dos protagonistas sobre a vida, a arte e a morte, temas recorrentes nas obras de Stoppard.

A Cia faz uso da metalinguagem e aposta em uma encenação dinâmica, estabelecendo uma cumplicidade do público com o jogo de cena. Assim, os adereços, figurinos e outros objetos cênicos, manuseados pelos atores, ficam expostos o tempo todo no palco, em uma espécie de coxia à mostra para o espectador. Este recurso é adotado para que os três atores – Hugo Souza, Leonardo Hinckel e Breno Sanches – interpretem ao todo 10 personagens, entre eles Hamlet, ganhando agilidade nas trocas de roupa e criando outras possibilidades de encenação.

“Ao longo da trama, os atores estarão presentes dizendo as falas dos personagens, mas sem figurinos, adereços ou qualquer composição, intensificando assim, o paralelo entre a cena e a realidade defendida por Stoppard em seu texto” adianta Breno Sanches, enfatizando que a trilha sonora e a operação de luz, também serão realizadas pelos próprios atores, que irão usar Ipod, microfone, guitarra, lanternas e projetor.

Há ainda no cenário uma parede que, no decorrer da história, transforma-se em um grande painel de investigação usado pelos atores para avaliar o andamento da cena, recurso que mais uma vez envolve o público nessa inebriante mistura da ficção com a realidade. Neste painel, são afixados, aos poucos, as pistas apuradas por Rosencrantz e Guildenstern, na tentativa de descobrir a causa da loucura de Hamlet, que por sua vez também está investigando o próprio tio. 

Nas palavras do crítico teatral e realizador do Prêmio Botequim Cultural de Teatro, Renato Mello, “Rosencrantz e Guildenstern estão Mortos é um espetáculo teatral com um texto de enorme profundidade, realizado por uma companhia teatral que rejeita os caminhos mais evidentes para contar suas histórias. Prefere sempre apostar na sofisticação de uma encenação complexa e de considerável valor”.

Já para Rodrigo Monteiro, crítico teatral e jurado do Prêmio APTR de Teatro “Essa montagem tem excelentes resultados estéticos nos âmbitos de direção de arte (Bruno Perlatto e Tuca), iluminação (Marcela Andrade) e da direção musical (Dani Carneiro). Tudo é explorado com visível cuidado, articulando conceitos cheios de complexidade e apreço pela obra”.

SINOPSE

Três atores encenam a peça ‘Rosencrantz e Guildenstern estão Mortos’, escrita pelo inglês Tom Stoppard, e que mostra o ponto de vista desses dois personagens coadjuvantes da tragédia ‘Hamlet’ de William Shakespeare. A partir dessa releitura, a Cia Teatral Milongas realiza um jogo de cena em que os atores interpretam diversos personagens e convidam o público para vivenciar experiências em busca de respostas sobre a vida, a arte e a morte.

ROSENCRANTZ E GUILDENSTERN ESTÃO MORTOS
Gênero: comédia dramática
Temporada: 07 a 29 de outubro de 2016
Dia\hora: sextas e sábados, 20h
Local: Castelinho do Flamengo\ Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho
Endereço: Rua Dois de Dezembro, 158 – Flamengo
Entrada: gratuita

*Distribuição de senha a partir das 19h\ reservas pelo e-mail contato@ciateatralmilongas.com

Faixa etária: 16 anos
Capacidade: 23 lugares
Duração: 80 minutos 

Ficha Técnica
Autor: Tom Stoppard
Supervisão Geral: Cesar Augusto
Direção: Breno Sanches
Elenco: Breno Sanches, Hugo Souza e Leonardo Hinckel
Adaptação: Breno Sanches, Hugo Souza e Matheus Rebelo
Direção de Movimento: Dani Cavanellas
Direção Musical: Dani Carneiro
Direção de Arte: Bruno Perlatto
Cenário e Adereço: Tuca
Figurino: Bruno Perlatto e Tuca
Iluminação: Marcela Andrade
Vídeo: Fabio Steinberger – Fluxos Filmes

– Participação especial: Cesar Augusto
– Vozes em off: Mabel Cezar, Osvaldo e Ronaldo Julio
– Cenas do filme: Hamlet (1948), dirigido e protagonizado por Laurence Olivier
– Fotografias dos espetáculos: “Romeu e Julieta” – Grupo Galpão (Fotografias de Guto Muniz e Gustavo Campos) e “Ensaio.Hamlet” – Cia dos Atores (Fotografias de Luiz Paulo Nenem)

Costureira: Nilce Mondonado
Designer Gráfico: Ivi Spezani
Fotos de Divulgação: Ananda Campana
Fotos de cena: Thiago Carlan
Assessoria de Imprensa: Lyvia Rodrigues\ Aquela que Divulga
Produção: Pagu Produções Culturais

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário
Por favor, digite seu nome aqui