Rômulo Fróes mostra as canções de “Por elas, sem elas” no Castelinho do Flamengo

Romulo Froes (foto: Fernando Eduardo)
Romulo Froes (foto: Fernando Eduardo)

O Projeto Verão Musical no Castelinho  recebe na quarta-feira, dia 3 de fevereiro, às 20 horas, o cantor e compositorRômulo Fróes. O evento tem patrocínio da Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e foi contemplado pelo Programa de Fomento à Cultura Carioca. A entrada é franca.

Rômulo Fróes por ele mesmo:
“Por elas Sem elas é quase um disco fora da curva na minha discografia até aqui. Digo isto,  porque pela primeira vez na minha carreira, as canções escolhidas não se agruparam de um modo mais claro que as organizasse em torno do pensamento estético que venho desenvolvendo ao longo dos meus discos e que sempre determina para mim a hora de se lançar mais um novo trabalho. O mote aqui foi tão somente registrar na minha voz, canções que foram lançadas anteriormente por cantoras e que até aqui não haviam sido gravadas por mim. Talvez por isso, tenha optado por lançá-las na sua forma mais primitiva, do modo como todas as minhas canções nascem, no formato voz e violão. Tentei dessa forma, trazer alguma unidade a este conjunto de canções, a princípio, tão díspares. Nunca meu trabalho ficou tão exposto quanto nesse disco. Com as canções despidas de qualquer aparato sonoro, ampliou-se o foco do núcleo letra-melodia, facilitando o seu acesso, mas também a avaliação sobre seu êxito ou não. Uma canção que penso representar muito bem alguns dos muitos caminhos que desenvolvi até aqui em busca de uma voz própria é a canção Porto, uma das minhas parcerias com Nuno Ramos presentes neste disco. Composta há muitos anos, ela faz parte de um período em que eu me propus a trabalhar com os diversos gêneros da cancão, fato que me levou com o tempo a me aproximar do samba, especialmente os sambas de caráter mais triste, mais rebaixado, menos luminosos, de artistas como Paulinho da Viola, Cartola, Batatinha e acima de todos, Nelson Cavaquinho. Muito por conta de enxergar uma certa similaridade, digamos, negativa, com o samba, me lancei na tentativa de compor um fado. Porto, é essa minha tentativa de compor um fado, mas que por minha completa falta de intimidade com o gênero, mesmo com a linda letra de Nuno Ramos e sua geografia imaginária em que se aproximam as cidades de Lisboa e Salvador, ainda assim, esta tentativa acabou-se revelando quando muito, um quase-fado. Por isso mesmo gosto muito desta canção, pelo quase, pelo entre, que ela contém. É este não-lugar que busco para a minha música. Um lugar em que não se reconheça com facilidade sua origem e que não realiza por completo seu destino. Como diz a letra da canção: “tava perto, quase lá, quase pus meu pé a areia”. Por elas Sem elas, deixa em primeiríssimo plano o que para mim é o centro do meu trabalho: minha relação com a composição e minha busca por continuar a transformar a forma canção.”

Verão Musical no Castelinho 2016 é produzido pela Zucca Produções, que atua, desde 2003 no meio cultural e tem no currículo festivais de música brasileira, peças de teatro, exposições, CDs, livros de arte, espetáculos de dança e outros.  Também são responsáveis por lançamentos de música popular e erudita.

www.facebook.com.br/veraomusicalnocastelinho

Twitter: @veraomusical

Instagram: @veraomusicalnocastelinho

PROJETO VERÃO MUSICAL NO CASTELINHO 2016

Dia 03/02– quarta feira – 20h

Show de Rômulo Froes
Garagem do Castelinho
Praia do Flamengo 158 – Flamengo
Tel:  21.2205-0655
Capacidade: 50 pessoas
Classificação livre
Entrada Franca

DEIXE UM COMENTÁRIO