Revista eletrônica dedicada à psicanálise é lançada em português

Primeira edição traz o tema 'Fantasmas', propondo a tarefa de aceitar a realidade da morte sem consolações religiosas e estratégias melancólicas

Um esforço conjunto de federações psicanalíticas de todo o mundo proporcionou o lançamento da primeira revista eletrônica internacional em Língua Portuguesa dedicada à Psicanálise, a “Psychoanalysis Today” (www.psychoanalysis.today). A edição inaugural, publicada também em inglês, frances, alemão e espanhol, traz o título “Fantasmas”, com artigos de oito psicanalistas. Inspirado no texto fundacional de Freud, “Luto e Melancolia”, o tema propõe a tarefa de aceitar o convite definitivo da morte e a absorção dessa realidade sem consolações religiosas e estratégias melancólicas, incluindo esperanças aliviadoras oferecidas pelo oculto e por nossas visões de uma vida depois da morte. A leitura é gratuita.

Impulsionada por Stefano Bolognini, presidente da Associação Psicanalítica Internacional (IPA), a publicação é fruto do trabalho compartilhado da Federação Europeia de Psicanálises (FEP), Federação Psicanalítica de América Latina (FEPAL), Associação Psicanalítica Americana (APsaA), Confederação Norte-americana de Psicanálise (NAPsaC) e a IPA.

Na carta de apresentação do novo canal a seus membros, a Federação Brasileira de Psicanálise (Febrapsi) ressaltou que a versão em português “é um sonho acalentado por muito tempo pela Febrapsi, de que nossa língua integre as vias de comunicação (total de cinco línguas) da IPA”.

Um dos artigos desta edição – ‘Fantasmas – o sonho é o guardião do sono’ – é de Miguel Calmon, presidente da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ). Baseado em Freud e Goethe, Calmon assinala: “Apoiamo-nos em uma trama de identificações que se sustentam umas às outras alimentadas por certezas desde sempre predestinadas ao equívoco. No lugar da origem, o vazio de significação que marca nosso desamparo. No entanto tão perfeito é o funcionamento da capacidade de imaginar da imaginação que, esta referência salvadora de tudo, se encarna visível e invisivelmente em tudo o que somos e fazemos. De qualquer modo encarnações deste ‘outro puro’ a partir do qual nossa origem não poderá nem ser encontrada nem ser questionada”.

A edição “Fantasmas” também traz textos de Shmuel Erlich, Eugene J. Mahon, Carmen Villoro Ruíz, Ricardo Velasco Rosas, Eric Smadja, Willy Van Lysebeth e  Osamu Kitayama. O próximo tema será a violência no mundo atual, sobre os seus efeitos nas nossas vidas e no mundo do trabalho. O conselho editorial já começou a receber sugestões de artigos, que podem ser enviados em texto (até 1000 palavras), em filme (até 10 minutos), figuras, cartoons ou entrevistas. As contribuições devem estar relacionadas com a teoria psicanalítica ou com a experiência clínica. E-mails para contato: admin@psychoanalysis.today e info@psychoanalysis.today.

DEIXE UM COMENTÁRIO