Rodando o Mundo numa bicicleta de bambu

Imagina dar uma volta numa bicicleta um pouco diferente pelo mundo. É assim, sobre Dulcinéia, uma adorável e inspiradora bicicleta feita de bambu, que o carioca Ricardo Martins seguirá para o Roda Mundo, aventura para descobri novas culturas, se aproximar das pessoas em seu caminho e um inspirador objetivo: Pesquisar soluções de mobilidade urbana.

Saindo da Cidade do Cabo, Ricardo vai percorrer 61 países, inicialmente, passando por todos os continentes, exceção para a Antártida. Serão 5 anos e 3 meses de viagem, num trajeto de aproximadamente 70 mil km, passando por diferentes cenários políticos, além de condições e temperaturas extremas.

Projeto Roda Mundo
O projeto Roda Mundo é uma parceria com a COPPE-UFRJ, a ONG nacional Transporte Ativo e a Internacional ITDP para pesquisas de campo sobre Cicloturismo e Mobilidade Urbana pelo Mundo, para alimentar estudos que trarão novas possibilidades e soluções para o uso da bicicleta e demais meios de transporte. A experiência servirá para coletar dados e questionários junto ao poder público, universidade e líderes locais pelo mundo. A iniciativa supera questões de isolamento geográfico e até mesmo político, visto que a coleta de dados em algumas regiões do planeta é extremamente complexa, mas não para uma bicicleta, que elimina barreiras de distância e até mesmo culturais.

Ricardo Martins
Carioca de 31 anos, viajou de bicicleta pela América do Sul, durante 4 anos, com R$ 385,00 iniciais. Publicou um livro sobre a aventura e ministra palestras motivacionais pelo Brasil. É palestrante e é mediador de debates e fóruns sobre mobilidade urbana, em eventos como o The Feast World, Sesc, universidades, entre outros. Atleta pela Federação de Ciclismo do Estado do Rio de Janeiro, se formou em Marketing, com especialização em Coaching e nova graduação em Ciências Sociais, com ênfase em políticas de mobilidade urbana. Embaixador da bicicleta da Prefeitura do Rio de Janeiro, já atuou como Consultor de Mobilidade Urbana na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro. No setor público, atuou como Assessor Técnico e Mobilizador no Inea-RJ, e Conselheiro de Turismo da Secretaria de Turismo e Meio Ambiente do Mato Grosso, foi Consultor Sênior no Ministério de Turismo da Bolívia. É membro da União de Ciclistas do Brasil, do Clube de Cicloturismo no Brasil, além de colaborador da ONG de mobilidade urbana Transporte Ativo.

DEIXE UM COMENTÁRIO